sexta-feira, 25 de março de 2016

PSD EM GARANHUNS: Habitação, Trânsito e Eleições marcam reunião promovida com o Secretário das Cidades, André de Paula

Encontro promovido no Garanhuns Palace Hotel reuniu no sábado (19)
Secretário das Cidades André de Paula, pré-candidatos e filiados ao PSD local.

Da Redação
Fotos: Gidi Santos

O Secretário das Cidades do Governo de Pernambuco e Presidente Estadual do Partido Social Democrático (PSD) esteve em Garanhuns sábado passado (19). A vinda do gestor se deu em razão de uma reunião promovida pela cúpula local de seu partido aqui na cidade. Vice presidente na comissão provisória, Roberval Monteiro, o popular “Roberval da Cohab 2”, encabeçou o encontro, realizado no Garanhuns Palace Hotel, localizado na Avenida Rui Barbosa.

Durante a reunião, uma pauta de reivindicações foi entregue a André. Sobre o mote habitação em Garanhuns e em Pernambuco, o secretário defendeu que a questão é grave, que recentemente, houve através do Governo Federal um corte no orçamento para o Programa Minha Casa, Minha Vida, mas que o tema precisa ser encarado de frente, já que o Governador Paulo Câmara é sensível a questão.

Quanto a Avenida Santo Antônio, e em geral sobre o trânsito da cidade, o secretário afirmou que a política para desobstrução, melhoramento e criação de artérias que desafoguem o tráfego municipal é uma competência da gestão local, todavia o Governo do Estado através do Detran, se dispõe a pactuar uma frente de combate ao melhor escoamento do fluxo.

Durante a visita a Garanhuns, o secretário aproveitou para abonar algumas filiações

O encontro serviu ainda para orientar os pré-candidatos do PSD aqui em Garanhuns quanto a organização partidária para as eleições 2016. Os prazos precisam ser cumpridos, de Acordo com André. “Estamos chamando a atenção dos municípios para alguns prazos importantes: o das filiações, que se encerram no dia 2 de abril, o da prestação de contas dos diretórios municipais, que termina no dia 30 de abril, o das convenções partidárias, que acontecem entre 20 de julho e 5 de agosto e o determinado para registro de candidaturas, 5 de julho a 15 de agosto, todos que precisam ser cumpridos”, chamou atenção André.

Terça-feira (22), o secretário esteve em um grande evento promovido pelo seu partido na capital (Recife). Na ocasião, diversos representantes dos diretórios municipais do PSD no estado compareceram; caso do vice-presidente da legenda, Joaquim Lira e do deputado estadual, Rodrigo Novaes. Em Garanhuns, o PSD de André e Roberval deve lançar candidatos à Câmara Municipal de Vereadores, todavia, não deve protagonizar um postulante na majoritária. A expectativa, de acordo com André é que através de uma chapa coligada, o partido possa fazer em 2016 seu primeiro vereador aqui na cidade.

Clique em player e confira a entrevista exclusiva concedida pelo Secretário das Cidades
            de Pernambuco, André de Paula ao Blog do Gidi Santos, no Palace Hotel


NO GARANHUNS PALACE HOTEL:CONFIRA A ENTREVISTA DO SECRETÁRIO DAS CIDADES ANDRÉ DE PAULA, CONCEDIDA COM EXCLUSIVIDADE AO BLOG DO GIDI SANTOS
Publicado por Gidi Santos em Sexta, 25 de março de 2016

PAIXÃO DE CRISTO DE GARANHUNS: Espetáculo Jesus Alegria dos Homens segue até sábado (26)

Com duração de uma hora e 30 minutos, Jesus Alegria dos Homens conta com
cerca de 150 atores em cena. Ingressos no sábado custarão R$ 5 reais.

          Segue  até  sábado, 26 de março,  em Garanhuns, o espetáculo  Jesus  Alegria  dos Homens, a Paixão de Cristo de Garanhuns. Em 2016,  o espetáculo  completa  26 anos, e esta temporada  está cheia  de  inovações,  como por exemplo,  a volta  da cena  da Tentação de Cristo.   150 pessoas, entre figurantes e atores,  estão no elenco. A estrutura do evento  também foi ampliada. "Aumentamos o número de arquibancadas. De qualquer ponto o público pode assistir a encenação sem se deslocar. Melhoramos a iluminação, os cenários e as cenas receberam reformulações", detalhou o diretor do espetáculo, Gerson Lima.

A peça inicia sempre às 19h30 e tem duração de uma hora e 30 minutos. Os ingressos - que custam R$ 10 nesta quinta-feira (24) e na sexta (25), custam R$ 5 no sábado (26) - e podem ser adquiridos no local do evento.

SERVIÇO:
Espetáculo "Jesus, Alegria dos Homens"
Local: Garanhuns, Alto do Magano, no Bairro Magano
Período: até sábado (26)
Hora: 19h30 - Duração: 1h30
Entrada: R$ 10 (sexta) e R$ 5 (sábado)


.

GREVE DO DENTRAN: Silvio Costa defende aumento para servidores. Rodrigo Novaes diz que gratificação já foi oferecida

Debate entre parlamentares foi intenso na ALEPE durante a tarde da terça-feira (22).

A discussão sobre a greve no Departamento de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE), ocorrida na Reunião Plenária da tarde da última terça-feira (22), foi marcada tanto por cobranças ao Governo para que solucione a questão, quanto por pedidos de sensibilidade da parte dos servidores do órgão. Na terça, a paralisação completou 18 dias. Os funcionários do Detran reivindicam aumento de 33% nos salários, reajuste do auxílio-alimentação e gratificação por insalubridade para vistoriadores. O movimento já foi declarado abusivo por duas decisões do Tribunal de Justiça de Pernambuco, que ainda estabeleceu multas contra o sindicato da categoria.

Líder da Oposição, o deputado Sílvio Costa Filho (PRB) defendeu o aumento para os grevistas, observando que o Detran possui receitas próprias que, apesar do momento difícil da economia, registram números crescentes há oito anos. O parlamentar fez um apelo às secretarias estaduais de Administração e das Cidades, para que articulem uma saída para as negociações. “A paralisação gera transtornos à população, e os servidores estão sem aumento há anos”, queixou-se.

O deputado Rodrigo Novaes (PSD) fez contraponto aos argumentos do oposicionista, citando as decisões judiciais contrárias ao movimento e lembrando que o Governo, antes da greve, já havia revisado o plano de carreira da classe e criado uma gratificação por produtividade no atendimento. “Agora, o reajuste pedido é de somente 33%”, ironizou. “Algo totalmente fora da realidade em que vivemos, fruto da má condução da política econômica pelo Governo Federal.” Para Novaes, é preciso “sensibilidade” dos trabalhadores, para “reconhecer o esforço da administração estadual em honrar os pagamentos neste momento, e avançar na valorização dos servidores quando for possível”.

HABITAÇÃO NO PAÍS: Na próxima quarta-feira (30), Dilma lança fase 3 do Programa Minha Casa, Minha Vida

Em Garanhuns, 708 famílias foram contempladas com habitações do Minha Casa, Minha Vida. 
As moradias ficam nos conjuntos habitacionais Manoel Camelo I e II, além do Castainho. (Diário-PE)

Quase dois anos depois do primeiro anúncio da fase três do Minha Casa Minha Vida, o governo prepara o lançamento da nova etapa do programa - promessa de reeleição da presidente Dilma Rousseff - para a quarta-feira da próxima semana. O Planalto aposta na cerimônia como agenda positiva em meio ao acirramento do processo de impeachment da presidente.

A terceira etapa terá novidades em relação à forma como são selecionados os beneficiários de uma das principais vitrines da gestão PT. Será criado um site que reunirá todo o cadastro dos interessados em participar do programa. O envio das informações cadastrais das pessoas que querem subsídios do governo para moradia será feito nessa plataforma diretamente ou pelas prefeituras.

