sexta-feira, 15 de abril de 2016

DO MPPE: Projeto “Abraçando a Escola” é iniciado em Garanhuns

Além de reduzir a evasão escolar, o projeto visa diminuir índices de criminalidade, construir uma 
consciência cidadã entre a juventude, além elevar a autoestima entre os participantes (Secom - PMG)

O projeto “Abraçando a Escola”, idealizado pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e executado nas escolas Municipais de Garanhuns, teve início na manhã desta quarta-feira (13). A primeira instituição a receber o projeto, no município, é a Escola Municipal Governador Miguel Arraes de Alencar. A solenidade de abertura aconteceu no auditório da própria instituição de ensino e contou com a participação do autor do projeto e promotor de Justiça do Ministério Público de Pernambuco, Aguinaldo Fenelon (foto abaixo a direita; dos promotores de Justiça Domingos Sávio (Educação-foto acima) e Maviael Souza (Patrimônio Público).

O projeto consiste em levar para às instituições de ensino discussões com temas como: a importância da sociedade na construção da paz; prevenção ao uso de drogas em geral; gravidez na adolescência; racismo e o extermínio da juventude negra; violência contra grupos vulneráveis; disciplina escolar e atos infracionais e bullying, por exemplo. A proposta é que as palestras sejam conduzidas por autoridades, como representantes do Ministério Público, das polícias Civil e Militar, autoridades do Poder Judiciário – aproximando-os dos profissionais da formação escolar da sociedade –, além dos encontros com pais e professores.

Além de reduzir a evasão escolar, o projeto visa diminuir índices de criminalidade, construir uma consciência cidadã entre a juventude, elevar a autoestima entre os participantes, oferecer um suporte ao trabalho dos professores, entre outros objetivos que devem contribuir com a formação adequada dos estudantes, tornando-os aptos a promoverem uma mudança social no meio em que vivem. O “Abraçando a Escola” foi lançado no ano passado, em parceria com o Poder Judiciário, Defensoria Pública, Secretaria de Defesa Social (SDS) e Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Pernambuco (OAB –PE).
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário