segunda-feira, 27 de outubro de 2014

FERA DEVE APRENDER LER GRÁFICOS E TABELAS; OS GRÁFICOS CONSTITUEM UMA FORMA CLARA E OBJETIVA DE APRESENTAR DADOS


A prova do Enem é cheia de gráficos, tabelas, esquemas e infogramas, que devem ser interpretados com cuidado. Não se trata apenas de análise dos dados, mas aplicar os conhecimentos específicos para uma correta interpretação. “Não existe uma receita pronta, o aluno tem que ter a capacidade de interpretar o desenho, e sempre surgem coisas novas, imagens diferenciadas”, diz o professor de matemática Tiago Guimarães, do Colégio Motivo.

Os gráficos constituem uma forma clara e objetiva de apresentar dados estatísticos. A intenção é a de proporcionar aos leitores em geral a compreensão e a veracidade dos fatos. “Dentro da ideia de contextualização do Enem, de fato nos deparamos o tempo todo com matérias em revistas e jornais ilustrando temas como educação, economia, especialmente agora com as eleições. Podem ser os mais variados: barra, circular, coluna”, explica Guimarães.

Outra observação importante que o professor faz é que o aluno deve prestar atenção também aos enunciados ou textos que acompanham os gráficos. Às vezes só com uma boa leitura dessas informações já dá para entender e fazer uma boa interpretação. Os tipos de gráfico dependem da característica da informação. Os mais usuais são: gráfico de segmentos, gráfico de barras e gráfico de setores.

Da redação
Fonte: Diário de Pernambuco
Imagem: Diário-PE