Atualmente, as prefeituras são responsáveis por todo o processo de seleção dos beneficiários mais carentes do programa, de acordo com critérios impostos pelo governo federal e outras exigências que as administrações podem colocar. Depois de selecionados, as prefeituras mandam os dados para a Caixa. O governo federal não participa dessa seleção, o que deve mudar. Com a plataforma, a partir dos dados informados pelas prefeituras, os interessados que se enquadrarem nos critérios serão selecionados automaticamente.

"A plataforma vai fornecer ferramentas para que os municípios tornem o processo de seleção dos beneficiários mais homogêneo", explica Inês Magalhães, secretária nacional de habitação do Ministério das Cidades. Essa era uma exigência de órgãos de controle, como o Tribunal de Contas da União (TCU), que sempre criticaram a forma como eram escolhidos os beneficiários e exigiam do governo um cadastro único como forma de se evitar fraudes.

Confira mais informações clicando AQUI.

ENTREVISTA: Falta 'base legal' para impeachment, diz Dilma à imprensa estrangeira

Atual Presidenta do Brasil, Dilma afirmou que vai apelar de todas as maneiras legais  
para barrar o impeachment no Congresso Nacional. (Folha - PE)

Em entrevista a seis veículos estrangeiros nesta quinta (24), a presidente Dilma Rousseff voltou a negar a possibilidade de renunciar, falou em golpe, e afirmou que não há base legal para a aprovação de seu impeachment pelo Congresso. "Não estou comparando o golpe aqui com os golpes militares do passado, mas isso [impeachment] seria uma ruptura da ordem democrática do Brasil", afirmou a presidente, segundo o jornal britânico "The Guardian".

Ela disse ainda, de acordo com o jornal, que seu afastamento terá "consequências" e deixará "cicatrizes profundas" na vida política brasileira. "Por que querem minha renúncia? Por que sou uma mulher fraca? Não sou", respondeu Dilma, segundo relato do "Guardian". Ela frisou que aqueles que pedem sua renúncia querem, na verdade, evitar a dificuldade em remover "ilegalmente" do poder um presidente eleito legitimamente.

A petista afirmou, segundo o americano "The New York Times" que vai apelar de todas as maneiras legais possíveis para barrar o impeachment. Segundo ela, há falta de "bases legais" para o processo no Congresso.

Na entrevista, Dilma destacou que o pedido de afastamento tem sido conduzido pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), envolvido em escândalos de propina e lavagem de dinheiro. A presidente afirmou ainda que não é "agradável" ser vaiada em protestos nas ruas e disse que não é uma pessoa "depressiva": "Eu durmo bem à noite".

Os jornalistas estrangeiros questionaram Dilma sobre a nomeação do ex-presidente Lula para ser ministro da Casa Civil. "Lula não é apenas um negociador talentoso, mas entende também todos os problemas do Brasil", disse a petista. "Um ministro não está imune a investigação, ele enfrenta a investigação do Supremo", ressaltou, em referência à acusação de que nomeou Lula para livrá-lo do risco de prisão na investigação da Lava Jato em primeira instância, em Curitiba. "O Supremo não é bom o suficiente para investigar Lula?", indagou a presidente.

Segundo o "Guardian", Dilma aparentava tranquilidade na conversa, que durou uma hora e meia. O único momento em que mostrou irritação, diz o jornal, foi quando comentou a divulgação da gravação telefônica dela com Lula, gravada pela Polícia Federal com autorização do juiz Sérgio Moro.

A presidente disse que a "violação de privacidade" infringe a democracia porque invade, na avaliação dela, o direito à vida privada de cada cidadão. Sem citar Moro, Dilma afirmou que um juiz deve ser "imparcial", sem decidir com "paixões políticas".

Além de "The New York Times" e "The Guardian", os outros veículos que a entrevistaram foram "Le Monde" (França), "El País" (Espanha), "Página 12" (Argentina) e Die Zeit (Alemanha).