quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Lula, além de candidato em 2018, deve retornar ao comando do PT

Apesar de contar com alguns grupos lhe apoiando, Lula, segundo apurou o 
Blog do Gidi Santos, é seu próprio e melhor cabo eleitoral dentro da esfera petista.

Alvo de cinco investigações por parte da Operação Lava Jato, desencadeada pelo Juíz Federal Sérgio Moro, Lula além de candidato a presidente em 2018, conforme deve ser anunciado já ano que vem, deve voltar a comandar nacionalmente, o partido dos Trabalhados (PT). De acordo com a publicação da jornalista Mônica Bergamo, do Jornal Folha de São Paulo, o ex-presidente já não resiste a ideia de comandar a legenda. Segundo a publicação da jornalista, durante a realização do IV Congresso da Unas Heliópolis e Região, em SP, Lula comunicou a integrantes do partido, que deve voltar ao cargo.

Há alguns meses, Lula defendia que a legenda precisava de renovação, e por isso, seu nome não deveria ser considerado para o comando do PT. Houve forte pressão por parte de alguns grupos, argumentando que a agremiação precisava da unidade, que somente o ex-presidente, poderia assegurar. Depois da “pressão”, que alguns defendem, teria ocorrido na forma de articulação política, o discurso do petista pernambucano mudou e agora, bem ao seu estilo, ele quer liderar novamente.

Lula, segundo apurou o Blog do Gidi Santos, é seu próprio e melhor cabo eleitoral dentro da esfera petista. Apesar de sólida musculatura para encabeçar a legenda que lhe elegeu por duas oportunidades Presidente da República, o líder petista, segundo um interlocutor, estaria fazendo planos de renovar a direção partidária, convidando quadros relativamente jovens para integrá-la. Lula, é importante frisar, conhece a estrutura do PT como ninguém, e contando com os ventos do horizonte soprando a seu favor, tende, de fato; retornar as presidências (do PT e do país).

Izaías institui dia do Reisado, no calendário de eventos da cidade

A ideia, segundo o executivo, é fortalecer e preservar esse tipo de manifestação cultural, 
presente aqui na cidade, há mais de cem anos. (Fotos: arquivo Secom – PMG).

Através de publicação no Diário Oficial dos Municípios desta quinta-feira, 29 de dezembro, o Prefeito de Garanhuns Izaías Régis Neto, do PTB, instituiu o Dia Municipal do Reisado de Garanhuns, no calendário oficial de eventos da cidade. A data, que a partir de agora, marcará o reconhecimento por parte do Governo Local quanto a atividade cultural, será comemorada anualmente sempre no dia 6 de janeiro. De acordo com a publicação, as festividades em alusão ao Reisado de Garanhuns, deverão encerrar os festejos natalinos.

A ideia, segundo o executivo, é fortalecer e preservar esse tipo de manifestação cultural; presente aqui na cidade, há mais de cem anos. Para manutenção anual do evento, assegura a publicação, o executivo gerido por Régis fica autorizado a celebrar convênios com entidades públicas, privadas e com instituições que desenvolvam ações direcionadas a atividade. Ainda conforme defende a Lei de número 4336/2016, as despesas decorrentes a preservação à referida tradição cultural local, ficarão a cargo das dotações orçamentárias próprias, suplementadas, se necessário.

A inciativa, tomada por parte do Governo, em legitimar o Reisada de Garanhuns como elemento característico da cultura da cidade, soma esforços junto a atuação promovida pela agora, ex-secretária de Cultura Cirlene Leite, que já desde 2014, busca com que os grupos locais que desenvolvem esse tipo de apresentação, sejam reconhecidos como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil. Na capital, Cirlene, acompanhada dos mestres Benoni, Gonzaga, Viturino e João Tibúrcio, realizaram ainda em 2014, um pedido formal para que o Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) reconhecesse a Ciranda e Reisado locais, também como patrimônios culturais nacionais.

Atualmente, Garanhuns é a cidade pernambucana com maior número de reisados em atuação. São cinco grupos formalizados que seguem com apresentações durante todo o ano em diferentes regiões, sendo eles: “Garanhuns Cultural”, “Mestre João Tibúrcio”, “Os três Reis do Oriente”, “Santíssimo Redentor” e “Unidos com Alegria”. A Lei que instituiu o Dia do Reisado em Garanhuns, é de autoria do vereador Audálio Filho.
.