.

.

sábado, 21 de maio de 2016

HERANÇA MALDITA: Governo Federal anuncia possível deficit primário de até R$ 170,5 bilhões

A última vez que a União fechou o ano com superavit foi em 2013. Em 2014, houve um
Deficit real de R$ 20,5 bilhões, ou, 0,57% do PIB. (Agência Câmara Notícias)

O governo federal anunciou na noite desta sexta-feira (20) a revisão da meta de resultado primário para este ano com um possível deficit para a União de até R$ 170,5 bilhões. O valor é 76,3% maior que a revisão (R$ 96,7 bilhões) feita pela equipe econômica do governo da presidente afastada Dilma Rousseff em março (PLN1/16). De acordo com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, a meta é transparente e realista. “A mensagem fundamental é esta: existe margem para incerteza em questões fora do controle, mas é uma meta realista e estimada dentro de critérios rigorosos e os mais próximos possíveis das estimativas do mercado e do governo.”

Atualmente, a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2016 (Lei 13.242/15) estima um superavit primário de R$ 30,5 bilhões (0,49% do Produto Interno Bruto – PIB) para o conjunto do setor público, sendo R$ 24 bilhões para o governo federal e R$ 6,5 bilhões para estados e municípios. O número foi revisto pelo PLN 1/16, que está em análise na Comissão Mista de Orçamento.

A última vez que a União fechou o ano com superavit foi em 2013. Em 2014, houve deficit de R$ 20,5 bilhões, ou 0,57% do PIB, e, em 2015, de R$ 111,249 bilhões (1,88% do PIB). Foi a primeira vez em que o País teve dois anos seguidos de deficit primário, segundo a série do Banco Central iniciada em 2001.

Nenhum comentário:

Postar um comentário