terça-feira, 25 de outubro de 2016

SEGUNDA FORÇA: PSDB/Garanhuns recebe novas filiações e agora lidera novo bloco politico na cidade

Não bastasse eleger Tonho à Câmara, o PSDB e Rafael Peixoto agora fazem parte
de um novo bloco político em Garanhuns. (Fonte Ascom PSDB/Garanhuns).

Nem bem terminou as eleições municipais, ocorridas em 2 de outubro, o partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), comandado aqui no município pelo jovem articulador e estrategista político Rafael Peixoto, começou a obter novas adesões. É comum, diariamente, pessoas manterem contato com a direção da legenda, querendo se inteirar um pouco mais, sobre como podem se filiar ao partido, que até bem pouco tempo era visto com certo pré-conceito por muitos, em Garanhuns e pelo país afora.

Após a vitória estratégica promovida pelo PSDB nessas eleições, que acabou por eleger Antônio Ferreira da Silva, o popular Tonho de Belo do Cal, vereador com apenas 669 votos, muitas pessoas, de vida até mesmo bastante comum, se deram conta de que podem também, um dia, ocupar um assento no parlamento local, já que o partido deu provas de que sabe fazer política com exatidão e com resultado.

Não bastasse eleger Tonho de Belo do Cal, à Câmara, o PSDB e Rafael Peixoto agora fazem parte de um novo bloco político em Garanhuns, onde predomina a união e coordenação. Juntos aos tucanos estão: o Partido Trabalhista Cristão (PTC) do Deputado Estadual Eriberto Medeiros e do Senador alagoana Fernando Collor, e agora o Partido Progressista (PP), dos Deputados, Eduardo da Fonte (Federal) e Claudiano Martins (Estadual), ambos que em breve estarão em Garanhuns, para massificar mais ainda a criação desse bloco, que já vem sendo chamado em Garanhuns de “segunda força”.

     “Só essa semana nós fizemos 42 filiações de jovens que quiseram ingressar no PSDB. Isso nos dá uma alegria muito grande, de ver o pessoal querendo participar. Uns já falando em participar de eleições em 2020. Essa é a nossa diferença. Terminou a eleição, mas agente não para. Temos a ideia de aumentar o número de vagas na Câmara de vereadores. Garanhuns não pode contar apenas com 13 legisladores, uma vez que a lei garante a possibilidade de termos um máximo de 19. Entendemos que para 2020, tem que ser no mínimo 15, em 2025, 17, até chegarmos a 19, o permitido por lei”, assegura o Presidente do PSDB/Garanhuns Rafael Peixoto.

PRESIDÊNCIA DA CÂMARA: Sobre a tão cobiçada Presidência da Câmara, Peixoto, líder dos Tucanos em Garanhuns, garante que o vereador eleito Tonho de Belo do Cal (foto acima), não deve ser candidato, já que ele estará iniciando seu primeiro mandato e deve, de acordo com ele, ganhar experiência no parlamento. “Presidência de Câmara, nós sabemos é um pouco complicado. Nós já vimos decidir no último dia, o dia 1 de janeiro. É importante deixar claro que Tonho não vai almejar nenhuma das quatro cadeiras; a presidência, vice presidência, 1º ou 2º secretário, até porque ele está chegando agora e vai utilizar o tempo para adquirir experiência”, finalizou Rafael.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário