segunda-feira, 21 de novembro de 2016

EM CARUARU: Raquel Lyra vai reduzir número de secretarias

"Faremos uma profunda avaliação, mas certamente vamos enxugar a máquina, garantir
que sobrem mais recursos para investimentos”, defende Raquel. (Fonte: G1).

A prefeita eleita em Caruaru, Agreste de Pernambuco, Raquel Lyra (PSDB), anunciou na sexta-feira (18) após reunião com a equipe de transição que estuda medidas para ter uma gestão mais enxuta do que a atual. De acordo com a tucana, devido a crise financeira ajustes serão feitos para garantir que as promessas de campanha sejam cumpridas e que a população tenha acesso a serviços essenciais.

A gestora assume a partir de janeiro de 2017 e promete reduzir o número de secretarias. "Faremos uma profunda avaliação, mas certamente vamos enxugar a máquina, garantir que sobrem mais recursos para investimentos, para garantir tudo aquilo que nós nos comprometemos durante a campanha. Ainda mais num momento desse de crise que a gente vive no Brasil inteiro, para que a gente possa gastar menos com a máquina e mais com a população", disse.

Um cronograma de reuniões com as equipes de transição foi montado e a partir de hoje, segunda-feira, 21 de novembro, os encontros farão diversos raios-x da atual gestão, comandada pelo Prefeito Zé Queiroz.

Governo de Pernambuco anuncia datas para pagamento do 13º

Com informações de Paulo Veras, repórter do Jornal do Comércio e do Blog do Jamildo.

Com os recursos da repatriação, o Governo de Pernambuco anunciou nesta segunda-feira (21) as datas de pagamento do 13º salário dos servidores estaduais. A primeira parcela será no dia 30 de novembro e a segunda, no dia 20 de dezembro. Serão R$ 416 milhões em cada uma das parcelas.

As datas foram divulgadas pelo governador Paulo Câmara (PSB) e pelo secretário de Administração, Milton Coelho, após uma reunião no Palácio do Campo das Princesas para definir o calendário de pagamento. A folha de de novembro começará a ser paga no dia 5 de dezembro. São R$ 832 milhões.

O secretário Milton Coelho chegou a admitir há cerca de duas semanas que o governo estadual não tinha recursos para pagar o 13º salário dos servidores e até o fim da semana passada não havia divulgado datas. A bancada de oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) fez questionamentos sobre o pagamento.

Repatriação - A Lei 13.254/2016, conhecida como Lei da Repatriação, prevê que pessoas físicas e jurídicas possam fazer a regularização de bens e recursos obtidos de forma legal no exterior, mas que não foram declarados à Receita Federal. Em troca da legalização, o governo cobrou 15% de imposto de renda e multa de 15%. O prazo foi encerrado no dia 31 de outubro e o governo arrecadou cerca de R$ 46,8 bilhões.

O Estado havia recebido apenas o recurso do imposto de renda, sem considerar a multa. Os recursos depositados em juízo para o Recife e para PE, fazem parte do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e do Fundo de Participação dos Estados (FPE).

Banco do Brasil anuncia plano para fechar agências em todo o país e economizar R$ 750 milhões; Em PE, sete serão fechadas

Após a mudança, o estado ficará com 162 agências e 64 postos de atendimento. O 
encerramento das atividades das agências, ocorrerão ao longo de 2017. (Diário de Pernambuco).

O Banco do Brasil anunciou neste domingo um conjunto de medidas para ampliar o investimento no atendimento digital e aumentar a eficiência operacional. Com isso, em Pernambuco, sete agências serão encerradas, cinco estão no Recife: a agência da Avenida Guararapes; do bairro do Derby; Pina; Riomar Shopping e Shopping Boa Vista. Além dessas, a agência de Peixinhos, em Olinda, e de Ponte dos Carvalhos, no Cabo de Santo Agostinho, também estão na lista. Outras nove devem ser transformadas em postos de atendimento, elas estão localizadas nos municípios de Escada, Frei Miguelinho, Jataúba, Macaparana, Riacho das Almas, Sirinhaem, Tuparetama, Vertentes e Vicência. 

Após a mudança, o estado ficará com 162 agências e 64 postos de atendimento. O encerramento das agências e a implantação das demais medidas ocorrerá ao longo de 2017 e será divulgado previamente. O banco afirmou que vai rever e redimensionar a estrutura da organização em todos os níveis: estratégico (direção geral), tático (superintendências nos estados), de apoio (órgãos regionais) e de negócios (agências). 

De acordo com a instituição, a revisão levará à redução de 9.300 funcionários no quadro. Para a adequação, o banco lançará Plano Extraordinário de Aposentadoria Incentivada para público potencial de até 18 mil pessoas que já reúnem condições para se aposentar. Com a reorganização de suas unidades, o BB estima redução anual de R$ 750 milhões em despesas, valor que poderá aumentar a partir da adesão de funcionários ao Plano Extraordinário de Incentivo a Aposentadoria, que o Banco também anuncia hoje.

SERÁ O FIM DAS COLIGAÇÕES: PEC da reforma política pode ser votada nesta terça-feira, 22 de novembro

De acordo com o texto, as coligações partidárias nas eleições para vereador e deputado
serão extintas a partir de 2020. (Com informações e imagens da Agência Senado).

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 36/2016 cumpriu nesta segunda-feira (21) a segunda de três sessões de discussão do segundo turno. A PEC, que estabelece uma cláusula de barreira, foi aprovada em primeiro turno no último dia 9, com 58 votos favoráveis e 13 contrários. A terceira sessão de discussão e o segundo turno de votação estão previstos para ocorrer nesta terça-feira (22).

Dos senadores Ricardo Ferraço (PSDB-ES) e Aécio Neves (PSDB-MG), entre outras mudanças, a PEC acaba com as coligações partidárias nas eleições proporcionais (vereadores e deputados) e cria uma cláusula de barreira para a atuação dos partidos políticos. O objetivo é diminuir o número de legendas partidárias no país.

O Projeto de Emenda Constitucional (PEC) foi aprovada na forma do substitutivo apresentado pelo relator, senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP). De acordo com o texto, as coligações partidárias nas eleições para vereador e deputado serão extintas a partir de 2020. Atualmente, os partidos podem fazer coligações, de modo que as votações das legendas coligadas são somadas e consideradas como um grupo único no momento de calcular a distribuição de cadeiras no Poder Legislativo.