.

.

quarta-feira, 25 de maio de 2016

EUDSON CATÃO: Ministério Público Federal em Garanhuns obtém condenação de ex-prefeito de Palmeirina

As irregularidades constatadas também levaram o ex-gestor à condenação pelo Tribunal
de Contas da União (TCU). (Fonte: Ministério Público Federal em Garanhuns)

O Ministério Público Federal (MPF) em Garanhuns (PE) conseguiu a condenação de Severino Eudson Catão Ferreira (foto acima), ex-prefeito do município de Palmeirina, no Agreste Pernambucano, por prática de ato de improbidade administrativa. O motivo foi a não prestação de contas de recursos recebidos por meio de convênio firmado com o Ministério do Turismo,órgão pertencente a estrutura do Governo Federal Brasileiro.

Segundo o processo, o município de Palmeirina assinou convênio com o Ministério do Turismo, no valor de R$ 315 mil, para apoiar a realização do Festival Cultural da cidade. O contrato foi firmado em dezembro de 2009, com validade até abril de 2010. O prazo máximo previsto para a prestação de contas era maio de 2010, o que não ocorreu. As irregularidades constatadas também levaram o ex-gestor à condenação pelo Tribunal de Contas da União (TCU), após instauração de tomada de contas especial pelo órgão de controle. 

A Justiça Federal condenou Severino Eudson Catão Ferreira ao pagamento de multa no valor de 10 vezes a última remuneração recebida no tempo do mandato. O ex-gestor pode recorrer da decisão. O processo está registrado sob o número: 0800066-91.2014.4.05.8305, na 23ª Vara Federal em Pernambuco. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário