segunda-feira, 1 de agosto de 2016

GARANHUNS: Castelo de João Capão é o mais novo polo do FIG

Este é o primeiro ano que o polo foi incluído na programação oficial, com atividades
durante os dois finais de semana do evento. (Fonte: Secom – PMG).

A 26ª edição do Festival de Inverno de Garanhuns contou com mais um polo de atividades para promover a pluralidade de ações paralelas. O Castelo de João Capão, famoso por ser um dos principais atrativos turísticos do município, recebeu diversos encontros, shows e oficinas. Este é o primeiro ano que o polo foi incluído na programação oficial, com atividades durante os dois finais de semana do evento, encerrado na madrugada deste domingo, 31 de julho.

O primeiro fim de semana foi marcado por muita música; bandas de reggae, rock e muita música regional fizeram parte da programação; além da apresentação de teatros de rua e grupos de dança. Durante a manhã desse sábado (30), foi realizada uma oficina de ritmos afro-brasileiros, ministrada por Wilson Santos, que utilizou instrumentos de percussão para explicar as origens e variações de diversos ritmos. Durante à tarde, o público pôde conferir as apresentações do Projeto Batuque e da Orquestra de Tambores de Alagoas.

A ideia inicial foi de promover os artistas locais dentro da programação do festival. A filha do construtor do castelo, Soneide Valéria, falou sobre a importância do funcionamento do espaço durante o FIG. “Muitas pessoas sempre vieram aqui, e agora além dos shows também promovemos a venda de artesanatos e peças de barro para os moradores de Garanhuns e turistas”, completou. 

O paraibano Domingos Sobrinho aproveitou o fim de semana para vir à Garanhuns e visitar o castelo. “Essa é a segunda vez que eu venho pra cá, e pretendo voltar mais vezes. Porque o espaço é muito bonito, não apenas o castelo, mas toda Garanhuns. A viagem é cansativa, mas vale a pena”, finalizou.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário