domingo, 28 de fevereiro de 2016

AMEAÇA DE DESPEJO no Jardim Petrópolis faz Nelma e Álvaro Porto apelarem ao Governo de Pernambuco


Do Portal de Notícias VeC
Foto: Internet

Em uma indicação à Mesa e ao Plenário da Assembleia Legislativa de Pernambuco, ALEPE, o deputado estadual Álvaro Porto apelou ao Governo do Estado que intervenha para cessar o drama vivido por mais de cem famílias residentes no bairro Jardim Petrópolis, em Garanhuns. De acordo com decisão judicial, estas terão que deixar suas casas no próximo dia 10 de abril, data em que está marcada uma reintegração de posse no local.

De acordo com a justificativa do deputado Álvaro Porto, que pleiteia a ação efetiva do Governo do Estado para regularizar a situação, as famílias residem no local há vários anos, mas ainda não receberam seus títulos de posse. Porto segue discorrendo acerca da questão afirmando que a população está apreensiva porque a maioria ainda não recebeu seus títulos de posse, os quais viriam para tranquilizar a todos e legalizar os locais onde estabeleceram residências. Ele enfatiza em sua justificativa que, através da Lei 3.967/2003, o município de Garanhuns realizou a doação de parte do terreno onde se situa o bairro Jardim Petrópolis beneficiando cerca de 186 famílias, entretanto, cerca de cem famílias ainda estão em situação irregular, prestes a serem despejadas. Por fim,  o parlamentar pede a atuação em conjunto do Governo do Estado e da Prefeitura Municipal de Garanhuns  para solucionarem o problema e regularizar a situação fundiária dos moradores do bairro Jardim Petrópolis.
 .

VEREADORA NA LUTA – Já a vereadora Nelma Carvalho (PSB) também busca uma solução para o problema vivido por algumas famílias do Jardim Petrópolis. Durante a Agenda 40, realizada em Garanhuns, no  último sábado, 20 de fevereiro, Nelma entregou um documento a assessores de Paulo Câmara com um esboço da situação das famílias. Junto com o documento, ela anexou um apelo ao governador para que intervenha e solucione o problema das famílias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário