.

.

terça-feira, 29 de março de 2016

CLIMA QUENTE NA POLÍTICA DE GARANHUNS: Diretório do PSB emite Carta Aberta com francas acusações ao Prefeito Izaías

Na carta, o Presidente do PSB/Garanhuns afirma que o atual Prefeito Izaías e sua equipe
de gestão, negligenciam a população carente nos atendimentos básicos de saúde

As coisas se assanharam de vez na política de Garanhuns durante o último fim semana. Em Carta Aberta à População, francas acusações foram feitas à atual administração do Prefeito Izaías, através do Presidente do Diretório local do PSB, o Dr. Nivaldo Azevedo (foto ao microfone). As queixas do PSB e Nivaldo fazem coro frente as acusações feitas por Izaías ao Governo do Estado nas áreas de saúde, educação e turismo. Nivaldo diz que essa atitude de Régis é uma tentativa indisfarçável de ocultar os seus deslizes e deficiências no plano municipal, condenando o mesmo Governo por não ter construído o novo Hospital Mestre Dominguinhos. Na ótica de Nivaldo, Izaías está mesmo é fugindo as suas responsabilidades, que passam entre outras, pela Atenção Básica a Saúde; que em Garanhuns não conta com um hospital municipal e não terá em funcionamento uma UPA24h que vem sendo erguida na cidade, já que o município, segundo Izaías, não detém recursos financeiros para manutenção da mesma (UPA24H).

Na carta, o Presidente do PSB e pré-candidato a Prefeito de Garanhuns afirma também que o atual, Izaías e sua equipe de gestão negligenciam a população carente, que necessita de atendimentos básicos de saúde e não tem, ainda que o município disponha de 38 postos para esses atendimentos “funcionando plenamente”, conforme anuncia o seu Secretário Adjunto de Saúde, Sr. Harley Davidson. Lembra também que a perda do Jazz, foi causada, segundo Nivaldo, pelo Prefeito Izaías e que o o Governo do Estado investiu, somente em 2015, algo em torno de R$ 7 milhões de reais no Festival de Inverno, enquanto que duas atrações bancadas pelo Governo Municipal, são objetos de investigação no Ministério Público por superfaturamento de cachés, sendo que em 25 anos, o estado nunca, em momento algum, respondeu alguma acusação do tipo envolvendo o evento símbolo da cidade.

Sobre o Concurso Público realizado em 2015, Nivaldo disse o seguinte: ”Em Garanhuns, os concursados só começaram a ser convocados depois que a vice-prefeita, Rosa Quidute, precisou confrontar o próprio prefeito e grande parte dos secretários, que não queriam chamar os aprovados do concurso. Toda a sociedade acompanhou a luta da vice-prefeita, e somente depois, o prefeito, para dar satisfação, alegando ter um planejamento, deu continuidade às convocações. Em uma clara afronta à opinião pública, tentou desqualificar o trabalho de Rosa Quidute, em apenas 15 dias, fez mais pelos concursados que todo o mandato do prefeito”.

A Carta finaliza com outra referência ao setor de saúde aqui no município, desafiando ainda o Governo Izaías a comprovar os impressionantes 80% de atendimentos a população, que a Secretaria de Saúde de Garanhuns alega realizar mensalmente, considerando a afirmação uma falácia.“Vamos tratar a questão da saúde em Garanhuns com mais seriedade. Essa é a aspiração da população, que precisa que o Governo Municipal faça sua parte. E para começar, seria bom a Secretaria de Saúde apresentar os documentos que comprovam este atendimento impressionante de 80% da população de Garanhuns, mensalmente, em seus Postos de Saúde. Pois a gestão tem falado demais, e feito de menos", detonou Nivaldo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário