quarta-feira, 26 de agosto de 2015

MPPE inaugura nova sede em Canhotinho e homenageia promotor Thiago Faria, morto em 2013


A nova sede do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) em Canhotinho (Agreste Setentrional) recebeu o nome do promotor de Justiça Thiago Faria Soares, morto em outubro de 2013. A casa do MPPE no município foi inaugurada nessa segunda-feira (25) pelo procurador-geral de Justiça, Carlos Gerra de Holanda, e contou com a presença de diversos promotores de Justiça e de autoridades da região.

A Promotoria de Justiça de Canhotinho deixa de ocupar uma sala no Fórum e passa a funcionar numa casa com 170 metros quadrados de área construída, dois gabinetes de promotores de Justiça, salas de recepção, audiência, serviço e arquivo, além de despensa, dois sanitários, dez vagas de estacionamento e bicicletário.

A sede de Canhotinho faz parte de um projeto piloto da Instituição de transformar as residências oficiais sem uso em Promotorias de Justiça. Com esse novo espaço, promotores de Justiça e servidores do MPPE passarão a dispor de melhores condições de trabalho, além de maior conforto para a população.

Na ocasião, o promotor de Justiça do município, Romualdo Siqueira França, agradeceu a entrega da nova Promotoria de Justiça. “Eu estou aqui com dois sentimentos: alegria e gratidão. A inauguração dessa Promotoria de Justiça é a concretização de um compromisso, que se realiza, não com luxo, mas com condições adequadas”, destacou, acrescentando que se solidariza com o juiz da Comarca, Marcus Vinícius Barbosa Alencar, na iniciativa de buscar um Fórum adequado.

Promotor de Justiça Thiago Faria Soares foi morto em outubro de 2013. Hoje a nova
sede do MPPE em Canhotinho leva seu nome.

O promotor de Justiça ainda disse que Canhotinho será um exemplo. “Os direitos da população vão ser buscados a todo custo. Essa casa vai servir de exemplo a todos aqueles que buscam seus direitos na Justiça. Todo o sentimento do Ministério Público de Pernambuco ao nosso colega Thiago Faria, que não vai ser esquecido”, anunciou.

Em seguida, a mãe do promotor de Justiça Thiago Faria Soares, Maria do Carmo Faria Soares, agradeceu a homenagem feita ao seu filho. “Sou uma sobrevivente dessa tragédia. Mas queria agradecer todas as mensagens de carinho que eu recebi. Tenho um carinho enorme por todos os promotores de Justiça e peço a Deus que os acompanhem. Quero agradecer a todos os amigos do meu filho, que eram muitos”, disse.

O prefeito, Felipe Porto de Barros, também agradeceu ao procurador-geral de Justiça e ao secretário-geral, Aguinaldo Fenelon de

Barros, pela nova Promotoria, destacando que as instituições devem trabalhar em parceria. “Vários políticos veem o Ministério Público como carrasco, mas, eu aprendi que o Ministério Público deve ser visto como parceiro para ajudar a melhorar a vida do povo. É um parceiro para dias melhores”, afirmou.

O procurador-geral de Justiça agradeceu a toda a equipe do MPPE que tornou possível a inauguração da Promotoria de Justiça, destacando o cenário econômico atual. “O MPPE hoje resiste a uma crise e o que nos sustenta é a nossa luta, nosso trabalho. O povo de Canhotinho merece ser recebido de forma mais confortável. E esta casa do MPPE recebe o nome de uma pessoa que era um grande professor, que tinha o sonho de ser um promotor de Justiça. Uma pessoa que acreditava que podia fazer a diferença. Thiago Faria foi um idealista”, encerrou.

Thiago Faria Soares foi assassinado na manhã de 14 de outubro de 2013 durante emboscada na PE-300, entre os municípios de Águas Belas e Itaíba, com tiros de espingarda calibre 12. Na ocasião, o promotor dirigia seu carro, em direção à Promotoria de Justiça de Itaíba, onde trabalhava, tendo a noiva Mysheva Martins no banco do carona e Adauto Martins no assento traseiro do veículo. As investigações concluíram que José Maria Pedro Rosendo foi o mandante do crime, que teve como motivação uma disputa de terras com Mysheva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário