terça-feira, 12 de julho de 2016

Ex-Ministro de Dilma será candidato à presidência da Câmara

Padilha diz que governo trabalha com ideia de candidato único na base aliada. (O Globo)

BRASÍLIA — A bancada do PMDB na Câmara decidiu na manhã desta terça-feira que terá um candidato do partido na disputa pela presidência da Câmara. Marcelo Castro (PI) venceu a disputa e representará o partido na eleição, prevista para esta quarta-feira. Castro venceu a eleição por 28 votos. Osmar Serraglio (PR) obteve 18 votos. Também disputaram na bancada Carlos Marun (MS) e Fábio Ramalho ( MG). Eleito o candidato, ele não poderá desistir de concorrer sem que a bancada seja novamente consultada — defendeu o deputado Sérgio Zveiter. (RJ).

O governo está muito preocupado com o racha na base aliada. O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, afirmou nesta terça-feira que espera haver unidade "pelo menos" depois do pleito. “O governo trabalha com a ideia de a base ter um candidato único”, declarou Padilha, que considerou o objetivo "perfeitamente possível" e completou: “O ministro da Secretaria do Governo, Geddel Vieira Lima, disse que a escolha de Marcelo Castro para ser o candidato oficial do PMDB à presidência da Câmara é mostra "inequívoca" de que o Planalto não está interferindo na Casa”. — Essa primeira escolha de Marcelo Castro é demonstração inequívoca de que o governo não está se envolvendo no processo.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário