terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

GOVERNO DE PERNAMBUCO economizou R$ 974 milhões em 2015. “Na história, não há precedentes de redução de despesas dessa magnitude", AFIRMA CONTROLADOR GERAL DO ESTADO


Do Governo de Pernambuco
Foto: Internet

Publicado no Diário Oficial do Estado em 3 de fevereiro de 2015 por meio do Decreto nº 41.466, o Plano de Contingenciamento de Gastos (PCG) completa um ano com uma economia total de R$ 974 milhões aos cofres do Estado. “Com o PCG criamos condições para a manutenção da saúde financeira do Estado. Caso não fosse executado o Plano, haveria um natural aumento das despesas e a conta não fecharia. Ao longo do ano, então, conseguimos fazer com que gastos adicionais não fossem realizados”, disse o governador do Estado, Paulo Câmara.  Inicialmente, o Plano teve a meta de proporcionar uma redução de R$ 320 milhões e com a deteriorização do cenário econômico brasileiro, que impactou nas receitas dos estados, a meta, foi ajustada para R$ 920 milhões.

Considerando o impacto inflacionário, acumulado em 2015 de 10,67%, foi possível alcançar, por exemplo, uma economia de R$ 36 milhões em locação de veículos e equipamentos; R$ 37 milhões em diárias; R$ 260 milhões em serviços terceirizados; R$ 8,2 milhões em telefonia fixa e móvel, fazendo o gasto neste item voltar aos patamares de 2008; R$ 5,1 milhões em combustível; R$ 4,3 milhões em passagens aéreas; R$ 1,3 milhões e passagens e diárias internacionais; R$ 10,9 milhões em consultorias; e R$ 7,8 milhões em publicidade.

As despesas de custeio crescem, em média, 12,7% ao ano e em 2015 é possível afirmar que o Estado reduziu 15,2% da despesa de custeio, considerando que as ações do PCG impediram o crescimento dos 12,7% e ainda produziram um decréscimo de 2,5% nominal, conforme publicado no Relatório Resumido de Execução Orçamentária (RREO) do sexto bimestre. “Na série histórica, não há precedentes de redução de despesas dessa magnitude. A forma de observar a economia é comparar com a inflação do IPCA de 2015, de 10,67%. Levando isso em consideração, a economia é de R$ 974 milhões. Ultrapassando, assim, a meta inicialmente traçada para o PCG”, disse o secretário da Controladoria-Geral do Estado, Rodrigo Amaro.

Mesmo com as ações de contingenciamento, o Estado garantiu o investimento dos limites previstos na Constituição Federal. Em educação foram gastos 26,6%, quando o limite é de 25%, e 16,2% na saúde, sendo a obrigação de 12%. Ou seja, na saúde foi gasto 4,2% acima do piso exigido no País. “Durante o ano, os gestores públicos do Estado realizaram um esforço de comprimir a despesa, evidenciando oportunidades de economia com o foco na defesa da saúde financeira do Estado, os resultados são fruto da mobilização feita para enfrentar o cenário fiscal restritivo que vivenciamos em 2015”, reforçou Amaro.

PMG - Para 2016, o Governo do Estado publicou o Decreto nº 42.601/2016 publicado no dia 27 de janeiro, que institui o Plano de Monitoramento de Gastos (PMG). A ação prevê diversas medidas de controle do gasto público por meio de uma atuação direta com os gestores do Estado, a fim de identificar, propor e implementar ações de monitoramento. O principal objetivo é acompanhar as despesas, mantendo uma assídua orientação aos agentes públicos para o equilíbrio das contas, a manutenção dos serviços e das políticas públicas, ressaltando a importância de não elevar as despesas.

POLÍCIA CIVIL DE PERNAMBUCO CRUZA os braços e greve é deflagrada em pleno Carnaval


Do Diário de Pernambuco
Foto: Internet

Os policiais civis de Pernambuco decretaram estado de greve, na noite desta terça-feira, em assembleia na sede do Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol), em Santo Amaro. A categoria promete cruzar os braços a partir da 0h do Sábado de Zé Pereira. Somente flagrantes serão realizados e em esquema lento. Na quinta-feira, às 15h, agentes, escrivães e auxiliares legistas farão uma passeata de protesto da sede do Sinpol até o Palácio Campo das Princesas, sede do Governo de Pernambuco.

De acordo com o presidente do Sinpol, Áureo Cisneiros, o governo desrespeitou o acordo coletivo firmado em dezembro, não realizou as reuniões de negociação que foram programadas e deixou de encaminhar o projeto de lei que prevê a revisão de Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos da categoria para a Assembleia Legislativa de Pernambuco. "O documento deveria ter sido entregue no dia 1º de fevereiro, para garantir que, com os trâmites, vigorasse em abril. Mas eles assumiram um compromisso e não cumpriram e não vamos mais discutir. Agora é greve", declarou o presidente do sindicato.

O projeto de lei eleva o nível salarial da categoria, que abraça 5,3 mil profissionais. Apenas as delegacias de plantão vão funcionar, e com 30% do efetivo, conforme o previsto pela lei.

LÁ VEM BOMBA: Vereador Alcindo de São Pedro diz que após Carnaval vai abrir “CAIXA PRETA DA CÂMARA”. Depois da promessa, vereador foi ameaçado de morte


Confira, abaixo, a entrevista do vereador Alcindo Correia, onde ele afirma está sendo ameaçado de morte. Na mesma entrevista o vereador diz que logo após o Carnaval vai abrir a “Caixa Preta da Câmara”, numa referência a tornar público atos que envolvam “corrupção”. A entrevista foi concedida pelo vereador à radialista Iolanda Óliver da rádio FM Sete Colinas. Ouça:




LÁ VEM BOMBA:EM ENTREVISTA, VEREADOR Alcindo Correia PROMETE ABRIR A "CAIXA PRETA DA CÂMARA"
Publicado por Gidi Santos em Terça, 2 de fevereiro de 2016

TÁ PRECISANDO DE UM EMPREGO? Programa Paulo Freire abre inscrições para seleção de voluntários


Da Secretaria de Educação Estadual
Arte:  Blog do Gidi Santos

A Secretaria de Educação do Estado, por meio do Programa Paulo Freire – Pernambuco Escolarizado, realiza Chamada Pública para seleção de 12.381 voluntários alfabetizadores, coordenadores de turmas e alfabetizadores tradutores/intérpretes de LIBRAS para atuarem nas ações de alfabetização no âmbito do Programa Brasil Alfabetizado/Programa Paulo Freire – Pernambuco Escolarizado. O voluntariado é no período de oito meses. Veja o edital completo aqui.

As inscrições são gratuitas e acontecem de forma presencial, de 1° de março até 08 de abril, na sede da Gerência Regional de Educação do Agreste Meridional. Além das inscrições na GRE, também estão disponíveis nas secretarias de educação dos municípios e instituições parceiras das prefeituras na execução do Programa Paulo Freire.

O processo seletivo acontece em três etapas: análise da documentação de cadastro, aprovação no sistema de cadastro do Programa Brasil Alfabetizado, e participação na formação inicial. As bolsas variam de R$ 400 a R$ 800, de acordo com a função do voluntário. Os interessados devem se dirigir a sede da Gerência Regional de Educação.
.
.do