quarta-feira, 18 de novembro de 2015

PRIMEIRA FÁBRICA DE FLANGES eólicas do País começa a operar em Suape


A inauguração da GRI Flanges do Brazil no Complexo Industrial Portuário de Suape, em Ipojuca, na manhã de terça-feira (17/11), marcou mais um reforço importante para o polo eólico do Estado. A unidade será a primeira no Brasil a produzir flanges eólicas, que são anéis responsáveis por unir os cilindros que formam as torres.

O governador Paulo Câmara participou da cerimônia de descerramento da placa, na sede da empresa no Complexo, e conheceu a linha de produção, acompanhado de executivos do grupo. Na oportunidade, o chefe do Executivo estadual reiterou o seu compromisso com o desenvolvimento sustentável.

"Falar de energia renovável, de energia eólica, significa dialogar com o futuro; com as próximas gerações. Pernambuco tem tido a preocupação, nos últimos anos, de buscar um desenvolvimento que não olhe apenas para a economia. Mas aliar desenvolvimento econômico e social. Tudo isso protegendo o Meio Ambiente", assegurou Paulo Câmara.

A unidade vai produzir 6,5 mil flanges por ano para o mercado interno. Foram investidos R$ 81 milhões na planta, que tem sete mil metros quadrados, e vai empregar 80 pessoas. O empreendimento é o terceiro do polo, que abriga ainda as empresas Gestamp Wind (torres) e LM Wind Power (pás). Juntas, as três empregam 1,4 mil pessoas e somam R$ 459 milhões em investimentos.

Jon Riberas, presidente Mundial da Gonvarri, grupo controlador da GRI Flanges do Brazil, ressaltou em seu pronunciamento as potencialidades do mercado brasileiro e a importância da parceria com o Governo de Pernambuco. "Nós continuaremos a desenvolver o segmento eólico no Brasil, e Pernambuco será um grande parceiro", afirmou o executivo.

Ao destacar o momento econômico, o chefe do Executivo estadual destacou a estabilidade econômica pernambucana, que, em menos de uma semana, consolidou duas novas fábricas no Complexo. "Incentivamos novas operações no Estado em momento desafiador, onde o Brasil vive uma crise econômica. A inauguração dessa nova instalação industrial, mostra que é possível se planejar, pensar o futuro e investir com segurança", pontuou Paulo.

         Foto: Wagner Ramos/SEI

Nenhum comentário:

Postar um comentário