quinta-feira, 3 de março de 2016

PARA UM PERNAMBUCO MELHOR: Governo do Estado realiza a maior contratação da saúde dos últimos 20 anos

Os 2.548 profissionais convocados vão completar os plantões em 17 unidadesda rede pública de PE

O governador Paulo Câmara autorizou, na manhã desta quinta-feira (03.03), a maior contratação de profissionais de saúde dos últimos 20 anos no Estado. Serão nomeados 2.548 servidores aprovados nos últimos dois concursos públicos (2013 e 2014) realizados pela administração estadual para a área. Desse total, são 207 médicos e 487 enfermeiros. A convocação também inclui 428 trabalhadores de Nível Superior e 1.426 do Nível Médio, que vão fortalecer o atendimento em 17 unidades. A ampliação da mão de obra local dialoga com o aumento da demanda - devido à crise econômica, as epidemias de zika, chikungunya e dengue. Além dos esforços para conter o avanço das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti, o chefe do Executivo estadual ressaltou que o reforço também terá um papel importante no tratamento das crianças com microcefalia. 

A partir dessa convocação, as escalas profissionais de unidades de saúde da Região Metropolitana do Recife (RMR), do Agreste e do Sertão receberão um importante incremento. Na RMR, seis hospitais públicos do Recife (Agamenon Magalhães, em Casa Amarela; Barão de Lucena, na Iputinga; Restauração, no bairro do Derby; Getúlio Vargas, no Cordeiro; Otávio de Freitas, em Tejipió; e Correia Picanço, na Tamarineira), a Farmácia de Pernambuco e o Serviço de Verificação de Óbito serão favorecidos com a medida. Ainda serão destinados servidores para o Hospital e Policlínica Jaboatão Prazeres, localizado em Cajueiro Seco, no município do Jaboatão dos Guararapes. O número de profissionais e alteração dos plantões será definido após a convocatória.

No Agreste, as novas equipes serão enviadas ao Hospital Regional do Agreste e Jesus Nazareno, em Caruaru, e ao Dom Moura, em Garanhuns. O Serviço de Verificação de Óbito e a Farmácia de Caruaru e de Limoeiro, também serão beneficiadas. Para o Sertão, serão encaminhados servidores para o Professor Agamenon Magalhães, em Serra Talhada, no Pajeú. Todos serão chamados, por meio de telegrama, para perícia, posse e posterior lotação. Após esse processo, os selecionados terão 30 dias para iniciar as atividades.
.

Além de reforçar os plantões nas emergências, esses novos profissionais vão atuar ainda no diagnóstico, reabilitação e terapia dos principais equipamentos de saúde pernambucanos. Para o secretário da pasta, Iran Costa, a chamada foi classificada como "histórica". "Mais uma vez, Pernambuco avança na saúde. Essas contratações têm um grande significado para a nossa área, pois vivemos um momento delicado", afirmou  gestor, lembrando que os convocados iniciam suas atividades dentro de 60 dias.

"Sem dúvida nenhuma, um dos maiores desafios dos governos é relativo à saúde. Ela exige de todos nós atenção diária. Uma atenção que precisa ser redobrada a cada momento. Isso porque nós sabemos que a saúde envolve vidas. É uma situação que as pessoas não gostariam de estar vivendo, quando precisam dos serviços de saúde", pontuou Paulo Câmara.

Com essa nova chamada, sobe para 965 o número de médicos convocados desde 2013. Desta forma, ainda será possível realizar a reposição das escalas dos hospitais que sofreram com os pedidos de demissão e aposentadoria. Além disso, um novo concurso para a categoria já está em planejamento e tem previsão de lançamento para o segundo semestre.

OUTROS REFORÇOS - Ao explicar o processo nas novas nomeações, o chefe do Executivo estadual pontuou que o Governo vai voltar a contratar servidores para áreas essenciais e que novos concursos serão realizados. "Nós planejamos desde 2015 e já colocamos no orçamento deste ano. Estávamos apenas esperando alcançar o limite lega da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Então, a partir da divulgação do relatório de 2015, no dia 31 de janeiro, nós iniciamos todos os procedimentos para fazer contratações essenciais", detalhou Paulo, confirmando ainda chamadas públicas para as polícias Militar e Civil.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário