.

.

sexta-feira, 1 de abril de 2016

NA QUINTA (31): Caravana do MPPE lança em Garanhuns, Projeto que visa Enfrentamento à Violência contra o Idoso (PEVI)

A iniciativa, Protocolo de Enfrentamento à Violência ao Idoso (PEVI), propõe a construção de uma 
referência para as atuações no município, com a definição de competências institucionais.

Representando mais uma conquista para os idosos do município de Garanhuns, no interior do estado de Pernambuco, na manhã desta quinta-feira (31), foi realizado o lançamento do Protocolo de Enfrentamento à Violência ao Idoso (PEVI). O projeto pioneiro foi desenvolvido pela Caravana da Pessoa Idosa – programa do Ministério Público de Pernambuco -, em parceria com o Governo Municipal de Garanhuns. O encontro foi realizado na sede do MP em Garanhuns.

Na solenidade de lançamento, o Dr. Domingos Sávio Pereira Agra (foto ao centro), titular da 2ª Promotoria de Justiça e Defesa da Cidadania do MP de Pernambuco aqui em Garanhuns, fez parte da mesa diretora, que contou ainda com outras autoridades. Sávio tem sido um fiel defensor dos mais idosos, participando e conduzindo ativamente de bates e formatações de ações que visam o benefício de pessoas que fazem parte dessa parcela da sociedade.

A iniciativa, Protocolo de Enfrentamento à Violência ao Idoso (PEVI), propõe a construção de uma referência para as atuações no município, com a identificação e definição de competências institucionais. Para construir a cartilha diversas discussões foram realizadas para debater sobre a realidade municipal, a Rede de Atenção existente e as dificuldades gerais de atuação no atendimento à população idosa vítima de violência no município.

A partir das reuniões, realizadas anteriormente, ficou decidido que o Núcleo de Enfrentamento à Violência contra a Pessoa Idosa de Garanhuns (Neviga) passa a ser a principal referência para o recebimento e identificação dos casos de violência contra a pessoa idosa. Com a identificação dos casos, o Neviga registra as informações em banco de dados e procede com os encaminhamentos necessários. Todas as situações ainda serão comunicadas ao Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário