sexta-feira, 28 de agosto de 2015

SUPERFATURAMENTO EM SHOWS DO FIG; vereadores vão ao MPPE e TCE com novos documentos que "comprovariam a prática irregular da prefeitura de Garanhuns"


          E parece que mesmo com a ida do prefeito de Garanhuns Izaías Régis Neto a uma rádio local chamar os vereadores da base de oposição, Diretora Nelma (PR), Cláudio Taveira (PROS), Paulo Leal (PSB) e Sivaldo Albino (PPS) de “irresponsáveis e criminosos” em razão das denúncias de superfaturamento em shows do Fig não surtiu muito efeito junto aos parlamentares e ao povo de Garanhuns.

      Os vereadores que compõe a bancada, sem se deixar abalar pelas acusações piegas de Régis, seguiram ao Ministério Público de Pernambuco e ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) em posse, segundo os próprios, de novos documentos que comprovariam que a contração do show de Ana Carolina teria sido superfaturada. O Promotor de Justiça Alexandre Bezerra ao receber a queixa contra o governo municipal e a secretaria de Cultura, responsáveis pela contratação de Ana Carolina e Capital Inicial dias atrás, foi claro: ”o ministério público fará sua parte”.

Agora o procedimento segue seu curso normal, o de apuração e investigação dos fatos, além da juntada de documentos ligados a contratação dos shows. O governo municipal, através da secretaria de comunicação (secom), na época do ocorrido (denúncias), de imediato distribui nota à imprensa alegando que promoveu as contratações dentro da legalidade e que na ocasião, pagou aos artistas (Ana Carolina e Capital Inicial), o valor praticado por seus respectivos escritórios em todo território nacional.

O prefeito de Garanhuns (foto) disse em uma entrevista concedida na segunda-feira (24) que a ideia dos vereadores ao fazer a denúncia é levar a questão ao jornalista, apresentador do programa Conexão Repórter do SBT, Roberto Cabrine para com isso, exibir em mídia nacional a denúncia que eles protocolaram. “O esquema deles eu já descobri tudo: eles querem chegar a Roberto Cabrini com uma matéria nacional do SBT”, disse Izaías.

Na mesma entrevista Régis afirmou que vai acionar os vereadores na justiça, utilizando a esfera criminal. A ação será baseada segundo o próprio Izaías nos “crimes” que teriam cometidos os vereadores quando empreitaram a busca por informações que poderiam provar a “ilicitude” nas contratações de Ana Carolina e Capital Inicial para os shows em Garanhuns.

Sobre as acusações do prefeito, o líder da oposição na Câmara Sivaldo Albino disse estar tranquilo e que os vereadores não temem as ameaças vindas de Izaías. “Estamos cumprindo o nosso papel constitucional, que é fiscalizar e legislar. Nós recebemos a denúncia e encaminhamos para os órgãos fiscalizadores, que estão fazendo o seu trabalho”, disse Albino a um blog local. 

     Os vereadores não enviaram ao MPPE e TCE novos documentos referente à contratação da Banda Capital Inicial.

Nenhum comentário:

Postar um comentário