sábado, 30 de julho de 2016

Sivaldo pode ser candidato a Prefeito de Garanhuns, e acaso não vença, poderá assumir um mandato de Deputado Estadual

Sivaldo é suplente do Deputado Eduíno Brito, do PP. Segundo um acordo, que já estaria fechado, Eduíno 
seria convocado por Paulo Câmara para uma Secretaria, ao passo que Albino assumiria o mandato.

Uma grande reviravolta pode ocorrer no cenário eleitoral de Garanhuns nos próximos dias. De acordo com informações que circulam na cidade, o vereador Sivaldo Albino do PPS, líder da oposição na Câmara e ferrenho opositor ao atual Prefeito Izaías (PTB) durante os quase quatro anos em que Régis esteve afrente do executivo local, pode vir a disputar a Prefeitura de Garanhuns já nesta eleição de 2016 e detalhe: sendo o candidato apoiado pelo Governo do Estado.

Sem um quadro efetivo de lideranças políticas locais, até mesmo por parte do Partido Socialista Brasileiro (PSB - do Governador Paulo Câmara aqui na cidade), o caminho ficou aberto para Sivaldo, que com o passar do tempo se viabilizou como única via política capaz de polarizar a disputa com Izaías. Diante do cenário, Albino se tornou a segunda força política para disputa pelo Palácio Celso Galvão. O credenciamento se deu ao longo dos quase 16 anos em que foi vereador (4 mandatos) e pela liderança que ainda exerce na Câmara, tendo sido, inclusive, Presidente daquela casa por duas ocasiões.

Mas, não se trata tão somente de uma candidatura a Prefeito, trata-se de um a investida onde deve haver contrapartida, no sentido de “custo benefício”, sem falar no credenciamento que Albino deterá principalmente para as eleições de 2020, onde de acordo com alguns analistas políticos locais, ele passa a ser de fato, franco e potencial candidato a Prefeito. É que corre nos bastidores, que acaso Albino aceite a convocação do PSB para se efetivar o candidato defendido pela oposição, consequentemente sendo o candidato do Governador Paulo Câmara, isso poderia lhe render um mandato de Deputado Estadual, ainda que por dois anos.

Sivaldo é o quarto suplente do Deputado Estadual eleito por Arcoverde, Eduíno Brito, do PP. Os três suplentes que por direito “herdariam” o mandato de Eduíno acaso houvesse um afastamento por parte dele, migraram de partido pós-eleição 2014, o que na prática garante dizer, que Albino é a bola da vez. Acaso Eduíno venha a se afastar, Sivaldo assume o mandato até 2018 e Garanhuns passa a ter um Deputado Estadual.
.

É aí onde entre a mão do Governador Paulo Câmara, que através de uma “canetada”, pode dar os destinos de como se comportará a oposição e o seu candidato aqui em Garanhuns. Segundo uma fonte ligada ao Blog do Gidi Santos, já haveria um acordo desta natureza selado entre Albino e o Governador Paulo Câmara, onde Eduíno seria convocado a assumir uma secretaria (comentasse que uma de segundo escalão), ao passo que Albino toparia encarar Izaías e seus mais de 70% de intenção de voto.

Em uma outra manobra, um segundo acordo teria sido discutido: Sivaldo seria convocado a ser Secretário de Estado, acaso não obtivesse êxito no pleito de outubro. Em suma, acaso Albino não ganhe as eleições, sobraria para ele dois anos de mandato eletivo de Deputado Estadual, ou em um segundo momento, uma Secretaria no Governo Paulo Câmara. A mesma fonte que revelou ao Blog a intenção de Albino, também garantiu que o próprio Sivaldo chegou a conversar recentemente com alguns de seus correligionários sobre suas pretensões.

Do ponto de vista eleitoral, garantem alguns analistas, nada poderia ser melhor para Albino, afinal, segundo eles, o socialista estava para enfrentar talvez a eleição mais difícil de sua carreira política, já que até o momento ela ainda não havia fechado uma coligação favorável ao PPS, capaz de lhe garantir o retorno a Casa Raimundo de Moraes. A política unilateralista por vezes praticada por Sivaldo também não vinha agradando parte da oposição, que descontente, vinha promovendo um isolamento agudo à ele.

Contudo, o cenário deve mudar drasticamente acaso ele se torne o candidato apoiado pelo PSB e o Governador Paulo Câmara. Os caminhos para uma coligação com o próprio PSB, por exemplo, antes fechados, agora se abrem, algo que poderá garantir o retorno à Câmara de vereadores à Paulo Leal e a Nelma Carvalho, que até então, também não contam com um arranjo de coligação que lhes favoreça.

Há quem defenda, que nem mesmo o resultado das urnas, que possível e provavelmente dará vitória a Izaías, ofuscará a conquista de Albino. Izaías pode até ganhar nas urnas, mas é fato que na projeção, na envergadura e na ascensão política, o placar dá ampla vitória a Sivaldo, que surge aos 45 minutos do segundo tempo, mesmo já tendo aberto mão de este ano, entrar na disputa pelo Palácio Celso Galvão. Surpresa? Não para os analistas políticos locais, que defendem inclusive, que tudo teria sido milimetricamente planejado por Albino já desde o início do ano. O vice, para compor chapa com Sivaldo, ainda segundo nossa fonte, sairá do próprio PSB. O nome mais cotado até o momento é o do empresário Edival Veras (foto ao lado).

Nenhum comentário:

Postar um comentário