sábado, 4 de outubro de 2014

IMPEDIDO DE FALAR: CAPITÃO HUDSON PROIBE REUNIÃO POLÍTICA EM GARANHUNS DO SOLDADO ALBERISSON

           Imagem/Reprodução Internet/Capitão Hudson

O Capitão da Polícia Militar do estado de Pernambuco Hudson Moura, lotado no 9º BPM, com sede na cidade de Garanhuns, foi personagem em fato ocorrido semana passada, mais precisamente no dia 30 de setembro, ou seja, antes do domingo (3) de outubro, dia de eleição.

É que o Capitão achou por bem impedir reunião que seria realizada pelo então candidato a uma vaga de deputado Federal, Soldado Alberrisson, que assim como Hudson é militar de carreira. A reunião seria realizada nas instalações físicas da Rádio Jornal de Garanhuns do SJCC (Sistema Jornal do Comércio de Comunicação) e trataria temas referente a conjuntura política, apoios, propostas, planejamento entre outros que concernem esse tipo de reunião.

Tomando conhecimento da realização do movimento, tratou o capitão Hudson pessoalmente de se deslocar até a rádio em questão e comunicar a sua não aceitação da prática, pondo fim ao encontro do grupo do candidato. Em vídeo, Moisés dá mais detalhes; esclarece com mais particularidade e repudia o corrido, alegando que isso não seria uma prática saudável à democracia Brasileira.

O Soldado Alberisson é candidato a Deputado Federal, filiado ao PTB e já tem experiência de candidatura a cargo eletivo em Pernambuco, já tendo concorrido inclusive em outra oportunidade a cadeira na Câmara Federal.

Alberisson diz ainda que por muitos pedidos dentro da corporação de Polícia Militar, acabou sendo encorajado e saiu candidato nesse pleito. Lembra ainda que tem legitimidade por já ter traquejo e envergadura política, vai mais longe, diz que apoiaria outro candidato, porém depois de uma análise minuciosa optou por não apoiar tal candidato, por entender que não seria benéfico aos ideias da tropa (polícia) e os seus.

Abaixo disponibilizamos vídeo onde o Soldado Alberisson retrata o ocorrido, confira:

Da redação;
Texto: Gidi Santos
          Imagem: Reprodução Internet
Vídeo: Soldado/Alberes Youtube

REPERCUTE AGORA: AÉCIO PASSA MARINA SILVA EM PESQUISA CNT/MDA E PODE IR AO SEGUNDO TURNO


A disputa pelo segundo lugar no primeiro turno das eleições está mais acirrada. Pesquisa CNT/MDA sobre as intenções de voto para presidente da República, divulgada neste sábado , mostra pela  primeira vez que Aécio Neves (PSDB) pontuou acima de Marina Silva (PSB). Dilma Rousseff (PT) permanece em primeiro lugar. Na pesquisa estimulada, Dilma tem 40,6% das intenções de voto. Ela se mantém estável desde a última rodada, divulgada na segunda-feira (29), quando aparecia com 40,4%. Aécio Neves, que aparece em segundo lugar, cresceu 4,2 pontos e alcançou a preferência de 24% do eleitorado.

Já Marina Silva voltou a cair. Com 3,8 pontos menos que no último levantamento, agora tem 21,4% das intenções de voto. A margem de erro é de 2,2 pontos. A análise da evolução dos números das últimas pesquisas mostra tendência de crescimento de Aécio e queda de Marina, o que pode continuar até este domingo (5), dia da votação.

Luciana Genro (PSol) é a quarta colocada, com 1,1% das intenções de voto. Depois aparecem Pastor Everaldo (PSC) com 0,8% e Levy Fidelix (PRTB) com 0,5%. Os outros candidatos pontuam 0,6%. Brancos e nulos somam 5,2% e 5,8% dos entrevistados não sabem ou não responderam.

Na contagem dos votos válidos, o cenário para o primeiro turno fica com a seguinte configuração: Dilma Rousseff com 45,6%; Aécio Neves com 27%; Marina Silva tem 24,1%; Luciana Genro aparece com 1,2%; Pastor Everaldo com 0,8%; Levy Fidelix tem 0,6%; e os outros candidatos somam 0,7% das intenções de voto.

SEGUNDO TURNO:

No cenário simulado de uma disputa em segundo turno entre Dilma e Aécio, a petista tem vantagem de 5,2 pontos. A candidata à reeleição aparece com 46% das intenções e o tucano tem 40,8%. Brancos e nulos totalizam 9,7% e outros 3,5% dos entrevistados não sabem ou não responderam.Na segunda simulação, entre Dilma e Marina, a petista tem 9,7 pontos de vantagem, com 47,6% contra 37,9%. Brancos e nulos representam 11,1% e 3,4% não sabem ou não responderam.

O terceiro cenário simula o segundo turno entre Aécio e Marina. O tucano teria 43% dos votos, segundo a pesquisa, contra 37,1% da adversária, somando, assim, 5,9 pontos de vantagem. Para 15,7% dos entrevistados o voto seria branco ou nulo e 4,2% não sabem ou não responderam.

A pesquisa está registrada sob o número BR-01032/2014 no TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Foram entrevistados 2.002 eleitores entre 2 e 3 de outubro. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais.

Fonte: Diário de Pernambuco
Imagem: Diário-PE