quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

CARUARU: Raquel Lyra será diplomada no dia 18 de dezembro

Em recente entrevista, tucana afirmou que governará sempre trazendo a público as ações de governo 
de forma transparente, democrática e participativa.(Com informações da Ascom –PSDB Caruaru).

A prefeita eleita de Caruaru, Raquel Lyra (PSDB), primeira mulher a governar a 4ª maior cidade de Pernambuco, será diplomada no próximo dia 18 com o seu vice, o também tucano Rodrigo Pinheiro. A solenidade está marcada para às 15 horas no salão do Júri do Fórum. Os 23 vereadores eleitos e suplentes também serão diplomados na ocasião.

Em entrevista a rádio Cultura, a prefeita eleita falou sobre o processo de transição e os planos para o futuro de Caruaru a partir de janeiro. Na “prestação” de contas do que pretende para a capital do Agreste pernambucano, a tucana reafirmou que governará sempre trazendo a público as ações de governo de forma transparente, democrática e participativa.

“Estaremos em contato direto com a população. Pelas redes sociais, pela mídia e na casa das pessoas, nos bairros, conversando o tempo inteiro. Vamos continuar andando por Caruaru para podermos trabalhar as demandas e os desafios que estão postos para a nossa cidade e construir as soluções de que Caruaru precisa”, comprometeu-se a prefeita eleita.

Em função da crise econômica e financeira nacional que atinge também os municípios, Raquel Lyra anunciou que fará ajustes, entre eles o enxugamento da máquina, para garantir que as promessas de campanha sejam cumpridas e que a população tenha acesso aos serviços essenciais.

Diplomação dos eleitos em Arcoverde será no dia 19 de dezembro

Além da Prefeita e vice, também serão diplomados os dez vereadores eleitos para a
Casa James Pacheco.(Com informações e imagem da Ascom – PMA).

A solenidade de diplomação dos Eleitos no Pleito de 2016 em Arcoverde já foi marcada pelo juiz eleitoral da 57ª Zona Eleitoral, o Dr. Cláudio Márcio Pereira de Lima. O ato, ocorrerá no dia 19 de dezembro, às 20h, no Esporte Clube. Na ocasião, serão diplomados a prefeita reeleita, Madalena Britto (foto acima) e o vice-prefeito, Wellington Araújo, ambos do Partido Socialista Brasileiro (PSB).

Além da Prefeita e vice, também serão diplomados os dez vereadores eleitos para a Casa James Pacheco: Dra. Cybele Roas (PP), Geraldo Vaz (PSD), João Taxista (PRP), Siqueirinha (PSB), Everaldo Lira (PMDB), Luiza Margarida (PMDB), Célia Cardoso (PSB), Cleriane Medeiros (PRTB), Heriberto do Sacolão (PTN) e Zirleide Monteiro (PTB).

Os suplentes, até a 3ª colocação de cada coligação, também receberão diplomação. A Justiça Eleitoral determina que isso seja feito por haver a possibilidade de os titulares de vagas na Câmara serem convocados pela prefeita para assumir cargos no município, além de outras possibilidades de que vereadores eleitos tenham de se afastar de seus cargos. Quanto a posse dos eleitos e reeleitos, ela acontece no dia 1º de janeiro de 2017, a partir das 15h, na Câmara de Vereadores.

Deputados querem votar projeto que incrimina ministros do STF

O projeto – apresentado em março deste ano - já tem parecer pronto do relator Marcos 
Rogério (DEM-RO) pela admissibilidade da proposta.(Com informações do Estadão Política).

Parlamentares vão pressionar o presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados, Osmar Serraglio, do PMDB do Paraná, para incluir na pauta da próxima semana um projeto de lei que prevê o crime de responsabilidade para ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) por usurpação de competência do Poder Legislativo ou do Executivo. Em resposta, o Deputado Federal e Presidente da CCJ, Osmar Serraglio já afirmou que essa, não é hora de pautar matérias que causam "celeuma".

O projeto – apresentado em março - já tem parecer pronto do relator Marcos Rogério (DEM-RO) pela admissibilidade da proposta, falta apenas pautar para votação na CCJ. Um dos autores do projeto é o deputado Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ), que considera oportuna a apreciação da admissibilidade do projeto antes do recesso de fim de ano. “Vai depender muito do que acontecer hoje”, disse Sóstenes, se referindo ao julgamento do afastamento do senador Renan Calheiros (PMDB-AL) do comando do Senado.

Sóstenes citou como exemplos de “ativismo” exacerbado algumas decisões da Corte, como a que proibiu a vaquejada por entender que a prática causa sofrimento ao animal, a legalização da união estável entre casais do mesmo sexo e, finalmente, a decisão da 1.ª Turma do STF de que não é crime o aborto realizado durante o primeiro trimestre de gestação. “Em vários momentos estão usurpando as prerrogativas”, concluiu o deputado, que é membro da bancada evangélica.

Sóstenes calcula que tem apoio suficiente para incluir o tema na pauta e votos para aprovar a proposta na CCJ, mas para levar à votação, terá de vencer a resistência de Serraglio. Ativistas de grupos que se intitulam “pró-vida” fizeram pressão na sessão de terça, 6, para incluir o tema na pauta de discussões da comissão.

BOM: Custo da cesta básica está menor em 25 capitais brasileiras

A constatação é do Dieese e de acordo com o órgão, a cesta mais cara do país está 
em Porto Alegre (RS), seguida de Florianópolis (SC) e São Paulo. (Fonte: Ascom PSDB).

A constatação é do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). As reduções mais expressivas foram observadas em Boa Vista – com queda de até 7,35%, seguida por Recife, Cuiabá, Salvador e Belo Horizonte. Quando se compara o custo da cesta e o salário mínimo líquido, ou seja, após o desconto referente à Previdência Social, foi verificado que o trabalhador remunerado pelo piso nacional comprometeu, em novembro, 49,87% dos seus rendimentos para adquirir os mesmos produtos que, em outubro, demandavam 51,29%. A cesta mais cara foi a de Porto Alegre, seguida de Florianópolis e São Paulo.

O deputado federal Sílvio Torres (PSDB-SP) aponta que esse é o primeiro sinal de que a inflação no Brasil vem sendo controlada, após a alta deixada pelo governo Dilma. “Isso está sinalizando que a inflação continua caindo. Provavelmente, ano que vem vai ficar dentro da meta prevista de 4,5% ao ano. Por outro lado, reflete também uma queda de recursos muito grande, que já tem sido repetida em todos os levantamentos feitos. A previsão é de chegar a mais de 12 milhões de desempregados até o final do ano, e continuar aumentando até o ano que vem”, afirmou.

Mesmo com a queda nos preços da cesta básica, o deputado Sílvio Torres faz um alerta para a situação econômica do Brasil. “Praticamente, a única notícia boa que temos até agora é a queda do alimento, que traz um alívio para as famílias. Mas o Brasil ainda tem muito a superar dessa crise herdada. Estamos tomando as medidas necessárias Aprovamos a PEC 241, proposta da reforma da Previdência, outras reformas microeconômicas a recuperar também a confiança dos investidores. Mas é um tempo de muita ansiedade e de muitas incógnitas ainda, de muita imprevisibilidade.”

Grupos registram pedido de impeachment de Temer na Câmara

Cabe agora, ao presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que é aliado do presidente,
decidir se recebe ou não a denúncia. (Com informações do Folha de Pernambuco).

Com apoio do PT e de outros partidos da oposição, representantes de entidades de esquerda apresentaram nesta quinta-feira (8) mais um pedido de impeachment de Michel Temer por ele ter, segundo a representação, atuado em benefício pessoal do ex-ministro Geddel Vieira Lima para liberar a construção de um prédio na Bahia onde seu então articulador político tinha um apartamento. A peça, assinada por representantes de movimentos como MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra), UNE (União Nacional dos Estudantes) e CUT (Central Única dos Trabalhadores), além de professores de direito de universidades como a Federal do Rio de Janeiro, foi protocolada na presidência da Câmara nesta manhã.

Cabe ao presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), aliado próximo de Temer, decidir se recebe ou não a denúncia. A não ser que ocorra uma brusca alteração no cenário político, é certo que deputado do Democratas não dará sequência ao pedido. Maia, inclusive, havia marcado audiência para receber o pedido pessoalmente, às 11h30, mas não apareceu. Após "chá de cadeira" de 1 hora, as entidades e congressistas de esquerda acabaram aceitando entregar o pedido ao secretário-geral da Mesa, Wagner Soares Padilha. O documento foi entregue pelo presidente da CUT, Vagner Freitas.

"O desrespeito dos membros da Mesa da Câmara está registrado para a sociedade", reclamou o deputado Henrique Fontana (PT-RS). "Temer não deveria estar na Presidência. Mas estando, cometeu ilegalidades. Nós queremos eleições diretas já. O povo brasileiro quer votar. O Brasil não pode ficar com um golpista na cadeira de presidente", disse o presidente da CUT.

Presidente Michel Temer visita Pernambuco nesta sexta-feira (9)

A agenda do Presidente será voltada para obras da transposição do Rio São Francisco e para 
a assinatura de renegociação de dívidas de agricultores. (Fonte: Folha de Pernambuco).

O presidente Michel Temer tem programada para esta sexta-feira, 9, a sua estreia por Estados do Nordeste, região que ainda é considerada um reduto mais ligado a ex-presidente Dilma Rousseff. A agenda será voltada para obras da transposição do Rio São Francisco e também prevê a assinatura de renegociação de dívidas de agricultores. O cronograma inicial prevê que o presidente desembarque na sexta às 9h40, em Caruaru (PE), para inspeção e atos de assinatura na barragem de Jucazinho, na represa surubim. Na sequência a previsão é que Temer desembarque na cidade baiana de Paulo Afonso e siga para Salgueiro (PE), na divida dos Estados. Em Salgueiro, Temer visitará a estação de bombeamento do reservatório do Programa de integração de São Francisco.

Na parte da tarde, a programação é em Fortaleza, onde está prevista para as 16h, a assinatura do decreto de regulamentação da Lei 13.340, referente a liquidação e renegociação de dividas de crédito rural do Banco do Nordeste. O evento acontecerá na sede do bando Nordeste da capital cearense. Além do giro pelo Nordeste, o presidente deve fazer na semana que vem sua primeira viagem a região Norte, possivelmente no Pará, em uma agenda que está sendo costurada com o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, que é da região.

Em junho, ainda como interino, Temer chegou a agendar viagens para o Nordeste, mas decidiu cancelar as visitas programadas para Arapiraca (AL) e Floresta (PE) para concentrar os esforços para o envio à Câmara da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que estabelece um teto para o gasto público. A agenda da semana que vem, deve ser no dia 15, justamente quando o governo espera já ter conseguido aprovar a PEC, agora no segundo turno no Senado.