terça-feira, 14 de março de 2017

Armando: “Transposição do São Francisco se deve a Lula e Dilma”

Em discurso em Brasília, Senador defendeu que o início do funcionamento da Transposição,
se deve aos ex-presidentes Lula e Dilma. (Fonte: Folha PE / Foto: Ana Luiza Souza).

Quatro dias depois de o presidente Michel Temer ter inaugurado o Eixo Leste da transposição das águas do Rio São Francisco em Monteiro, na Paraíba, o senador Armando Monteiro Neto (PTB) comemorou o início da transposição em Pernambuco e na Paraíba. Ao discursar na tribuna do Senado, ele também fez um alerta de que é essencial executar obras complementares. “A conclusão das obras da Transposição é uma redenção para os nordestinos”, enfatizou o Senador Pernambucano em sua fala.

O petebista garantiu que, juntamente com os outros dois senadores de Pernambuco e os deputados federais da bancada do Estado, estará “totalmente comprometido” com a cobrança da liberação dos recursos que tornem possível o término de adutoras, ramais e barragens que darão efetividade à Transposição em Pernambuco.

O senador petebista citou, entre as obras complementares essenciais em Pernambuco, a Adutora do Moxotó, com três estações elevatórias; a Adutora do Agreste, que atenderá a mais de dois milhões de habitantes em 68 municípios da região, e o Ramal do Agreste, que irá interligar o Rio Ipojuca à Adutora do Agreste.

Monteiro acrescentou, no discurso, que, sem querer “politizar” o início do funcionamento da Transposição, se deve aos ex-presidentes Lula e Dilma. Frisou, contudo, que não pode deixar de se congratular com o presidente Michel Temer, do PMDB, por não haver contingenciado as verbas para o projeto nos últimos dez meses e por ter ampliado em 23% o volume dos repasses para o Eixo Leste, garantindo a entrega dos trechos dentro do cronograma previamente estabelecido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário