.

.

sexta-feira, 15 de abril de 2016

TRAGÉDIA EM GARANHUNS: Discussão entre irmãos gera 2 homicídios no bairro da boa vista

Informações preliminares dão conta que Rogério Gomes Cabral, responsável por toda essa 
essa tragédia acabou comentendo suicídio na cidade de Paranatama na noite de ontem.

Destaque no Portal de Notícias Agreste Violento:

          Uma tragédia foi registrada no início da noite desta quinta-feira (14/4) em Garanhuns, no Agreste. Após um desentendimento, um homem armado matou duas pessoas no bairro da Boa Vista, sendo uma das vítimas seu próprio irmão identificado como Roberto Gomes Cabral, 34 anos, morador da Rua Júlia Brasileiro Vila Nova. A outra vítima, Alessandro Ferreira Gomes, 26 anos, que morava na Rua Tomé Cavalcante. As vítimas foram socorridas para a emergência do Hospital Regional Dom Moura, em Garanhuns onde vieram a óbito. O acusado, Rogério Gomes Cabral, vulgo “Rol” de 35 anos (foto abaixo), desapareceu.

De acordo com informações da Polícia Civil, através do delegado plantonista Alisson Câmara, um desentendimento entre os irmãos teria gerado as mortes. Os dois irmãos eram construtores civis, e, um concreto para piso que estava sendo feito em uma das construções teria sido o motivo da discussão, devido um não concordar da maneira como o material estava sendo utilizado na construção. Durante a discussão, Rogério Gomes sacou uma arma, provavelmente um revólver e atirou no irmão, na presença dos familiares e da própria mãe deles. 

       Em seguida, foi até a casa do Alessandro Ferreira, que seria um dos trabalhadores de sua construção e, efetuou três disparos, provavelmente utilizando o mesmo revólver, os tiros foram certeiros e Alessandro apesar de ter sido socorrido veio a falecer. A Polícia Civil vai investigar se Alessandro teria contado para um dos irmãos que o material (concreto) estaria sendo utilizado ou feito de forma “irregular” o que teria gerado a discussão entre os irmãos que terminou em morte.

A Polícia Militar realizou diversas rondas em busca do Rogério, mas ele não foi localizado e continua desaparecido. Qualquer informação do seu paradeiro deverá ser informada a 22ª DPH (Delegacia de Homicídio) que assumi as investigações do duplo assassinato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário