terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

COMBATE AO AEDES: Governo de Pernambuco repassa R$ 5 milhões de reais para reforçar ações nos municípios


       O Governo do Estado, por meio da Secretaria Estadual de Saúde,(SES) deu início, nesta quinta-feira (18/02), ao repasse de R$ 5 milhões para que os 184 municípios pernambucanos reforcem as ações de controle do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya. O repasse, anunciado pelo secretário estadual de Saúde, Iran Costa, durante encontro com prefeitos do Sertão do Pajeú, em Afogados da Ingazeira, faz parte dos investimentos do Governo do Estado para o enfrentamento às arboviroses e assistência à microcefalia, anunciados no mês de novembro, que somam R$ 25 milhões.

O critério para a destinação dos recursos foi realizado com base na população per capita de cada município e visa o reforço das ações municipais no controle do vetor.Entre as atividades de responsabilidade municipal, está a eliminação dos criadouros e a aplicação de inseticida ou larvicida para eliminação das larvas do inseto. O larvicida é utilizado nos depósitos positivos (com a presença de larvas) ou vulneráveis (que permitem a oviposição pela fêmea do mosquito) que não são passíveis de serem eliminados mecanicamente (destruição, vedação ou destinação adequada).

Além do repasse aos municípios, a SES está investindo, diretamente, mais R$ 5 milhões na aquisição de equipamentos utilizados pelo Estado no combate ao mosquito, como máquinas de UBV, bombas costais, insumos e Equipamentos de Proteção Individual (EPI). Esse material pode ser utilizado em caso de epidemia, momento em que deve ser feito o bloqueio de transmissão. O Laboratório Central de Pernambuco (Lacen-PE) também foi reforçado com insumos e aquisição de novos equipamentos com o intuito de agilizar a realização dos exames laboratoriais.

Lançado em novembro de 2015, o Plano Estadual de Enfrentamento às Doenças Transmitidas pelo Aedes Aegypti conta com um investimento deR$ 25 milhões, sendo R$ 5 milhões para o combate ao mosquito e compra de equipamentos, R$ 5 milhões para campanha de mídia e R$ 15 milhões para estruturação de centros regionais de atenção às crianças com microcefalia.

Clique em player e conheça as diferenças entre os sintomas
de Dengue, Chikungunya e Zica


ALERTA À POPULAÇÃO:CONHEÇA AS DIFERENÇAS ENTRE OS SINTOMASDE DENGUE, CHIKUNGUNYA E ZICA
Publicado por Gidi Santos em Terça, 23 de fevereiro de 2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário