terça-feira, 6 de outubro de 2015

EXCESSO DE CARGA: PRF flagra caminhão na BR 423 com 32 toneladas a mais que o permitido


Um caminhão rodotrem que transportava cerâmicas foi flagrado pela Polícia Rodoviária Federal, na última segunda-feira (5), com 32 toneladas de excesso de peso, na BR 423, em Garanhuns, no Agreste de Pernambuco. O veículo transportava 81 toneladas de carga e foi autuado em R$20.398,00 por diversas infrações constatadas na fiscalização.

Durante a abordagem, por volta da meia-noite, os policiais verificaram que o veículo não pode transitar no horário noturno devido ao seu comprimento, de 26,5 metros. A equipe também constatou que o motorista transitou com uma velocidade acima da permitida, através da análise do disco do tacógrafo, um equipamento que registra a distância percorrida, a velocidade e o tempo de deslocamento do veículo.

Além disso, foi constatado que as placas dos semirreboques estavam ilegíveis, configurando mais uma infração de trânsito.

Diante das irregularidades, o caminhão foi retido para transbordo da carga em excesso. O condutor e a transportadora, por sua vez, serão denunciados ao Ministério Público Federal por danos ao patrimônio público, uma vez que o pavimento asfáltico da rodovia não foi projetado para suportar tanto peso.

Da Assessoria de Imprensa da PRF

OFERECENDO 448 VAGAS, CAMPUS GARANHUNS DO IFPE orienta sobre solicitação de isenção para vestibular 2016


Candidatos ao Vestibular 2016 do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco (IFPE) podem solicitar a gratuidade na inscrição até o dia 8 de outubro. A isenção da taxa da inscrição é possível para aqueles com renda igual ou inferior a um salário mínimo e meio, oriundos de escolas públicas, bolsistas de escolas privadas e egressos de programas como Mulheres Mil e Proifpe.

O procedimento de solicitação de isenção é feito em duas etapas: a primeira é on-line, através do endereço www.cvest.ifpe.edu.br. Depois, o candidato deve procurar o campus onde pretende concorrer à vaga, no período de 6 a 9 deste mês, das 9h às 12h e das 14h às 17h, para entregar a documentação exigida. A lista dos contemplados será divulgada no dia 14. Todos os candidatos que conquistarem a isenção já estarão automaticamente inscritos no Vestibular 2016.

Quem não atender aos critérios exigidos para obter isenção pode se inscrever no Vestibular IFPE 2016 até o dia 25/10, pelo site www.cvest.ifpe.edu.br. Nesse endereço, o candidato deve preencher a ficha de inscrição e emitir o boleto, no valor de R$ 25 (cursos técnicos) e R$ 50 (superiores). O pagamento deve ser feito somente nas agências do Banco do Brasil até o dia 26. Para os que concorrerão às vagas dos cursos oferecidos na modalidade Proeja, as inscrições são gratuitas.

VESTIBULAR IFPE 2016 - São oferecidas 6.332 vagas para cursos técnicos e superiores nos 15 campi da Instituição, localizados em Afogados da Ingazeira, Barreiros, Belo Jardim, Cabo de Santo Agostinho, Caruaru, Garanhuns, Igarassu, Ipojuca, Jaboatão dos Guararapes, Olinda, Palmares, Paulista, Pesqueira, Recife e Vitória de Santo Antão.

COTAS - Metade das vagas do Vestibular é oferecida pelo Sistema de Cotas e reservada a candidatos oriundos da rede pública de ensino. No momento da inscrição, esses candidatos poderão optar por subcotas de renda ou etnia. A primeira é destinada a quem tem renda familiar per capta de até um salário mínimo e meio. A segunda opção é voltada para negros, pardos e índios. Ainda há cotas para moradores da Zona Rural ou filhos de agricultores que optem por cursos com vocação agrícola. Neste caso, a reserva é de 25% das vagas de ampla concorrência (não cotista).As provas do Vestibular estão marcadas para o dia 29 de novembro e terão 30 questões de múltipla escolha, no caso dos cursos técnicos; e 50 questões mais prova de redação, no caso dos cursos superiores.

No Campus Garanhuns, são ofertadas 448 vagas para cursos técnicos, distribuídas entre os cursos Técnicos em Eletroeletrônica, em Informática e em Meio Ambiente, nas modalidades Integrado ao Médio e Subsequente. Para concorrer às vagas do Integrado é necessário ter concluído o Ensino Fundamental II, já para cursar a modalidade Subsequente, a exigência é possuir Nível Médio completo. Os cursos da modalidade Integrado são matutinos e vespertinos, já os da modalidade Subsequente são noturnos.

Outras informações podem ser obtidas através do site da Comissão do Vestibular (CVEST) ou pelo telefone: (87) 3221-3100 (Campus Garanhuns).

Com informações da Ascom IFPE
Texto: ASCOM IFPE

ANULADO oficialmente concurso para Delegado Civil de Pernambuco


O concurso público para Delegado da Policia Civil foi anulado oficialmente pela Secretaria de Defesa Social (SDS) desde o dia 23 de setembro deste ano. O cancelamento foi informado através de publicação no Diário Oficial do Estado na mesma data. A licitação realizada junto ao Instituto de Planejamento e Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico e Científico (Ipad), que organizaria o processo seletivo, foi dispensada conforme a publicação oficial. 

As provas objetivas do certame estavam marcadas para o dia 26 de abril de 2015, porém uma liminar judicial impediu a realização do processo seletivo às vésperas da sua realização, no dia 24 de janeiro (sexta-feira). De lá para cá, a Procuradoria Geral do Estado recorreu da decisão com o objetivo de dar continuidade ao processo seletivo. Contudo, a decisão judicial foi favorável ao advogado Rodrigo Almendra, especialista na área de concursos públicos, que representa uma das candidatas. 

    “O concurso foi cancelado sem que, contudo, a SDS tenha publicado as razões do cancelamento. Nem podemos falar que foi uma surpresa e tão pouco que estávamos esperando essa conduta”, afirmou Rodrigo Almendra ((foto). Segundo o jurista, o cancelamento do concurso abre margem para alguns debates como: devolução do valor da inscrição para os que se inscrevam no certame anterior, novas aberturas de inscrição, banca organizadora a ser contratada e outros aspectos. “Um desses aspectos é a realização do novo certame para o cargo de delegado”, complementou. Até o momento, a SDS e o Ipad não se pronunciaram oficialmente sobre o assunto. 

"É muito estranho que a SDS tenha anulado a contratação da IAUPE e mencione apenas o artigo de lei, sem sequer fazer uma explanação das razões. Mais estranho ainda é a própria IAUPE-UPE sequer publicar no site de acompanhamento do concurso. Muitos candidatos sequer sabem da anulação – principalmente aqueles que são de outros estados. Resta saber agora como fica a questão da devolução do dinheiro das inscrições (R$138,00 cada), já que nem a SDS e nem a IAUPE se manifestaram quanto a isso", afirmou o candidato inscrito Daniel Coêlho. 

CONCURSO

         O concurso público oferece 100 vagas para a função, que exige graduação no Curso de Direito de instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). A remuneração inicial para a categoria é de R$ 9.069,81.






TRABALHANDO: Governo de Pernambuco nomeia 350 novos policiais e reafirma intenção de lançar edital de concurso para PM ainda este ano


O Governo de Pernambuco aumentou em 350 policiais o efetivo responsável por fazer a segurança da população nos municípios de Jaboatão dos Guararapes e Moreno, na Região Metropolitana. Com a medida, o Estado elevou para 1.085 o número de PMs da Área Integrada de Segurança (AIS) 6, responsável pelas duas cidades. O governador Paulo Câmara comandou, nesta terça-feira (6), a solenidade que marcou o ingresso dos novos soldados. O ato foi realizado no 6º Batalhão de Polícia Militar, em Jaboatão.

O acréscimo fez a AIS 6 se tornar a 11ª no ranking que mede a relação de policiais por cada 100 mil habitantes em Pernambuco, onde funcionam 31 organizações do tipo. O governador já havia anunciado para a área a criação do 25º Batalhão de Polícia Militar. Com sede em Jaboatão Velho, ele ficará responsável pela segurança de Jaboatão e Moreno. Já o 6º Batalhão cobrirá a área litorânea. O Projeto de Lei que propõe a criação da unidade está em fase de elaboração para encaminhamento à Assembleia Legislativa de Pernambuco.

O incremento no efetivo faz parte do planejamento da Política de Segurança Pública do Estado. Segundo o chefe do Executivo, o êxito na área exige um “olhar para ver novos caminhos”. “A segurança não é uma tarefa que se descanse. É uma tarefa que tem que ser cuidada todo dia. E hoje a gente dá mais um passo para ter um Estado cada vez mais tranquilo e com mais paz”, ressaltou.

.

Ao destacar que os novos soldados têm o “desafio grande” de ajudar Pernambuco a continuar trabalhando por uma política de segurança que chegue a todos e que traga tranquilidade e paz ao cidadão, o governador conclamou os militares a se empenharem. “A população pernambucana confia em vocês, tenham certeza disso. E o trabalho de vocês será reconhecido por todo Pernambuco. Vamos trabalhar em favor de um Estado de paz”, pediu Paulo Câmara.

Secretário de Defesa Social, Alessandro Carvalho, salientou a importância da ampliação no efetivo. “Nós temos mais 350 novos policiais que se somam aos 177 que foram enviados no começo do ano. Isso tirou o 6º Batalhão da última posição na proporção entre população e efetivo e trouxe ele para a 11ª posição. Mais policiais nas ruas garantem um policiamento ostensivo mais focado. Com certeza, isso se traduzirá em mais segurança para população de Jaboatão e Moreno”, afirmou.

CONCURSO – Ainda durante a solenidade, o governador reafirmou o compromisso com a realização de um novo concurso público para preenchimento de 1.500 vagas. "Tão logo a gente tenha condições de nomear, assim que melhorarmos o limite da Lei de Responsabilidade Fiscal, vamos fazer isso. A segurança é uma área prioritária”, argumentou Paulo Câmara. A expectativa é de que o edital para realização do certame seja publicado ainda este ano e as provas ocorram em 2016. O novo grupo de policiais deverá reforça a segurança no interior do Estado.

         Foto: Roberto Pereira/SEI 

MUDANÇA NO TRÂNSITO DE GARANHUNS: Na Brasília, Binário São José que altera circuito de veículos começa a funcionar; motoristas que não acatarem a mudança serão MULTADOS pela AMSTT

Guardas municipais irão orientar os condutores de maneira educativa,
nas próximas semanas, sobre as principais mudanças.

A Autarquia Municipal de Segurança, Trânsito e Transportes (AMSTT) iniciou, nesta terça-feira (06), uma operação educativa sobre as alterações de trânsito que passarão a valer na comunidade Brasília. As mudanças fazem parte do projeto Binário São José – que consiste em melhorar a fluidez do trânsito. O binário vai alterar os circuitos dos veículos. A rua Capitão Pedro Rodrigues será apenas utilizada por quem estiver descendo no sentido Centro da cidade e a rua Francisco Branco por quem sobe.

O presidente da AMSTT, cel. Emmanuel Leite, explica o quem está sendo feito para a ativação integral do binário. “Os motoristas vão se deparar com uma novidade. Um anseio que os próprios motoristas já vinham pedindo a muito tempo. Nós estamos implantando sinalizações horizontais e verticais. Esperamos passar um período numa ação educativa para que todos os motoristas se acostumem”, reforça.

Os condutores que trafegam pela área contarão com o apoio de guardas municipais, que irão orientar a mudança das principais vias do bairro. A sinalização também está sendo implantada. A ação educativa deve durar de uma a duas semanas. Após esse período, de acordo com a AMSTT, a medida passa a ser punitiva.

.

   Com informações da Secom – PMG
   Texto: Cloves Teodorico

BANCÁRIOS PERNAMBUCANOS entram em greve por tempo indeterminado


Os bancários pernambucanos entram em greve por tempo indeterminado a partir desta terça-feira (6). A paralisação faz parte de um movimento nacional e terá grande adesão no estado, segundo o Sindicato dos Bancários de Pernambuco. Por isso, apenas os serviços de autoatendimento devem continuar funcionando.

Com a greve, todos os serviços internos dos bancos devem ser interrompidos em Pernambuco a partir desta terça. “O autoatendimento vai funcionar normalmente, porque a greve visa a melhoria no atendimento e nós não queremos prejudicar tanto a população”, diz o secretário-administrativo do sindicato estadual, Geraldo Times. Ele ainda afirma que o primeiro balanço de adesão à greve deve ser liberado na tarde desta terça. “Mas, normalmente, nossos movimentos têm adesão crescente”, afirma.

A categoria pede um reajuste salarial de 16% e decidiu paralisar suas atividades na última quinta (1º), depois que a Federação Brasileira de Bancos ofereceu um aumento de 5,5%. Na noite de segunda (5), bancários de todo o estado voltaram a se reunir no Recife e concordaram em manter a paralisação.

“Não há nenhuma rodada de negociação marcada com os bancos. A última proposta foi só de 5,5%. Isso não repõe nem a inflação. Ao contrário, é uma perda de mais de 4%. Os bancos nos empurraram para a greve, porque com isso estamos retrocedendo nos avanços dos últimos 12 anos, quando tivemos ganho real”, explica o secretário do sindicato pernambucano.

Além do reajuste salarial de 16%, os bancários pedem a valorização do piso salarial de acordo com o valor estabelecido pelo Dieese. Hoje, segundo o sindicato, o piso é de R$ 1,794 em Pernambuco; mas o Dieese estabeleceu um piso de $ 3299,66 em junho. A categoria ainda pede participação nos lucros e resultados (PLR), reajuste dos auxílios refeição e alimentação, redução de metas de trabalho abusivas, mais contratações, melhores condições de trabalho e mais segurança nas agências bancárias.

Por meio de nota, a Federação Nacional de Bancos (Fenaban), ligada à Febraban, informou que continua aberta a negociações. A federação também afirma que a proposta apresentada aos sindicatos prevê um abono imediato de R$ 2.500,00 e um reajuste de 5,5% no salário recebido em agosto por todos os 500 mil bancários brasileiros. Segundo a federação, o reajuste condiz com a expectativa de inflação média para os próximos 12 meses.

A Fenaban ainda informa que a proposta prevê participação dos trabalhadores nos lucros dos bancos -- de 5 a 15% nos lucros líquidos, mais o adicional de 2,2% no lucro de cada instituição. De acordo com a federação, essa fórmula não sofreu alterações e pode conceder até quatro salários mínimos a um bancário com piso salarial de R$ 2.560.

G1