domingo, 17 de julho de 2016

Ivo Amaral Júnior pode ser candidato a Prefeito de Garanhuns

Ivo foi sondado por pessoas ligadas ao seu partido, o PSB, além do próprio Governador 
de Pernambuco, Paulo Câmara para ser candidato aqui na Terra das Flores em 2016.

A porta do início da campanha eleitoral em Garanhuns, que ocorrerá, além daqui, em todo o país no período de 16 de agosto a 31 de setembro, o Partido Socialista Brasileiro, (PSB, do Governador Paulo Câmara), não tem um candidato de seus próprios quadros para concorrer frente a Izaías em 2 de outubro. Não tem sequer um nome para ser vice em uma chapa. Após a saída precoce do presidente da legenda aqui no município, o professor da Universidade Federal de Pernambuco, Nivaldo Azevedo, no que se refere a disputa pelo Palácio Celso Galvão, o partido de Paulo Câmara parece ter se perdido de vez no processo. Com a desistência de Azevedo, parte dos socialistas se mostraram descontentes, já que defendiam com firmeza a provável candidatura do presidente. Veio a desistência, e a pré-candidatura de Nivaldo ficou no passado. Para o presente, o saldo é ruim, já que a legenda não disponta com aparentes lideranças políticas.

Há de se fazer justiça aos atuais vereadores pelo partido, Nelma Carvalho e Paulo Leal, que diga-se de passagem, estão com seus próximos mandatos em inteira desconfiança, já que Paulo terá de enfrentar em São Pedro (distrito onde mora e tem densidade eleitoral) cerca de outros 6 fortes candidatos puxando votos, enquanto que Nelma, ainda sem ter uma boa coligação, pode ficar a "ver navios", mesmo obtendo uma votação expressiva, como a que teve em 2012 (2.160 votos). Internamente no PSB, falou-se em diversos nomes para encabeçar chapa a majoritária (candidatura a Prefeito), caso, por exemplo, do empresário do ramo de avicultura, Edival Veras, do pastor George, do empresário e ex-vereador Mário Faustino e até mesmo do ex-secretário das pastas de Turismo e Saúde da gestão do ex-prefeito Luiz Carlos de Oliveira, Júlio César Sampaio, que atualmente comanda o gabinete do Senador eleito em 2014 pelo PSB, Fernando Bezerra Coelho aqui na cidade, para a Região Agreste Meridional.

    Contudo, e apesar dos diversos nomes colocados a mesa de discussões, no que depender da movimentação de uma ala do PSB local, nenhum destes deve se consolidar como eleito à disputa em 2016. É que o Partido Socialista Brasileiro vem trabalhando para ter uma candidatura, que segundo alguns correligionários da legenda, poderia ter mais densidade e musculatura eleitoral. De acordo com informações de fontes ligadas ao Blog do Gidi Santos e ao partido do Governador aqui no município; a Casa Civil de Pernambuco, junto com a executiva estadual do partido, através de seu presidente, Sileno Guedes, do Dr. Ivan Rodrigues, além do próprio Governador Paulo Câmara trabalham para que o bem sucedido advogado Ivo Amaral Júnior, filho do ex-deputado e ex-prefeito de Garanhuns, Ivo Amaral, figure como pleiteante a cadeira de maior autoridade do município, a de Prefeito. Apesar de Ivo pai defender que Ivo Filho teria recusado semanas atrás essa sondagem por parte do PSB, a qual inclusive ele (Ivo Júnior) é filiado, a fonte do blog garante que a decisão por parte do jovem operador do direito ainda não está tomada.

Enquanto o nome de Ivo não é confirmado, seguem as reuniões do bloco chamado aqui de “Frente Popular de Garanhuns”, grupo de partidos políticos aliados ao Governador Paulo Câmara, que é remanescente do que em nível estadual é chamado de “Frente Popular de Pernambuco”. Em Garanhuns ao total, quatro pré-candidatos pertencentes aos quadros de legendas desse bloco vem disputando espaço para firmarem-se como potenciais candidatos, com exceção de Paulo Camelo (PCB) que se declara independente e já disse: concorre mesmo que isoladamente. São eles: Valter Couto (PRP-PDT), Joaci Laurindo (REDE), Givaldo Calado (PP) e Claudomira Andrade (DEM). Eles até que tentam chegar a um entendimento, mas não conseguem, já que ninguém parece querer abandonar a ideia de ser candidato a Prefeito na terra dos festivais, a mais importante do Agreste Meridional. Com isso o PSB perde terreno de liderança, deixando a mercê de partidos considerados menores, com menos expressão, a condução dos caminhos políticos do município.

Dia 5 de agosto, como preconiza a legislação eleitoral vigente brasileira, é o prazo limite para as convenções partidárias, onde há a definição por parte das legendas no que diz repeito aos seus candidatos, seja a Prefeito, seja a vereador. Até la, teremos um quadro mais real de como se comportarão; as oposições em Garanhuns.
.

IVO AMARAL: “O Fig deve permanecer com 10 dias e empresários precisam contribuir com recursos financeiros!”

“O Festival de Inverno está para nós de Garanhuns e do Agreste Meridional, como 
São João está para Caruaru e o Agreste Setentrional”, considera Ivo.

Nas palavras do ex-prefeito, ex-deputado estadual e criador do Fig, Ivo Amaral; o Festival de Inverno de Garanhuns deve permanecer com seu formato original, onde tradicionalmente 10 dias são dedicados ao evento. Ao falar com exclusividade ao Blog do Gidi Santos, Ivo se mostrou favorável a um novo modelo de gestão para o evento, apesar de ponderar ao dizer que neste momento, a busca por uma nova forma de capitalizar recursos para o Fig, não passa, necessariamente pelo Governo Federal, já que de acordo com ele, a crise instalada no país atinge de forma mais aguda a união. Contudo, mesmo reconhecendo a participação da classe empresarial de Garanhuns e de Pernambuco junto ao evento, o ex-prefeito garante que eles podem mais, inclusive destinando um aporte de recursos significativos a realização do Festival, através de incentivos fiscais via Lei Rouanet.

Sempre modesto, Amaral fez questão de frisar por diversas vezes ao longo da conversa que manteve com o blog do Gidi Santos, que a grande ideia, responsável pela criação do consolidado Festival de Inverno de Garanhuns, partiu do jornalista e advogado garanhunense, hoje morando na capital pernambucana, Marcílio Reinoux. Para Amaral, o Festival amadureceu a tal ponto, que não há de se falar em um novo formato, sobretudo no que se refere a quantidade de dias destinados ao evento. “O Festival de Inverno está consolidado. Naquela época quando fizemos o primeiro, foram quinze dias, porém, depois verificamos com alguns de nossos técnicos do Governo do Estado e do Governo do Município que uma redução seria necessária, algo que fizemos. Não há espaço em Garanhuns e na região pra gente fazer um Festival com 30 dias como algumas pessoas querem. De maneira que defendo que o Fig deve permanecer com 10 dias e os empresários precisam contribuir com recursos financeiros, já que são parte beneficiada”, frisou Ivo.
.

Sobre a importância no fomento da economia e cultura empreendido pelo Fig, Amaral foi contundente e elencou o evento como sendo o mais importante para região Agreste Meridional. “Nós hoje somos privilegiados. Além de sermos a cidade considerada Capital do Agreste Meridional, temos um evento, diga-se de passagem, o mais importante de nossa microrregião, pulsando em ganho de capital e em ganho de vida, o cultural. O Festival de Inverno está para nós de Garanhuns e do Agreste Meridional, como o São João está para Caruaru e o Agreste Setentrional”, diss Ivo.

    Política - Recentemente Ivo Amaral assumiu, a pedido do ex-Governador de Pernambuco, Jarbas Vasconcelos, e do atual vice Governador, Raul Henry, a direção provisória do PMDB, para o que o próprio Amaral nomeou de “repactuação” do partido aqui na cidade. De acordo com informações do peemedebista, a legenda não deve ser protagonista na eleição majoritária, ou seja; não deve apresentar candidato a Prefeito. A ideia, segundo o ex-deputado, é que novas lideranças políticas que vem emergindo gradativamente possam integrar os quadros peemedebistas aqui na cidade, para num breve espaço de tempo, quem sabe já em 2018, possam figurar nas eleições gerais.

Indagado se o Advogado, Ivo Júnior, que é seu filho, teria sido procurado para ser candidato a Prefeito aqui na cidade, pelo PSB, partido que ele inclusive integra aqui no município, apesar de residir em Recife; o ex-prefeito de Garanhuns, Ivo Amaral, como de costume, não desconversou. “Houve sim a procura! Meu filho foi procurado pelo próprio Governador Paulo Câmara, além do Secretário Chefe da Casa Civil, Antônio Figueira e pelo Presidente do PSB no estado, Sileno Guedes, além do Dr. Ivan Rodrigues, também da Casa Civil do Governo do Estado (foto abaixo), para ser candidato em Garanhuns. Ivo agradeceu o convite, mas disse que não poderia ser candidato, já que o convite foi feito uma semana atrás e estamos as vésperas de uma eleição, onde o tempo disponível se torna inviável para consolidar uma candidatura dessa natureza. Todavia é preciso dizer que o PSB tem bons quadros, que podem, sem dúvida alguma, qualquer um deles, com certeza, motivar o eleitorado garanhuense em outubro”, garantiu Amaral.
.