quinta-feira, 3 de setembro de 2015

CORRIDA ELEITORAL EM GARANHUNS já conta com 11 possíveis nomes candidatos a prefeito em 2016

Claudiano Martins, Rosa Quidute e Claudomira Andrade são nomes cogitados.
Bartolomeu Quidute (de vermelho), não deve disputar a vaga do Palácio Celso Galvão.

A corrida eleitoral em Garanhuns já começou e de maneira natural diversos nomes tem surgido a cada novo dia. Alguns com mais destaques entre os garanhunenses, outros porém, com menor visibilidade. Por hora temos ao total 11 nomes como pré-candidatos ao palácio Celso Galvão, além do atual prefeito Azaias, que já anunciou disputa pela reeleição. Em um levantamento efetuado pelo Blog do Gidi Santos, montaremos para você nosso leitor, o atual contexto político das prováveis, possíveis ou especuladas candidaturas de Garanhuns.

Vale ressaltar, antes de prosseguimos, que o contexto que inserimos abaixo pode mudar a qualquer momento e que o quadro montado foi feito com base em pesquisas, conversas (formais ou informais) e informações colhidas pelo Blog. Dito isso, podemos seguir.

.

O recém formado grupo do Partido Social da Democracia Brasileira (PSDB), à frente o deputado estadual Claudiano Martins Filho, radicado em Itaíba, tem, além do deputado, como “Cabeça de chave”, a advogada, ex-candidata a deputada federal Claudomira Andrade. O grupo que tem realizado frequentes reuniões, busca diversos nomes para sua conjuntura, na perspectiva de angariar também, vaga, ou vagas na Câmara Municipal de vereadores. Nomes como o ex-vereador Paulo da Mochila e Ricardo PM figuram por lá.

Em recente reunião, ocorrida na sede da Codeam, o partido apresentou os novos oficiais filiados e ainda com o posicionamento extra-oficial cravou os dois nomes, de Claudomira e Claudiano como “popstars” da corrida eleitoral em 2016. Ainda não é o oficial, mas há quem diga que o candidato do partido ficará mesmo entre os nomes de Claudiano e Claudomira, sendo possível até, uma dobradinha, prefeito e vice, ou prefeita e vice.

O fato é: surge um ano antes das eleições um grupo firme, forte no que se refere a planejamento e base, caso do PSDB. A busca é pelo Palácio Celso Galvão (executivo), mas não se surpreendam se um, ou dois nomes da sigla, figurem entre os eleitos para Casa Raimundo de Moraes. Esses nomes surgem em um momento oportuno, onde muitos previam não haver candidato, ou candidatos de oposição, capazes de fazer uma mudança no pensamento eleitoral.

.

O PSB, Partido Socialista Brasileiro é o que mais aponta para possíveis candidatos. Lá nós temos cogitados os nomes de Júlio César Sampaio, ex-secretário de Turismo da Gestão Luiz Carlos de Oliveira, hoje articulador político e assessor do senador Fernando Bezerra Coelho, Givaldo Calado de Freitas, empresário, ex-vereador e ex-candidato a prefeito de Garanhuns, Edival Veras e Nivaldo Azevedo, este último, presidente do diretório local do partido.

O Presidente do PSB local, Nivaldo Azevedo tem sempre que oportuno se posicionado junto a questões inerentes a sociedade garanhuense, cumprindo assim seu papel de oposição e ativista político nato que é. No mais o partido dentro dos limites de estado é governo, afinal Paulo Câmara “comanda” os destinos diversos que poderão ser seguidos pelos pernambucanos.

Paulo Lins, ex-GRE e Sandoval Cadengue, ex-prefeito de Brejão, continuam na peleja por espaço no partido. Lins perdeu um pouco de importância no cenário, afinal deixar o comando da GRE reflete negativamente para qualquer um, ou não. Há quem diga que pode estar por vir voos mais altos para Paulo. Sandoval da Casa Civil do governo Paulo Câmara e da Codeam, segue após derrota nas municipais em 2012 para Ronaldo Ferreira em Brejão, buscando espaço.

Givaldo Calado, Nivaldo Azevedo, Paulo Camelo e Júlio César Sampaio
são outros nomes que poderão disputar as eleições em 2016.

DEM – PRP – PPS – PSOL

Correndo por fora está Damásio Cardoso do DEM, que contará, se candidato, com o apoio do deputado líder de oposição na Câmara Federal, Mendonça Filho. Damásio que obteve na última eleição municpal quase dois mil votos na corrida por uma vaga na casa Raimundo de Moraes é atualmente suplente de vereador.

Outro pleiteante, já com boa aceitação é Valter Couto, que gerenciou a Celpe em Garanhuns por vários anos. Valter é Presidente do PRP de Garanhuns e tem como braço forte o Deputado estadual João Eudes, líder da legenda no Estado. Há quem diga que o engenheiro e ex-candidato por duas vezes ao governo de Garanhuns, José Luís Sampaio, o Zé da Luz, apoie a candidatura de Valter.

Paulo Camelo é outro que provavelmente estará entre os pleiteantes ao Palácio Celso Galvão. Engenheiro, filiado ao PSOL, Camelo deve disputar sua última corrida eleitoral em 2016, ao menos para o executivo.

Sivaldo Albino figura naturalmente nesse conglomerado por ser oposição na câmara e por ser o único que categórico e rotineiramente tem se cacifado à corrida. Recentemente Albino obteve uma “vitória” junto ao MPPE. OMinistério comprovou durante a semana que pagamentos de salários e gratificações estavam sendo feitos a servidores do município que estavam nos Estados Unidos. Sem falar na licitação da xérox, também denunciada por Albino. 

Rosa Quidute é outra sempre mencionada na cidade como possível candidata. Bartolomeu, seu marido, seria uma espécie de escudeiro, cabo eleitoral angariando votos à sua esposa; detalhe, tanto Rosa como Bartolomeu estão sem partido e ainda não decidiram para qual sigla irão.

Corrida eleitoral de 2016 poderá contar contar com
Damásio Cardoso, Sivaldo Albino e Valter Couto. Izaias já é candidato a reeleição

CANDIDATOS DO PSDB NÃO CONFIRMAM CANDIDATURA:

Sempre quando perguntados sobre a corrida eleitoral de 2016 os possíveis concorrentes ao executivo de Garanhuns pelo PSDB negam essa possibilidade. Claudomira sempre aparece entre eles, mas como de costume é categórica ao negar afirmando que é pré-candidata a vereadora. Já Claudiano parece entoar fala mais firme: “O PSDB terá candidatura própria em Garanhuns para prefeito”. Claudiano confirma, mas ainda assim sem apontar seu nome como sendo escolhido pela legenda.

Vale lembrar que a corrida eleitoral em 2016 será realizada durante 45 dias, entre meados de agosto e final de setembro (metade do que costumava ser-90 dias). Dessa maneira é possível que tenhamos um contexto bastante modificado no pleito. Menos gastos, menos doações aos partidos e candidatos e menos impacto na vida normal dos garanhuenses. A maior mudança aponta para o favoritismo da corrida, que com tantos envolvidos, pode mudar de nome, saindo de Azaias para outro que se disponha a ocupar o lugar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário