terça-feira, 1 de dezembro de 2015

DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO: Montadora Toyota inicia operações em Pernambuco e capacidade de produção inicial é de 40 mil veículos por ano


Nove meses após assinatura do protocolo de intenções, a Toyota dá inicio às atividades do seu novo Centro de Distribuição (CD) em Pernambuco. Ao lado do presidente da montadora no Brasil, Koji Kondo, e de executivos da empresa, o governador Paulo Câmara participou, nesta segunda-feira (30), da solenidade que celebrou a chegada do empreendimento, erguido próximo à área portuária de Suape, na cidade de Cabo de Santo Agostinho, Região Metropolitana do Recife (RMR). “É muito importante fazermos parcerias como a que celebramos hoje com a Toyota. Uma empresa mundial, séria, que pensa no desenvolvimento econômico, mas também procurar trabalhar de maneira equilibrada, preservando o ambiente e valorizando seus funcionários”, pontuou o governador Paulo Câmara.

Com um investimento inicial de R$ 2,4 milhões e uma área total de 23 mil metros quadrados, o novo CD da Toyota tem capacidade para receber 40 mil veículos por ano. A unidade de Suape vai distribuir os automóveis nacionais Corolla e Etios, produzidos no Interior de São Paulo, além do modelo Hilux, fabricado na planta de Zárate, na Argentina.

A região Nordeste é responsável por cerca de 20% das vendas da Toyota no Brasil. Somente em Pernambuco, no acumulado de 2015, a montadora registrou aumento de quase dois pontos percentuais em sua participação de mercado no Estado, saltando de 5,7% para 7,6%. Mais de cinco mil unidades foram vendidas, representando 3,4% das vendas totais da empresa. O empreendimento também vai movimentar a economia local com a geração de 40 vagas de emprego, entre diretas e indiretas.

Ao destacar que investir em Pernambuco vale à pena, o chefe do Executivo estadual garantiu que continuará garantindo as bases necessárias para atrair novos empreendimentos para o Estado. “É fundamental ter uma infraestrutura adequada, tanto na parte portuário, quanto rodoviária, além da questão da água e do gás. Também vamos continuar a qualificar a nossa gente, para que elas possam ter cada vez mais empregos melhores, aproveitando essas oportunidades que estão vindo para Pernambuco”, assegurou.

Presidente da Toyota no Brasil, Koji Kondo, ressaltou a confiança da montadora no potencial do Nordeste e do Estado. “Acreditamos que o empreendimento será um sucesso e levará a empresa a um expressivo crescimento no estado de Pernambuco e em toda a Região Nordeste”, elogiou.

A Toyota conta com operações industriais nas cidades de Indaiatuba (SP), Sorocaba (SP) e São Bernardo do Campo (SP), centros de distribuição de veículos nos municípios de Guaíba (RS) e Vitória (ES) e um centro de distribuição de peças em Votorantim (SP). A unidade de Suape contará com um novo modelo de distribuição de veículos, que diminui em 24% as emissões de CO2 na atmosfera. O volume corresponde à quantidade que uma floresta com 160 mil árvores, área equivalente a dois mil campos de futebol, absorveria por ano

EM ARCOVERDE epidemia de dengue faz Prefeita Madalena Brito decretar situação de emergência


Com informações da Ascom-PMA
Foto: Israel Leão

A Prefeita da cidade Arcoverde, Madalena Britto decretou situação de emergência por causa da epidemia de dengue e do aumento de incidências de Chikungunya e Zika, vírus transmitidos pelo mosquito Aedes aegypti. 

        O decreto Nº 209/2015 foi assinado na manhã daúltima segunda-feira (30) e será válido por 90 dias. Com essa decisão,  a prefeitura pode adotar imediatamente, sem licitação, medidas administrativas necessárias para imediata resposta à situação, como implantação de força- tarefa para enfrentamento do mosquito e contratação temporária de profissionais.

A partir de agora, o grande mutirão mobilizado pela secretaria de Saúde desde a última quinta-feira (26), está nas comunidades, principalmente do São Cristóvão, onde a incidência do mosquito é maior. Os agentes de Endemias, Comunitários de Saúde e funcionários da limpeza pública estão juntos nas visitas às residências. A ideia é coletar qualquer material sem uso, que possa servir de criadouro para o mosquito e fazer o trabalho de conscientização na coleta do lixo.

A Secretaria de Obras, que já iniciou a limpeza nos terrenos baldios e nos canais, vem retirando muitos entulhos no interior do Centro de Educação Física. “Recolhemos sete bacias sanitárias. É impressionante, como transformaram o local em lixão e o quanto existe de materiais propícios a criadouros do mosquito”, declarou o secretário de Obras e Serviços Públicos, Ricardo Lins.

“Recebi informações, que 90% das casas visitadas só hoje (30) estão sem as tampas dos reservatórios aéreos. É preciso que a população nos ajude”, declarou a prefeita Madalena Britto, que autorizou o uso de um drone (aparelho que grava imagens aéreas) para inspecionar os reservatórios, que ficam em cima das casas.

A prefeita Madalena esteve reunida nesta segunda, com o Governador Paulo Câmara e com todos os prefeitos de Pernambuco, no Hotel Canariu’s, em Gravatá, para debater o PLANO ESTADUAL DE ENFRENTAMENTO das doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti.

Em Garanhuns UFRPE realiza 1ª Jornada do Empreendedor Rural


Com informações da UFRPE-UAG
Imagem: UAG

A I Jornada do Empreendedor Rural, que teve como temática central “Universidade Frente aos Desafios do Desenvolvimento Rural” foi um sucesso. O evento foi organizado pelo Núcleo de Estudos e Pesquisas em Agronegócios (NEPAGRO), em parceria com o projeto Territórios Rurais da UFRPE/UAG. A Jornada do Empreendedor Rural contou com a participação de lideranças locais e internacionais criando um ambiente de discussão e interação entre a comunidade acadêmica, empresarial e rural. Cerca de 200 pessoas participaram do evento, representando a UPE, UFRPE, FETAPE, PRONATEC, IFET´s, SEBRAE, Associações, Sindicatos etc.

Conforme o organizador do evento, Prof. Matheus Dill, essa atividade de extensão oportunizou a formação de parcerias institucionais entre UFRPE/UAG, EMBRAPA, SENAR, SEBRAE, SESC e C.E.S.A.R, assim como possibilitou difundir o conhecimento científico e tecnológico para a sociedade. Além disso, os estudantes tiveram a oportunidade de trocar informações com os palestrantes e planejar estágios na Embrapa do Mato Grosso do Sul.

ÁLVARO PORTO cobra do Governo do estado transferência de recursos para o Programa Leite de Todos; "dívida já chega a R$ 2,75 milhões", afirma o parlamentar


Com informações da Assessoria
Imagem: ALEPE

Atrasos no repasse do Governo do Estado a cooperativas e produtores que abastecem o Programa Leite de Todos, ação responsável por distribuir gratuitamente o alimento a famílias e comunidades carentes de Pernambuco, motivaram o deputado Álvaro Porto (PTB) a se pronunciar durante o Grande Expediente desta segunda (30). Segundo o parlamentar, o Executivo estadual, que responde por 20% dos custos da iniciativa, não transfere dinheiro ao programa há sete meses. A dívida já soma R$ 2,75 milhões e preocupa os trabalhadores da Bacia Leiteira do Agreste Meridional do Estado.

“A União, que cobre os outros 80% dos custos, já avisou que só vai liberar seus pagamentos se o Estado pagar sua dívida ainda nesta semana. Caso contrário, o Governo Federal só volta a repassar verbas ao programa em março de 2016”, alertou o parlamentar. Ainda segundo o petebista, os produtores estão com dificuldades de dialogar com o secretário estadual de Agricultura e Reforma Agrária, Nilton Mota. “É preciso enfatizar que a falta de sensibilidade do Palácio do Campo das Princesas pode obrigar os produtores de leite a encerrarem suas atividades”, alertou.

Álvaro Porto ressaltou, por fim, que a crise se intensifica porque o Estado também deve, há seis meses, aos donos de carros-pipa que abastecem o Agreste. “A estiagem que assola a região agrava o desmonte do Programa Leite de Todos”, relacionou. Para ele, é preciso que os Governos Federal e Estadual busquem alternativas para solucionar a questão. “Ou os governos se envolvem de verdade e cumprem suas obrigações, ou a população do Agreste viverá dias de escassez e desemprego”, concluiu.

O discurso recebeu os apartes dos deputados Júlio Cavalcanti (PTB), Miguel Coelho (PSB) e Romário Dias (PTB). “Nós, parlamentares, temos o dever de interceder junto ao Governo do Estado para que ele tenha um pouco mais de respeito com os que levam água e leite para a população pernambucana”, defendeu Cavalcanti. “Sem receber, o produtor não conseguirá arcar com os custos da vacinação de seus rebanhos”, acrescentou Dias. “Em vez de culpar, precisamos buscar o diálogo e encontrar soluções”, concluiu Coelho.