sábado, 4 de março de 2017

AL: Procurador busca alternativas para combater crime organizado

Na segunda, (6) Francisco Dirceu esteve em Maceió, Alagoas, para conhecer o funcionamento da 17ª 
Vara Criminal da Capital, encarregada do combate ao crime organizado. (Fonte Ministério Público).

Combater a criminalidade organizada não é uma tarefa simples. Para se obter êxito, faz-se necessária a colaboração da sociedade civil organizada como um todo, num esforço institucional conjunto, em que cada instituição participe de modo efetivo na construção de um modelo eficiente de resposta às demandas da população por segurança. Foi com essa motivação que o MP Pernambucano buscou reunir várias instituições para formatar, por meio da criação de uma força-tarefa, soluções para a escalada de violência no Estado.

Na última segunda-feira 6, o procurador-geral de Justiça, Francisco Dirceu de Barros, esteve em Maceió, acompanhado de uma comitiva de autoridades jurídicas e policiais pernambucanas. O intuito foi o de conhecer in loco o funcionamento da 17ª Vara Criminal da Capital, encarregada do combate ao crime organizado em Alagoas.

De acordo com Francisco Dirceu, a visita de segunda-feira foi a primeira de uma série de outras que o comitê pretende realizar no decorrer do ano. “A ideia é colher o que deu certo em outros Estados e aplicar aqui em Pernambuco. Vamos visitar e conhecer outras experiências exitosas de combate ao crime organizado”, salientou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário