domingo, 20 de março de 2016

NÃO SANCIONOU E A CÂMARA VETOU: Izaías nega apoio ao Futebol amador e profissional de Garanhuns em 2016

Vetos na Câmara impediram doações ao Sete de Setembro e ao campo da Liberdade.

Essa é destaque no Jornal Cidade
          Em circulação em  todas as bancas de Garanhuns

       O atual Prefeito de Garanhuns Izaías Régis Neto (PTB), resolveu não apoiar ao futebol amador e profissional de Garanhuns em 2016. Semana passada o Prefeito não sancionou, e através de veto dos Vereadores na Câmara, duas emendas, propostas pelos Vereadores oposicionistas Sivaldo Albino, PPS, e Nelma Carvalho, PSB, que buscavam auxílio financeiro ao esporte mais praticado no Brasil, o futebol, tiveram um desfecho desfavorável para os praticantes locais. Diante da negativa do Prefeito, o assunto foi o mais comentado nas redes sociais, sobretudo no Facebook. Izaías, a Prefeitura e sua base de Governo na Câmara, até que responderam o fato de não apoiar a prática do esporte na cidade, todavia não convenceram ninguém, de acordo com alguns internautas.

     Para o caso de Sivaldo, o parlamentar propôs um incentivo por parte do Executivo local alçado em R$ 50 mil reais. O valor seria destinado ao Sete de Setembro, clube de futebol aqui da cidade. Como o Prefeito Izaías não sancionou e os vereadores, Audálio Filho, Gil PM, Haroldo Vicente, Luzia da Saúde, Silvio Sabino, Alcindo Correia, Zaqueu Naum e Gersinho Filho votaram contra, o veto de Izaías foi mantido. Nas redes de relacionamento, Sivaldo questionou seus pares, além do próprio Prefeito Izaías que colocou Previsão Orçamentária dentro da Secretaria de Educação e Esportes no valor de R$ 1.000 (um mil reais) para todo o ano de 2016 ao Sete. No “face”, Sivaldo publicou: “O Prefeito Izaías vetou minha emenda, deixando apenas R$ 1 mil reais de recursos para o Sete de Setembro em 2016. Isso mostra a falta de compromisso com a nossa cidade. Será que é essa a cidade que agente quer?”.

     Já Nelma viu ser negada sua Emenda ao Orçamento no valor de R$ 100 mil reais para ações de reforma e iluminação do Campo de Futebol Amador da Comunidade da Liberdade. O Campo mencionado por Nelma está numa área dentro dos  limites de uma Associação de bairro, cuja as atividades ocorrem sem finalidade lucrativa, apesar disso os mesmo Vereadores da bancada de Governo que foram contra o pedido de Sivaldo, se opuseram também ao rogo de Nelma. Na bronca, a parlamentar publicou em seu perfil de uma rede social: “Devido a falta de Políticas Públicas e incentivos aos Desportistas de nossa Cidade, é necessário mantermos os poucos Campos de Futebol que restam, a exemplo do Campo da Liberdade - Palco da Abertura do Campeonato da Amizade”.

Com relação a Emenda defendida por Sivaldo, a Prefeitura alega que o patrocínio com recursos públicos, a clubes profissionais de futebol não é permitido pela Legislação e que o Tribunal de Contas de Pernambuco, tem, inclusive, proferido sentenças que acabam por rejeitar as contas dos prefeitos que tem insistidos em efetuar esses incentivos. Quanto a proposta de Nelma, coube a Haroldo Vicente, líder do Governo Izaías na Câmara dizer: “É bom saber que esse campo (da Liberdade) é particular e por não estar numa área pública, a Prefeitura não pode investir recursos nele”.

     Em resposta a Haroldo, Nelma bateu: “É possível sim realizar investimentos e melhorias no Campo da Liberdade, a prova disso são as antigas grades do Caic que estão lá. Faço um pedido ao colega Parlamentar (Haroldo), que ao invés de se preocupar em responder os questionamentos que faço a Prefeitura, eu pudesse ter seu apoio na luta pelo reajuste do Servidor Público, bem como na ação de instituir um Estatuto para os mesmos, que há mais de um ano está pronto e o senhor Prefeito não manda para a apreciação e votação da Câmara.”

Já Sivaldo, foi mais contundente, afirmando, inclusive, que a atual Gestão do Governo Izaías é mentirosa. “É lamentável que a Gestão use o nome da Instituição Prefeitura de Garanhuns para divulgar nota com mentiras numa forma de tentar desqualificar o trabalho do Vereador Sivaldo Albino. A nota da Prefeitura afirma que “O patrocínio a times de futebol não é permitido”, o que não é verdade! A Prefeitura de Garanhuns por muitos anos já contribuiu com o Sete de Setembro e o Tigre,  e nunca foi motivo de reprovação de contas. Vejam o exemplo, em 2013 a Prefeitura de Garanhuns pagou ao Tigre o valor de 20 mil reais e suas contas foram aprovadas pelo TCE. A própria Prefeitura colocou em seu orçamento um valor de R$ 1.000,00 (mil reais) para o sete. Ora, se não pode patrocinar por que está previsto no seu orçamento?”, detonou Albino.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário