terça-feira, 5 de abril de 2016

Livro "ISSO QUE ESCORRE" do escritor Wagner Marques será lançado no próximo dia 14 de abril em Garanhuns

Na opinião do jornalista Jodeval Duarte, que assina a orelha do livro, a construção 
das personagens, entre outros aspectos, merece um olhar cuidadoso.

Será realizado no próximo dia 14 de abril, às 20h, em Garanhuns (PE), na Unidade Executiva do Sesc, o lançamento do livro Isso que escorre, do escritor Wagner Marques (foto). Livro que recebeu “Menção honrosa” no III Prêmio Pernambuco de Literatura (2015), realizado pelo Governo do Estado de Pernambuco, Isso que escorre é o primeiro livro do autor. Essa obra literária reúne 15 contos, nos quais a sombra das várias formas da tragédia humana emerge com seu teor próprio e busca levar o leitor a trilhar por enredos com desfechos abruptos. 

Na opinião do jornalista Jodeval Duarte, que assina a orelha do livro, a construção das personagens, entre outros aspectos, merece um olhar cuidadoso. “Há frases curtas e cortantes, imagens originais na construção de uma visão de mundo diferenciada em um personagem diferenciado, com uma sensibilidade que o autor contamina com o realismo que – como promete o título da obra – “escorre” na pior das fórmulas, a violência, compensada pela luz e pelas cores humanas que ele cria em torno do personagem central e suas angústias”, pontua Jodeval.

Wagner Marques nasceu em Garanhuns e é formado em Letras. Tem Especialização em Programação do Ensino de Língua Portuguesa e já atuou no jornalismo. Realizou alguns eventos literários. É escritor e, nas horas vagas, servidor público federal. Por fim, lê para viver. 

Contato:
Fone: (87) 99911-8284 / 98113-6563

.

996 VAGAS: Governador Paulo Câmara anuncia concursos públicos para as Polícias Civil e Científica do Estado de Pernambuco

Para se candidatar a uma vaga nas Polícias será necessário possuir nível superior reconhecido 
pelo Ministério da Educação (MEC) e Carteira Nacional de Habilitação, no mínimo B.

O governador Paulo Câmara anunciou, na manhã da última segunda-feira (04), a realização de concurso público para o preenchimento de cargos efetivos nas Polícias Civil e Científica do Estado. Ao todo, serão 966 vagas distribuídas nas duas instituições pernambucanas. Os editais foram publicados nesta ontem (05), no Diário Oficial e a organização será realizada pelo Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe). O valor das inscrições variam de R$ 160 a R$ 200, de acordo com a função almejada pelo candidato. 

Dos 650 cargos para a Polícia Civil de Pernambuco, 500 são para agente, 100 para delegado e 50 para escrivão. Dos 316 destinados à Polícia Científica, 40 são para médico legista, 56 para perito criminal, 51 para perito papiloscopista, 73 para auxiliar de legista e 96 para o auxiliar de perito. Na avaliação do chefe do Executivo estadual, a certame contribuirá para o fortalecimento do trabalho dos que já atuam e melhora o serviço prestado à população.

A seleção terá duas etapas, sendo a primeira dividida em cinco fases - que vão da prova de conhecimento à investigação social. Já a segunda etapa consiste na realização do Curso de Formação Profissional na Academia Integrada de Defesa Social, com duração média de cinco meses. A jornada de trabalho dos empossados será de 8 horas diárias, ressalvadas as especiais.

O secretário estadual de Defesa Social, Alessandro de Carvalho, destacou que a publicação dos editais para os novos certames se soma ao concurso para 1.500 policiais militares que já está em vigor com as inscrições seguindo até o dia 10 de abril, através do portal do IAUPE (http://www.upenet.com.br).

Para se candidatar a uma vaga nas polícias Civil e Científica será necessário preencher os requisitos do edital. Cada vaga apresenta um perfil diferenciado, mas todas exigem diploma superior reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC) e Carteira Nacional de Habilitação (CNH), no mínimo B. A remuneração varia de R$ 3.276.42 a R$ 9.069.81. A inscrição, que deve ser feita por meio do portal da banca organizadora, será no valor de R$ 200 para delegado de polícia, médico legista e perito criminal, e de R$ 160 para os cargos de agente, escrivão, perito papiloscopista, auxiliar de perito e auxiliar de legista.

Para inscrição no concurso da Polícia Civil clique AQUI

Para inscrição no concurso da Polícia Científica clique AQUI

TAC FIRMADO NO MPPE: Para adequar quadro de funcionários, Lajedo realizará concurso público ainda este ano

Com a assinatura do termo, o prefeito se compromete a, após o encerramento
do concurso, nomear os servidores aprovados e classificados.

O prefeito de Lajedo, Rossine Blesmany Santos (foto acima), firmou Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) perante o Ministério Público de Pernambuco (MPPE), comprometendo-se a adotar as medidas legais para adequação de seu quadro funcional de acordo com os mandamentos da Constituição Federal (artigo 37, incisos II, V e IX) e lançar, no prazo de 120 dias, edital de concurso público para provimento dos cargos efetivos.

De acordo com a promotora de Justiça Danielly da Silva Lopes, a partir das próprias informações prestadas pelo prefeito de Lajedo nos autos do inquérito civil n°002/2014, bem como levantamento efetuado pela Promotoria de Justiça, foi constatado que o número de contratações temporárias no poder executivo de Lajedo é elevado, e diversas dessas contratações temporárias vigentes se destinam a atividades-fim. Essa prática desvirtua regra do artigo 37 da Constituição Federal.

Com a assinatura do termo, o prefeito se compromete a, após o encerramento do concurso, nomear os servidores aprovados e classificados em substituição aos servidores ocupantes de cargo comissionado em excesso e aos contratados temporariamente. Até que todos os candidatos aprovados no concurso público sejam nomeados, o prefeito também se compromete a não realizar contratações temporárias, exceto em caso de substituição ou afastamento temporário de servidor por motivo de férias ou licença.

Por fim, o TAC ainda prevê que o município de Lajedo é obrigado a não contratar pessoa jurídica condenada ou sendo processada por ato de improbidade administrativa, por prática de crime contra a administração pública ou de crimes previstos na lei de licitações, sob pena de pagar multa no valor de 40mil reais.

O documento foi publicado no Diário Oficial do dia 2 de abril.

HÁ 32 DIAS PARADO: Oposição volta a cobrar diálogo do Governo com servidores do Detran Pernambuco

Para Silvio Costa Filho, a “ordem do Governo é não negociar.” No plenário da ALEPE, 
o parlamentar voltou a citar o incremento de 260% nas receitas do Detran nos últimos oito anos

Iniciada há 32 dias, a greve no Departamento Estadual de Trânsito (Detran) voltou a ser tema de pronunciamentos no Plenário da Assembleia Legislativa nesta terça (5). O líder da Oposição, deputado Sílvio Costa Filho (PRB), defendeu o reajuste de 33% pleiteado pelos servidores e reiterou o pedido aos parlamentares situacionistas para que articulem uma saída para o problema. Líder do Governo, Waldemar Borges (PSB) se disse “à disposição” para tratar do tema e reafirmou seu interesse em contribuir com o diálogo, mas explicou que a negociação foi assumida pelo presidente do órgão, Charles Ribeiro.

Para Costa Filho, a “ordem do Governo é não negociar.” O parlamentar voltou a citar o incremento de 260% nas receitas do Detran nos últimos oito anos, e lembrou que trouxe o tema à tribuna na semana passada, quando obteve da liderança governista o compromisso de mediar uma solução que atendesse ambas as partes. “Mas, desde a última sexta (1º), recebo telefonemas dizendo que os gestores não querem sentar à mesa para buscar resultados”, lamentou.

Waldemar Borges afirmou que membros do sindicato da categoria também estiveram em seu gabinete na semana passada, quando ficaram ajustados entendimentos em torno de pontos específicos da pauta de reivindicações. No entanto, relatou Borges, os servidores “atropelaram” a negociação e fizeram cobranças diretamente à diretoria do Detran, que então evocou para si o diálogo com a categoria. “As coisas tomaram um tom de intriga pessoal, então ficou difícil negociar. Mas permaneço à disposição para contribuir quando necessário.”

Impeachment – Waldemar Borges ainda aproveitou o tempo na tribuna para elogiar o editorial do Diário de Pernambuco dessa segunda (4), também citado ontem por Edílson Silva (PSOL), que pede a renúncia conjunta de Dilma Rousseff e Michel Temer para que seja realizada nova eleição presidencial em 90 dias. “Parabenizo o jornal pela coragem e equilíbrio deste editorial, que trata a presidente da República com respeito, mas ao mesmo tempo reconhece que ela perdeu a capacidade de governar”, opinou.

DECISÃO DE MARCO AURÉLIO: Ministro do STF determina que impeachment de Temer seja aceito na Câmara dos Deputados

Decisão do ministro passa a valer desde já, mas Cunha pode recorrer e levar a discussão para ser 
decidida pelo plenário do STF. Foto: Antônio Cruz / Agência Brasil / Estadão Conteúdo

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou em decisão desta terça-feira (5)que o presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), aceite pedido de impeachment contra o vice-presidente da República, Michel Temer, e instale uma comissão especial para analisar o processo. A decisão segue a mesma linha de minuta divulgada por erro pela Corte na noite da última sexta-feira.

A decisão monocrática do ministro passa a valer desde já, mas Cunha ainda pode recorrer e levar a discussão para ser decidida pelo plenário do STF. Com a abertura de uma comissão especial, Temer ficará na mesma condição da presidente Dilma Rousseff, que é alvo de pedido de impeachment analisado por uma comissão especial aberta na Câmara.

A minuta trata de pedido do advogado mineiro Mariel Márley Marra, que requereu ao Supremo o desarquivamento de denúncia apresentada à Câmara contra Temer. O advogado argumenta que o vice-presidente da República cometeu crime de responsabilidade e atentado contra a lei orçamentária ao assinar, como interino da presidente Dilma, quatro decretos que autorizavam a abertura de crédito suplementar sem autorização do Congresso Nacional e em desacordo com a meta fiscal vigente. O caso foi revelado pelo jornal O Estado de S. Paulo. 

O ministro Marco Aurélio Mello entendeu que Cunha extrapolou suas atribuições e analisou o conteúdo da denúncia contra Temer, quando deveria fazer apenas uma verificação formal. A análise do mérito, argumenta o ministro, deve ser feita pela por um colegiado. Marco Aurélio destaca, no entanto, que não faz juízo de valor sobre a conduta de Temer com relação à edição dos decretos.

CASA CIVIL DE PERNAMBUCO: Sandoval Cadengue afirma que Paulo Câmara não definiu seu apoio ao empresário Givaldo Calado

Em nota distribuída à imprensa, Cadengue afirma que o apoio do Governador ainda não foi definido.

Sandoval Cadengue, que ocupa hoje a coordenadoria da Casa Civil do Governo de Pernambuco para o Agreste Meridional, veio a público hoje, 5 de abril para esclarecer questões que vem sendo levantadas pelo empresário do ramo de hotelaria  aqui em Garanhuns, Givaldo Calado de Freitas. Segundo Calado, em matérias exibidas em diversos veículos de comunicação, o Governador Paulo Câmara teria definido seu nome como escolhido para conduzir a Frente Popular de Garanhuns como candidato a prefeito.

Cadengue através de e-mail enviado a imprensa de Garanhuns deixou claro que sua comunicação foi feita com intuito de colaborar com  o processo político que antecede as eleições e que “o Governador Paulo Câmara, líder maior da Frente Popular, vem dialogando com todos os quadros de Garanhuns que pleiteiam a candidatura a prefeito da cidade. Todavia, ainda de acordo com o Coordenador da Casa Civil para o Agreste, “não houve, ainda, por parte do Governador, compromisso de apoio exclusivo a um ou outro candidato filiado a algum dos quase 20 partidos integrantes da Frente”.

A nota de Cadengue reafirma em trecho final que “o empresário Givaldo Calado (PP-foto abaixo) é um importante quadro da Frente na região, tendo sua candidatura defendida pelo Deputado Estadual Claudiano Martins Filho (também do PP); deputado este que goza de representatividade em Garanhuns e no Agreste Meridional”.
.

GIVALDO GARANTE: “O Governador foi enfático, você (Givaldo) é o candidato da Frente Popular em Garanhuns”

Segundo Givaldo, a Frente Popular encomendou pesquisas qualitativas em Garanhuns e 
os resultados sinalizaram para a escolha de seu nome para enfrentar Izaías Régis nas eleições de outubro.

Essa é destaque no Blog do meu colega, jornalista Carlos Eugênio 
e tem sido o assunto mais comentado em Garanhuns

Em entrevista exclusiva ao Blog do Carlos Eugênio, o empresário Givaldo Calado de Freitas (PP) revelou detalhes do seu contato com a cúpula da Frente Popular de Pernambuco e garantiu: “o Governador foi enfático, você (Givaldo) é o candidato da Frente Popular em Garanhuns”.

De acordo com o pré-candidato, que deixou o PSB e se filiou ao PP, a posição do Governador foi externada durante uma reunião realizada na última quinta-feira, dia 31, em Recife. O Encontro contou com as presenças do Governador Paulo Câmara; do secretário da Casa Civil, Antônio Figueira e dos deputados Federais Eduardo da Fonte e Fernando Monteiro, além do ex-prefeito de Caetés, José Luiz Sampaio, o Zé da Luz.

Ainda segundo Calado de Freitas, a Frente Popular encomendou pesquisas qualitativas em Garanhuns e os resultados sinalizaram para a escolha do Ex-vereador, que como representante de uma Frente composta por cerca de 20 legendas, deverá enfrentar Izaías Régis (PTB) nas urnas. “Fui intimado e nunca me neguei a Garanhuns. Não terei coragem de dizer não a minha Cidade. Se essa convocação for reforçada amanhã (dia 5, quando volta a se reunir com o Governador, em Recife), se for reforçada mais adiante, vou com o coração aberto, conversar com todos, sentar a mesa e estabelecer aquilo que Garanhuns tem a precisar”, chamou a atenção o Progressista, dando a entender que estaria disposto a aparar qualquer aresta que venha surgir junto aos partidos que compõem a Frente Popular em nível local.

Indagado se a escolha da Frente Popular em nível estadual já foi comunicada aos Partidos em Nível Municipal, Givaldo foi enfático: “Imagino que tenha sido! O Governador é o grande líder da Frente Popular de Pernambuco e, portanto, da Frente Popular de Garanhuns, e Ele não seria leviano para fazer uma convocação sem ter auscultado as bases”, pontuou Calado de Freitas.

Já se colocando como nome da Frente Popular, Givaldo enumerou alguns tópicos do seu futuro plano de Governo, dentre eles, a consolidação da AESGA como uma Universidade do Agreste e o fortalecimento do setor econômico da Cidade. “Nós temos que ter uma preocupação com o desenvolvimento econômico da Cidade, que está parado! (...); estamos com a sensação que caminhamos para trás!”, analisou Calado, que seguiu alfinetando a Gestão de Izaías. “Não adianta você pensar em fazer o calçamento no Mundaú e em outros lugares. Você tem que dar a oportunidade do trabalho. E essas oportunidades só vem se Garanhuns se desenvolver, como vimos Vitória de Santo Antão, que era minúscula diante de Garanhuns, mas que hoje ‘pipoca’, economicamente falando”, finalizou Calado de Freitas.
.