terça-feira, 19 de janeiro de 2016

EXCLUSIVO: COORDENADOR DA COMPESA ESCLARECE rompimento asfáltico ocorrido na rua Antônio Penante e diz que Estatal é a responsável por dano causado a via

Na rádio Jornal o Coordenador disse que nem a Compesa nem a Prefeitura
seriam responsáveis pelo rompimento do pavimento.

Da Redação
          Imagens / Assessoria Haroldo e Gidi Santos

    O Coordenador da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) em Garanhuns, Ednaldo Peixoto, veio a público nesta segunda-feira (18) para esclarecer o rompimento asfáltico ocorrido na última quinta-feira (14) na rua Antônio Penante. Logo após a informação ser veiculada em primeira mão e com exclusividade através do Blog do Gidi Santos, a Secretaria de Serviços Públicos e Obras distribuiu uma nota oficial, onde estabeleceu à Compesa toda a responsabilidade pelo dano causado a via.

Segundo informações do Coordenador da companhia, Ednaldo Peixoto, colhidas pelo repórter Aurimar Ferreira da Rádio Jornal de Garanhuns, havia uma problema de abastecimento na antiga Travessa Pau Pombo, razão pela qual uma intervenção foi realizada para interligar uma rede de abastecimento a outra. Desta maneira uma vala foi aberta, ao mesmo tempo em que a prefeitura de Garanhuns foi comunicada do procedimento iniciado. Ainda de acordo com Ednaldo a comunicação à prefeitura se deu em razão de existir um convênio entre ambas, onde a estatal executaria a abertura da vala (s) e a prefeitura se encarregaria de fechá-la (s), fazendo a reposição de paralelos ou asfalto, no chamado ‘Convênio de Encontro de Contas”, onde a Compesa paga a Prefeitura pelos serviços de execução de obras.
.

       Falando para toda cidade através das ondas da rádio da Jornal de Garanhuns, Ednaldo ainda esclareceu que a Compesa finalizou o trabalho já na quarta-feira, 13 de janeiro, e que a prefeitura até que iniciou os trabalhos para que o rasgo fosse fechado na quinta-feira (14). Segundo Ednaldo, ainda na quinta, parte do cimento responsável pelo fechamento da vala foi aplicado pela prefeitura, sendo que, antes mesmo que o produto pudesse petrificar, vinheram as chuvas, arrastando todo o material colocado. Com a remoção do cimento houve uma infiltração por debaixo do pavimento, levando o mesmo ao rompimento quase que integral. “A prefeitura fez o serviço, só que fez na quinta-feira. Onde colocaram o cimento não foi petrificado e veio a chuva no final da tarde e arrastou todo material que eles haviam colocado. Então houve a infiltração por baixo do asfalto e provocou toda aquela cratera (aquelas crateras) que você presenciou lá”, frisou Ednaldo ao repórter Aurimar Ferreira. Ainda na entrevista (que pode ser conferida logo abaixo), o coordenador afirmou que o rompimento não foi culpa nem da Compesa, nem da Prefeitura.

Apesar da informação trazida por Ednaldo na rádio Jornal, ontem (18), uma questão não ficou bem esclarecida. De quem seria, afinal, a responsabilidade pelo dano causado a via? Da Compesa que terminou o serviço e comunicou a prefeitura para que a mesma iniciasse o fechamento da vala? Ou da prefeitura, que iniciou os trabalhos no rasgo para que o mesmo fosse fechado? Para Ednaldo a responsabilidade é da Compesa. Em entrevista exclusiva ao Blog do Gidi Santos na manhã desta terça-feira (19) o coordenador afirmou que tudo foi culpa da estatal. “Na verdade os responsáveis somos nós, quando eles começaram o serviço na quinta-feira não dava tempo para eles (prefeitura) terminarem. Tanto que a Compesa é que vai pagar o serviço todinho (todo) daquele estrago”, frisou Ednaldo em conversa com o Jornalista Gidi Santos.
.

          No sábado (16), dois Vereadores de Garanhuns estiveram na rua em questão. Um em defesa do povo (Nelma-foto abaixo), outro em defesa da Gestão de Izaías (Haroldo Vicente-foto acima). Nelma (PR) esteve a pedido de um morador, que inconformado com a situação acionou a parlamentar. Na oportunidade o mesmo morador aproveitou para pedir que fosse instalado uma lombada na Antônio Penante, bem como sinalização na rua Orlando Wanderlei, algo que Nelma irá solicitar em regime de urgência na Câmara. Já Haroldo, líder do governo aproveitou o imbróglio para defender a gestão de Izaías, afirmando que a Compesa teria sido a causadora do prejuízo, fato confirmado pelo coordenador da estatal, Ednaldo Peixoto.
.










Entrevista concedida ao radialista Aurimar Ferreira Pelo Coordenador da Compesa Ednaldo Peixoto.
Publicado por Gidi Santos em Terça, 19 de janeiro de 2016










Entrevista concedida ao jornalista Gidi Santos pelo Coordenador da Compesa em Garanhuns, Ednaldo Peixoto.
Publicado por Gidi Santos em Terça, 19 de janeiro de 2016

ATÉ 12 DE FEVEREIRO: SESC abre inscrições para Prêmio Nacional de Literatura e garanhuenses podem participar


Com informações e arte do
Serviço Social do Comércio (Sesc)

Estão abertas até 12 de fevereiro as inscrições para mais uma edição do Prêmio Sesc de Literatura. O concurso tem o objetivo de incentivar a produção literária nacional por meio da valorização de novos escritores e da renovação do mercado. Para participar, os candidatos deverão ter um livro inédito nas categorias Conto ou Romance. Os vencedores têm suas obras publicadas pela editora Record, que é responsável pela distribuição comercial, com tiragem inicial mínima de 2.000 exemplares.

As inscrições devem ser feitas pelo site www.sesc.com.br/premiosesc, onde também está disponível o edital com informações detalhadas sobre o processo. Todos os trabalhos são submetidos à avaliação das comissões julgadoras compostas por escritores, especialistas em literatura, jornalistas e críticos literários definidos pelo Sesc. O resultado será divulgado no mês de junho.

Em 2015, o Prêmio foi conquistado na categoria Conto pela carioca Marta Barcellos, com “Antes que seque”, e pela paulista Sheyla Smanioto Macedo, vencedora na categoria Romance com “Desesterro”. Entre os escritores revelados em edições anteriores estão Marcos Peres, com “O Evangelho Segundo Hitler”, vencedor do Prêmio São Paulo de Literatura 2014 na categoria estreantes, Alexandre Rodrigues, com a obra “Parafilias”, finalista do Prêmio Jabuti 2015, e Debora Ferraz, autora do livro “Enquanto Deus não está olhando”, vencedora do Prêmio São Paulo de Literatura 2015.

PREFEITURA DE GARANHUNS inicia seleção para estagiários na Secretaria de Educação e Esportes


Com informações da Secom-PMG
Samara Pontes

Teve início hoje (18) as inscrições para a seleção de estagiários da Secretaria de Educação e Esportes (Seduce), com o objetivo de preencher lacunas temporárias de professores, por motivo de afastamento ou para apoio em sala de aula da Educação Infantil, Educação Especial e em espaços pedagógicos. As inscrições seguem até o dia 29 de janeiro.

Os interessados devem se inscrever das 8h às 13h, no auditório da Secretaria Municipal de Educação – localizada na Rua Siqueira campos, nº 75, Centro -, munidos da declaração de vínculo original, atualizada e reconhecida em cartório; histórico escolar, xerox da identidade, CPF, título de eleitor, comprovante de residência e número da conta corrente/poupança da Caixa Econômica Federal.

Estudantes de Licenciatura Plena em Pedagogia, Letras, Matemática, Geografia, História, Ciências Biológicas, Educação Física, Arte, Língua Estrangeira (Inglês), Licenciatura em Informática e estudantes que estejam em Especialização, podem participar da seleção. Todos os detalhes sobre o processo estão disponíveis no edital convocatório, que pode ser acessado no portal do Governo Municipal, por meio do link: http://www.garanhuns.pe.gov.br/selecao-para-estagiarios-secretaria-de-educacao-e-esportes/.

Outras informações pelo telefone (87) 3762.7060

PREFEITURA DE ITAÍBA TEM CONTAS REJEITADAS PELO TCE; multa foi aplicada e ainda de acordo com o Tribunal, shows foram contratados de forma irregular

Município de Itaíba promoveu irregularidades na gestão previdenciária do
Regime Próprio de Previdência Social (RPPS) no exercício de 2012.

Com informações do
TCE – Foto: Társio Alves

A Primeira Câmara do TCE julgou irregular a prestação de contas da Prefeitura de Itaíba de 2012, sob a responsabilidade do ex-prefeito, Marivaldo Bispo da Silva (foto-a direita). O voto, aprovado de forma unânime na Sessão da última quinta-feira (14), também previu a aplicação de uma multa ao prefeito no valor de 12 mil reais.

De acordo com o voto da relatora do processo (TC nº 1370206-3), conselheira Teresa Duere, o município de Itaíba vem repetindo irregularidades na gestão previdenciária do Regime Próprio de Previdência Social (RPPS) tendo, no exercício de 2012, deixado de efetuar o recolhimento integral das contribuições dos servidores da entidade previdenciária e sobre a folha de pagamento dos profissionais do magistério ao RPPS. Tal fato acarretou o pagamento de multa e juros sobre as contribuições devidas e não recolhidas.

Em relação ao Regime Geral de Previdência Social (RGPS), foi observado, no exercício sob análise, o não recolhimento integral das contribuições, bem como o pagamento de juros e multas sobre os valores devidos pela municipalidade ao RGPS. As irregularidades na gestão previdenciária por parte do prefeito têm sido observadas desde o exercício de 2005.

Houve ainda a contratação de atrações artísticas, mediante inexigibilidade licitatória, sem a devida caracterização de inviabilidade de competição. Os gestores apesar de regularmente notificados, não apresentaram defesa. 

Por essas razões, a prestação de contas foi julgada irregular e além da multa ao prefeito, foi aplicada uma multa individual no valor de R$ 7.000,00 ao presidente da Comissão Permanente de Licitação (CPL), Antídio Valença Freitas e a Genivaldo Rodrigues da Silva, Mônica Cristina Nemésio da Silva, Ranilson Rossi Ramos, todos membros da CPL. Os valores das multas deverão ser pagos em até 15 dias após o trânsito em julgado desta decisão, após os prazos de recursos.

A Sessão da Primeira Câmara foi dirigida pela sua presidente, conselheira Teresa Duere e o Ministério Público de Contas esteve representado na ocasião pelo procurador Ricardo Alexandre Santos.

CONTAS DE GESTÃO - As contas de gestão se referem aos atos dos gestores que ordenam despesas, assim, poderão ser responsáveis pelas contas de gestão os prefeitos, os presidentes das Mesas Diretoras das Câmaras Municipais e os gestores dos órgãos e entidades integrantes da administração direta (Prefeitura) e indireta municipal, compreendidos os Fundos Especiais, as Autarquias, as Fundações instituídas e mantidas pelo Poder Público Municipal, as Empresas Públicas e as Sociedades de Economia Mista. Na análise das contas de gestão, o TCE-PE avalia se a execução orçamentária, financeira e patrimonial de cada unidade obedeceu aos trâmites legais e está em conformidade com os princípios previstos na Constituição Federal.