quinta-feira, 24 de março de 2016

DEM E PSB: Mendonça descarta ameaça de rompimento entre partidos, caso Priscila Krause seja candidata em Recife

A aproximação entre o PSB e o DEM no Recife ocorreu em 2015, quando o
partido passou a integrar a administração municipal com uma secretria. (Blog da Folha)

O deputado federal e presidente do Democratas em Pernambuco, Mendonça Filho, rebateu as declarações do presidente do PSB, Sileno Guedes, e afirmou que a aliança estadual entre os dois partidos está sendo tratada diretamente entre ele e o governador Paulo Câmara (PSB). A afirmação rebate as declarações de Sileno de que o DEM deveria romper com o Governo do Estado, após lançar a candidatura da deputada estadual Priscila Krause à Prefeitura do Recife.

“Essa aliança foi formada em 2014 com o então governador Eduardo Campos e Paulo Câmara, na época apresentado como candidato a governador, com a minha pessoa. Ficou acordado que a aliança política estadual não estaria condicionada ao processo eleitoral no Recife”, disse.

A aproximação entre o PSB e o DEM no Recife ocorreu em 2015, quando o partido passou a integrar a administração municipal com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico. Na ocasião, Mendonça disse ao prefeito Geraldo Julio (PSB) que o partido poderia apoiá-lo à sucessão, mas tudo dependeria da possibilidade de uma eventual candidatura de Priscila.

Em janeiro, Mendonça procurou Geraldo Julio e colocou o cargo da secretária Roseana Amorim à disposição, em função do início do ano eleitoral e do fato de o DEM ainda não ter definição se teria ou não candidatura própria. Na ocasião, o prefeito pediu para postergar a decisão até o prazo de filiações. O DEM decidiu, então, apoiar a candidatura de Priscila para prefeita do Recife.

Nenhum comentário:

Postar um comentário