sexta-feira, 26 de setembro de 2014

PROJETO “VISTO, O QUE É MEU!” FINALIZA TRABALHOS COM DESFILE DE MODA SÁBADO (27)

                      Imagem / Amanda Pietra / Projeto “Visto, o que é meu!”

Sábado (27), às 19h00, na comunidade quilombola Estivas, será realizado um desfile com as peças confeccionadas pelo projeto “Visto, o que é meu!”. A iniciativa foi conduzia pela estilista, figurinista e produtora do Coletivo Tear, Katarina Barbosa. Após seis meses de trabalho e aprendizado, o projeto será finalizado nesse fim de semana também com as apresentações culturais dos grupos de dança das comunidades quilombolas do município, além do espetáculo de contação de histórias “Luanda Ruanda – Histórias Africanas”.

O “Visto, o que é meu”, contemplado pelo Funcultura 2012/2013 na área de formação de cultura popular e tradicional, foi desenvolvido por meio de oficina de criação e confecção de roupas destinadas a grupos de dança afro-brasileira, das comunidades quilombolas Castainho, Estrela, Tigre e Estivas, do município de Garanhuns. A iniciativa aconteceu no sítio Tigre e contou com a participação das costureiras da associação da comunidade e dos próprios participantes dos grupos de dança.

“Luanda Ruanda – Histórias Africanas” – O espetáculo, que começou a circular recentemente pelo Agreste Meridional, foi idealizado pela atriz, contadora de histórias e produtora cultural do Coletivo Tear, Stephany Metódio. Junto com o ator Leo Silva, Sthepany apresenta histórias, fábulas mitos e lendas com temática afro-brasileira.

A apresentação conta com a intervenção da musicalidade africana executada pelos músicos Alexandre Revoredo e Claudemir Alves, além da tradução simultânea em Libras. O Luanda Ruanda – Histórias Africanas será apresentado hoje (26) no sítio Imbé, no município de Capoeiras (PE) e no dia 11 de outubro, no sítio Atoleiro, em Caétes (PE). As apresentações visam beneficiar os habitantes desses locais com a formação de um público leitor e a valorização da identidade negra e quilombola. O espetáculo tem o incentivo do Funcultura 2012/2013.

Fonte / Secom
Imagem / Amanda Pietra

POLÍCIA FEDERAL ABRE CONCURSO PÚBLICO COM 600 VAGAS PARA AGENTES; ORGANIZADORA CESPE/UNB


Como era esperado, a Polícia Federal lançou concurso público para provimento de 600 vagas para o cargo de agente da instituição, cujo salário é de R$ 7.514,33 para uma jornada de trabalho de 40 horas semanais. O edital foi lançado nesta sexta-feira (26) no site do Cespe/UNBe no Diário Oficial da União. O certame é nacional, porém, para a escolha de lotação, serão disponibilizadas vagas preferencialmente nos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Rondônia e Roraima e em unidades de fronteira.

As inscrições começam no dia 06 de outubro e seguem até o dia 26 do mesmo mês, através do endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/dpf_14_agente/

Para concorrer é preciso ter nível superior completo com diploma fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação; carteira nacional de habilitação, categoria “B”, no mínimo; além de outros pontos estipulados no edital.

ETAPAS:
      O candidato vai passar por provas objetiva e discursiva, agendadas para o dia 21 de dezembro, com duração de cinco horas. Além disso, haverá exame de aptidão física, programado para ocorrer entre os dias 20 e 24 de fevereiro; exame médico e avaliação psicológica. 
     
    A segunda parte do concurso será composta pelo Curso de Formação Profissional, que deve ser realizado de 03 de agosto a 18 de dezembro de 2015. A academia ocorrerá em regime de internato no período das 7 horas e 30 minutos de segunda-feira às 18 horas de sábado.

DISCIPLINAS:

    Estão entre os objetos de avaliação as disciplinas: língua portuguesa, informática; atualidades; raciocínio lógico; administração; contabilidade; economia; Direito Penal e Processual Penal, Legislação Especial, Direito Administrativo e Constitucional.

Fonte / Folha - PE
Imagem / Reprodução

CANDIDATA AO SENADO PELO PSOL ALBANISE DIZ QUE SEUS CONCORRENTES FOGEM DO DEBATE

                                           Imagem / Laila Santana / Candidata Albanise

A candidata do PSOL ao Senado, Albanise Pires, criticou o que considerou uma fuga dos seus oponentes João Paulo (PT), da coligação Pernambuco Vai Mais Longe, e Fernando Bezerra Coelho (PSB), da Frente Popular, os dois mais bem colocados nas intenções de voto, nos debates. De acordo com a postulante, várias emissoras de rádio tentaram organizar outro encontro entre eles, o que não ocorreu. Ela ainda desafiou o petista e o socialista para um embate.

“Tivemos no início do processo eleitoral um debate que foi promovido pelo Clube de Engenharia e, sem nenhuma vaidade, nós conseguimos pautar aquele debate, foi um debate onde houve uma repercussão da nossa candidatura, porque nós nos diferenciamos do João Paulo e do Fernando Bezerra Coelho. O interessante é que de lá para cá nenhum debate conseguiu mais ser agendado. Nós estamos pedindo, estamos querendo”, disse Albanise em entrevista à Rádio Folha FM 96,7.

De acordo com a candidata, na semana passada, ela fez o mesmo desafio a João Paulo e a Fernando Bezerra Coelho – que até a eleição os três conseguiriam fazer um debate dos candidatos ao Senado.

“Eu faço de novo esse desafio aqui na Rádio Folha, eu convido os candidatos ao Senado e convido a Rádio Folha para que tente promover um debate com os candidatos ao Senado. Estou disposta a debater, porque temos propostas e queremos nos diferenciar”, continuou.

Durante o programa, ela recheou de críticas aos dois. Ainda na entrevista, Albanise Pires defendeu a descriminalização das drogas, as bandeiras feministas e a atuação em favor das mulheres, além de uma reforma tributária e a cobrança de imposto sobre grandes fortunas, com uma cobrança anual de 5% sobre quem tem mais de R$ 50 milhões de patrimônio.

A candidata do PSOL ao Senado também defendeu uma reforma política profunda, passando pelo financiamento público de campanha, e a proposta da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) que, entre outros pontos, prega que a eleição proporcional seja feita em dois turnos.

Fonte / Folha - PE
Imagem / Laila Santana

RACHA NA FRENTE POPULAR DE PERNAMBUCO? GERALDO JÚLIO GARANTE QUE NÃO

                                Imagem / Reprodução PSB / Geraldo Júlio

O prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), rechaçou qualquer tipo de racha na Frente Popular ou no próprio partido. “Muitas vezes já se apostou em racha na Frente Popular, em rachas no PSB, em briga, em rinha e todas as vezes que se apostou nisso, isso não deu certo. Se mostrou errado. Estamos unidos, o PSB e a Frente Popular. Os 21 partidos”, disse o gestor em entrevista à Rádio Jornal nesta sexta-feira (26).

Geraldo insistiu que a coligação está unida. “Todas as lideranças da Frente Popular inteira participando da campanha de Paulo Câmara. Muita unidade. Apostar em racha, em quebra da Frente Popular tem se revelado uma aposta errada”, continuou o prefeito.

Ainda de acordo com o socialista, Paulo Câmara (PSB), candidato da coligação ao Governo do Estado, se revela como “um grande ídolo” e alguém que consegue juntar as pessoas e a Frente Popular.

“É isso que se revela porque ele assumiu essa liderança desde a sua escolha, do seu anúncio, quando Eduardo foi cuidar da candidatura nacional, que era uma coisa super importante para o País, o País está precisando de mudança. E Paulo ficou aqui coordenando uma ampla frente, um processo para disputar as eleições e conservar aquilo que tanto a gente quer que seja preservado que são as conquistas desse governo nesses oito anos”, afirmou.

Fonte / Folha - PE
Imagem / Reprodução PSB

MINISTÉRIO PÚBLICO DE PERNAMBUCO DENUNCIA CANTOR CEZZINHA POR LESÃO CORPORAL E DANO QUALIFICADO CONTRA EX-NAMORADA

                                              Imagem / Expedito Lima / Cantor Cezzinha

Em coletiva de imprensa em março deste ano, o sanfoneiro negou somente a acusação de sua ex-mulher, Elba Ramalho, de que ele bebia muito e teria sido violento. Em relação às investigações para a suposta violência doméstica contra a advogada Fabiana Fernandes, 33 anos, com quem teve breve relacionamento até janeiro, Cezzinha preferiu permanecer em silêncio até decisão do Ministério Público. À época, o laudo traumatológico do Instituto de Medicina Legal (IML) comprovou que a ex-namorada foi vítima de agressão, com danos no corpo causados por "instrumento contudente". Nesta sexta, o MPPE emitiu nota oficial sobre seu caso: 

"O Ministério Público de Pernambuco (MPPE), por meio do promotor de Justiça Carlos Eduardo Seabra, ofereceu, nesta sexta-feira (26), denúncia ao Judiciário em desfavor de Cézar Thomas Silveira, o sanfoneiro Cezzinha por lesão corporal e dano qualificado praticados em janeiro deste ano contra a sua então namorada, nas penas do art.129, parágrafo 9° e artigo 163, parágrafo único, inciso I, do Código Penal Brasileiro, com as implicações da Lei Maria da Penha (Lei n° 11.340/2006). A Central de Inquéritos do MPPE encaminhará a denúncia na segunda-feira (29) para a Justiça".

Fonte / Folha - PE
Imagem / Expedito Lima

FERNANDO BEZERRA COELHO APARECE NA FRENTE DA PESQUISA PELA PRIMEIRA VEZ NA CORRIDA ELEITORAL

                                             Imagem/ Reprodução Facebook

Os percentuais do novo levantamento do Instituto de Pesquisa Maurício de Nassau (IPMN) para a corrida pela vaga do Senado mostram, pela primeira vez, o candidato da Frente Popular, Fernando Bezerra Coelho (PSB), à frente numericamente do seu principal rival, João Paulo (PT). O quadro é de 32% de intenção de voto para o socialista e 30% para o petista. Ao se considerar a margem de erro (dois pontos percentuais para mais ou para menos), os dois adversários estariam empatados tecnicamente. A consulta foi encomendada pelo Portal Leia Já e publicada em parceria com o Jornal do Commercio. 

Embora num ritmo de crescimento mais lento do que o do candidato a governador Paulo Câmara (PSB), Fernando Bezerra Coelho vem subindo sistematicamente a cada rodada de pesquisa registrada após a morte do ex-governador Eduardo Campos, dia 13 de agosto. Na última, publicada dia 12 de setembro, João Paulo ainda mantinha a dianteira, com 29% das intenções de voto, e o socialista aparecia com 25%. 

O socialista avançou principalmente sobre o Recife, principal reduto eleitoral de João Paulo justamente pelos oito anos como prefeito. Ele ainda não ultrapassou o petista na capital, mas está quase encostando: 31% a 35%. Para se ter uma ideia, na primeira pesquisa do IPMN, do início de agosto, o socialista minguava 9% da preferência do eleitorado no Recife. João Paulo, por sua vez, liderava com folga: 37%. Na Região Metropolitana do Recife (RMR), o socialista tem 28% e o petista 33%.

De acordo com o professor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Adriano Oliveira, os números atuais apontam para uma tendência de crescimento clara de Fernando Bezerra Coelho, ainda que num contexto acirrado. “No conjunto de pesquisa, nota-se um favoritismo de Fernando, até porque está embalado pelo crescimento constante de Paulo Câmara. Por outro lado, devemos considerar a estabilidade percentual de João Paulo, que está conseguindo se sustentar eleitoralmente. A disputa continua forte”, explica. 

Fernando Bezerra Coelho está avançado, principalmente, sobre o eleitorado indeciso nesta reta final. Na primeira pesquisa, do início de agosto, o total de branco/nulo com não sabe/não responderam era alto, na cada dos 54%. Nesta, esse grupo alcança, no somatório, 37%. “O candidato socialista está avançando sobre os indecisos e não tão expressivamente sobre o eleitorado de João Paulo, que se mostra estável e consolidado”, diz o cientista político.

João Paulo está crescendo, por outro lado, em regiões caras do seu adversário. No Sertão, o petista tem 29% da preferência dos eleitores; Fernando, 42%. No Rio São Francisco, tem 21% contra 58%, do PSB. “A liderança ainda é clara de Fernando. Porém, pode ser que o petista esteja sendo beneficiado pela força da presidente Dilma Rousseff (PT) e do ex-presidente Lula”, pontua Adriano. 

METODOLOGIA - Realizada nos dias 22 e 23 de setembro, esta pesquisa foi registrada sob o número PE-00032/2014. Foram feitas 2.480 entrevistas, espalhadas por seis regiões do Estado.

Fonte / Ne10
          Imagem/ Reprodução

SE A ELEIÇÃO EM PERNAMBUCO FOSSE HOJE, PAULO CÂMARA VENCERIA ARMANDO NO PRIMEIRO E SEGUNDO TURNO SEGUNDO DATAFOLHA

                                                                                 Imagem / Reprodução

Pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta (26) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto na corrida para o governo de Pernambuco:

Paulo Câmara (PSB): 43%
Armando Monteiro (PTB): 34%
Zé Gomes 
(PSOL): 1%
Miguel Anacleto 
(PCB): 1%
Pantaleão 
(PCO): 0%
Jair Pedro (PSTU): 0%
Brancos e nulos: 8%
Indecisos: 12%

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal Folha de São Paulo. No levantamento anterior, divulgado em 10 de setembro, Paulo tinha 39% e Armando, 33%.
Realizada entre os dias 25 e 26 de setembro, a pesquisa contou com 1.222 entrevistas em 44 municípios. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levada em conta a margem de erro de dois pontos para mais ou para menos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%.

A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sob o protocolo número PE-00031/2014 e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob protocolo número BR-00782/2014.

SEGUNDO TURRNO:

O Datafolha fez uma simulação de segundo turno entre Paulo Câmara e Armando Monteiro. Os resultados são os seguintes:

Paulo Câmara (PSB): 45%
Armando Monteiro (PTB): 39%
Brancos e nulos: 7%
Indecisos: 9%

Fonte / G1
Imagem/ Reprodução

DILMA VENCE MARINA NO PRIMEIRO E NO SEGUNDO TURNO AFIRMA PESQUISA DATAFOLHA

                                                            Imagem / Reprodução

Pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira (26) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto na corrida para a Presidência da República:

- Dilma Rousseff (PT): 40%
- Marina Silva 
(PSB): 27%
- Aécio Neves 
(PSDB): 18%
- Pastor Everaldo 
(PSC): 1%
- Luciana Genro 
(PSOL): 1%
- Eduardo Jorge 
(PV): 1%
- Zé Maria 
(PSTU): 0%*
- Rui Costa Pimenta (PCO): 0%*
- Eymael 
(PSDC): 0%*
- Levy Fidelix 
(PRTB): 0%*
- Mauro Iasi 
(PCB): 0%*
- Branco/nulo/nenhum: 5%
- Não sabe: 6%

* Cada um dos cinco indicados com 0% não atingiu, individualmente, 1% das intenções de voto; somados, eles têm 1%.

No levantamento anterior do instituto, divulgado no dia 19, Dilma tinha 37%, Marina, 30%, e Aécio, 17%.
A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal "Folha de S.Paulo".

SEGUNDO TURNO:

O levantamento divulgado nesta sexta indica que, em um eventual segundo turno entre Dilma e Marina, a candidata do PT tem 47% das intenções de voto e a do PSB, 43%. Segundo o Datafolha, "embora persista o empate técnico no limite da margem de erro, há maior probabilidade de Dilma estar à frente de Marina neste cenário". É a primeira vez que a presidente aparece numericamente à frente. Na semana passada, Marina tinha 46% e Dilma, 44%.

Na simulação de segundo turno entre Dilma e Aécio, a petista vence por 50% a 39% (49% a 39% na semana anterior).

O Datafolha ouviu 11.474 eleitores em 402 municípios nos dias 25 e 26 de setembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. Isso significa que, se forem realizados 100 levantamentos, em 95 deles os resultados estariam dentro da margem de erro de dois pontos prevista. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-00782/2014

Fonte / G1
Imagem/ Reprodução

SENAC CARUARU PROMOVE DOAÇÃO DE BRINQUEDOS EM PROL DA APAE NESTE SÁBADO (27)


Moradores de Caruaru e cidades próximas que quiserem colaborar com uma causa social podem separar seus brinquedos novos ou em bom estado para participar, durante o sábado (27/9), do I Festival Solidário do Senac “Feliz é Ser Criança”. Os 22 alunos do Curso Técnico em Organizador de Eventos da instituição em Caruaru estão a frente do evento, que pretende ajudar as crianças atendidas pela Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais – APAE.

Os estudantes fazem parte de uma turma atendida por meio do Pronatec e, através da atividade, poderão aliar a prática dos conceitos aprendidos em sala a uma ação solidária. Os brinquedos doados serão trocados por pulseiras que darão acesso a show de palhaços, pintura facial, escultura de bola, pipoca e algodão-doce. Para doar, basta comparecer a Praça Senador Teotônio Vilela (Prefeitura) a partir das 8h.

Fonte/ Senac – PE
Imagem/ Senac - PE

GARANHUNS E O MAR AMARELO; PAULO E FERNANDO SAEM FORTALECIDOS DO AGRESTE

                                                                                  Imagem / Aluísio Moreira

A Frente Popular de Pernambuco, composta por 21 partidos segundo o TRE-PE, encabeça os candidatos: Marina Silva, Paulo Câmara e Fernando Bezerra Coelho para Presidente, Governador e Senador, respectivamente. Na tarde desta quinta-feira (25) a Frente esteve com seus postulantes realizando visita, caminhada e discurso para mais de 15 mil pessoas em Garanhuns.

A programação da visita iniciou-se por volta das 15:30 quando da chegada de Paulo Câmara a cidade. A concentração aconteceu em diversos pontos, além da Avenida Rui Barbosa, onde de fato começou a caminhada rumo ao centro da cidade, mais precisamente ao largo do Colunata.

Partidos que compõe a coligação e que tem em nossa cidade candidaturas para ALEPE e Câmara Federal estiveram por lá; a exemplo da candidata a Deputada Federal Claudomira Andrade (PRTB), candidato a deputado estadual Sivaldo Albino (PPS), Gersinho Filho, também candidato a deputado estadual (SDD), Claudiano Martins deputado estadual candidato a reeleição (PSDB), os ex-prefeitos de Garanhuns Bartolomeu Quidute e Luiz Carlos de Oliveira.

O MAR AMARELO COBRIU GARANHUNS:

Uma multidão cobriu Garanhuns por todos os cantos. Vestidos de amarelo, os seguidores de Paulo causaram a sensação de uma “tomada da cidade” por parte dos socialistas. Envolvidos em muito agito, com bandeiras, grupos sindicais, movimentos estudantis, literatas, artesãos, músicos, pintores, professores, comerciantes, bancários, uniram-se a Frente Popular de Pernambuco que cravou sua marca na cidade que historicamente se apresenta como terreno socialista reivindicado pelo PSB e Eduardo.

                                                                               Imagem / Aluísio Moreira

Cortando as principais ruas e avenidas de Garanhuns a comitiva seguiu ganhando espaço. As pessoas cada vez mais se aproximavam. Cada um ao seu modo estampava no rosto um sentimento sempre abordado pela campanha: solidariedade, liberdade idealismo, bandeiras essas erguidas pelos socialistas desde os primórdios. Nos braços do povo a caravana seguiu.

Passava das 17h, quando no largo do Colunata, Fernando Bezerra Coelho, recordando um passado recente citou o ex-governador Eduardo Campos e falou: “Garanhuns e o Agreste são peças chaves, fundamentais para o desenvolvimento; para um novo Pernambuco. Eu não poderia sair daqui hoje sem que antes vocês percebessem o que fomos e o que seremos por nosso estado. Temos, eu e Paulo, nossas histórias traçadas com muita honra e determinação. Passamos a vida em atividades distintas, mas sempre servindo o povo. Hoje Pernambuco tem uma, e melhor opção, assim como teve com Eduardo. Não fazemos e nem faremos nada que se oponha aos ganhos para nosso estado, temos uma missão, e missão é que dá vida a tudo que existe. Com uma missão daremos vida ao nosso povo; quando na prática traremos os ganhos sociais a Nação Pernambucana”.

                                                                                Imagem / Aluísio Moreira

Último a falar, Paulo Câmara foi objetivo: Não se trata de massagear o ego, não se trata de interesses pessoais, de anseio pelo poder. Trata-se de uma força maior, que mova multidões, que norteia um povo, uma nação. É uma vontade popular, é um desejo das ruas que tem somente uma leitura: “a Nação Pernambucana é força maior do que qualquer ideal unilateral. A marcha continua, não podemos descansar um só minuto se quisermos alcançar nossos ideais”.

                                         Imagem / Reprodução / Dr. Ivan Rodrigues

IVAN RODRIGUES; LÍDER NATO

O Dr. Ivan Rodrigues, Secretário executivo de Planejamento e Gestão do Governo de Pernambuco, também marcou presença na comitiva da Frente Popular. Antes que o socialista seguisse viagem com a caravana de Paulo e Bezerra Coelho, líder político nato que é Ivan protagonizou uma cena que rendeu comentários.

Disse Ivan Rodrigues: “Se faz um mundo melhor, investindo, dando logística, base, infraestrutura, educação, saúde, segurança e tudo mais que primordialmente a constituição prevê e assegura ao cidadão Brasileiro. Porém, não teremos um mundo melhor, nem tão pouco um mundo nosso, senão mudarmos nossa forma arcaica de enxergarmos e vivermos o momento presente e futuro, o processo e a conjuntura política. Trata-se de nós e o tempo todo de nós. Decidam vocês mesmos o destino, façam a melhor escolha para si e para o próximo. Assumam a responsabilidade, também, de conduzir os novos caminhos para uma nova sociedade politizada”.

Ao final da fala, algumas pessoas expuseram opinião e começaram a se manifestar em direção a Ivan. “Você é meu líder e sempre será”, diziam as pessoas. Ivan, Homem simples que é respondia, quem dera eu fosse tudo isso para vocês. Ivan agradeceu e em seguida se retirou muito emocionado com a cena que acabará de testemunhar.

FALA GIDI SANTOS:

As passagens que Eduardo Campos e sua base aliada promoveram em Garanhuns, diga-se de passagem, sempre muito acolhidas e prestigiadas, não se distanciam muito da que presenciamos hoje. Rápida, porém contagiante. Moveu massa e cravou idealismo, coisa não muito visualizada em dias recentes.

Algumas situações chamaram atenção no “palanque” PSB Frente Popular de Pernambuco.

É bem transparente o modo que é feito a transmissão da projeção que o PSB/Paulo busca, bem como a proximidade da campanha com as pessoas nas ruas. Não há de fato aparelho de “máscara”. Há forte e efetivo corpo a corpo com as pessoas, que enobrece e absorve nova liderança. O povo se sente parte, que é, do todo.
É meus amigos, não somos tangíveis coadjuvantes. Somos tão Público/protagonistas quanto “eles” que concorrem a mandato eletivo.

Antes que um candidato, especificamente pleiteante a vaga de deputado estadual ou Federal radicados em Garanhuns, suas assessorias, seus militantes, lideranças locais e quem quer que seja abordem vocês com discurso repetido e obsoleto de que: “Devemos eleger um deputado de Garanhuns, pois os forasteiros só vem a nossa cidade pedir votos e nada nos trazem”, façamos antes, uma a longo prazo, reflexão sobre o cenário atual. Sejamos minuciosos e exigentes buscando as qualificações no candidato no que se refere a gestão, postura, liderança, história, comprometimento, ganho real para cidade, planejamento e pautas. Tão breve veremos o quanto carente Garanhuns é de representantes líderes gestores.

A impressão que temos é que o forasteiro é o candidato local, que não diz a que veio. No grito só se ganha jogo de futebol, e há casos que nem no grito. O Povo e a manifestação da vontade são livres, o façamos com dignidade, com honra, respeito. Quando não atendidas características básicas que qualifiquem determinado candidato, sendo honestos consigo mesmo optem pelo anseio do município que pode obter solução em mão de candidatura que não parta de Garanhuns. Isso é democracia. Não fiquemos presos ao hábito perverso de Coronelismo moderno, pois não há mais espaço para isso em dias atuais, nunca houve, nunca haverá.

Da redação;
Texto: Gidi Santos
Imagens: Aluísio Moreira

E A PASSAGEM DA CANDIDA DO PSOL A PRESDIDÊNCIA LUCIANA GENRO POR PERNAMBUCO, COMO FOI?

                                                                                             Imagem / Enzo Giaquinto

A candidata a presidente Luciana Genro (PSOL) esteve nesta quarta-feira (24) no Recife, onde, a partir do exemplo do exemplo do movimento Ocupe Estelita, defendeu uma política habitacional em caráter nacional com coragem para se contrapor aos interesses da especulação imobiliária.

Em sua primeira visita a Pernambuco nesta campanha, Luciana debateu ainda as pautas feministas e participou de caminhada na Boa Vista com os candidatos do PSOL ao governo de Pernambuco, Zé Gomes, e ao Senado, Albanise Pires. À noite foi sabatinada na Universidade Católica de Pernambuco (Unicap).

“Recife pautou, através do movimento Ocupe Estelita, o problema da falta de política habitacional no país e o problema da especulação imobiliária. As áreas centrais vêm sendo destinadas à moradia dos ricos e a população de baixa renda é, cada vez mais, expulsa para as áreas periféricas, onde não há serviço público de qualidade e transporte. Precisamos ter cidades para todos, que incluam a maioria dos moradores no espaço público. Queremos fazer na Presidência da República uma política habitacional que seja inclusiva e democrática”, afirmou durante a caminhada.

                                                                                Imagem / Enzo Giaquinto

A caminhada na Rua da Imperatriz reuniu militantes e candidatos a deputado estadual e federal pelo PSOL. No almoço com feministas, no comitê do PSOL/PE, Luciana Genro apontou poucos avanços na Lei Maria da Penha no que se refere ao acolhimento às mulheres.

“Não há estrutura de acolhimento para as mulheres que sofrem de violência doméstica. Tem a medida protetiva de afastar o agressor do lar, tem a prisão, mas isso não resolve o problema. O que resolveria de fato é que o Estado oferecesse a essa mulher condições para ela sair desse ciclo de violência. Nesse aspecto, a lei não foi cumprida. A Dilma, uma mulher, não avançou um milímetro para garantir às mulheres uma vida sem violência”, criticou.

Durante uma de suas intervenções, Albanise elogiou o PSOL em sua tentativa de oferecer igualdade entre homens e mulheres nos processos eleitorais. 

“A formação da mulher nos processos políticos é bem trabalhada na esquerda. O PSOL, especialmente, tem conseguido externar essa política como prática. Nosso partido vive a terceira candidatura à Presidência da República, sendo que em duas delas fomos representadas por mulheres. Heloísa Helena, em 2006, e agora Luciana Genro. Aqui em Pernambuco nós temos também nas chapas de governador, vice e senador representação feminina de 2/3. Isso significa que estamos conseguindo implementar, de fato, a priorização da participação da mulher na política. Precisamos aproveitar bem o processo eleitoral para divulgar essas lutas, como o combate à violência doméstica, à violência nos espaços urbanos, à violência obstétrica e a defesa do parto humanizado”, disse Albanise.

                                              Imagem / Enzo Giaquinto / Albanize em discurso

O aborto também foi debatido no encontro. Segundo Luciana, a discussão em torno de sua descriminalização ainda é estereotipada e, por essa razão, não se avança. 

“Há uma ideia de que quem defende a legalização do aborto está defendendo o aborto como um método contraceptivo ou que é uma ótima solução para evitar filhos. Quando nós sabemos que não é assim. O aborto é um drama para qualquer mulher. Ninguém é a favor do aborto, somos a favor das mulheres. Tivemos duas mulheres que morreram vítimas da clandestinidade, a Jandira e a Elisângela. Não dá para continuar achando que o aborto não existe. Ele existe e mais de 800 mil brasileiras se submetem a ele por ano”, declarou.

Ao final do evento, Daiane Dultra, da Action Aid, entregou aos integrantes da mesa uma pesquisa sobre violência contra a mulher e um documento com sugestões para se conquistar cidades mais seguras para as mulheres.

Fonte / Assessoria Zé Gomes
Imagens / Enzo Giaquinto

EM CARUARU ESTÃO OFICIALMENTE AFASTADOS PELO TJPE CINCO VEREADORES

                                                                                               Foto / Gésika Rodrigues

Estão oficialmente suspensos das funções cinco vereadores de Caruaru que tiveram afastamento decidido pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) em 26 de agosto. Eles se mantiveram nas atividades porque a Câmara Municipal alegou não ter recebido a documentação para oficiá-los sobre a saída, de acordo com o advogado José Américo, procurador da Casa.

"No dia 15 de setembro, eu protocolei no TJPE o pedido de envio das páginas que faltavam ao documento enviado anteriormente. O material chegou nessa quarta-feira [dia 24] e hoje houve a deliberação com a presidência da Casa e os ofícios foram expedidos. Junto a estes, foi encaminhada toda a documentação do julgamento [da decisão de afastamento]. Se eles não receberem a tempo, serão notificados assim que chegarem para a sessão de hoje à noite, não podendo, com isso, participar da mesma", explica José Américo.

Com o afastamento de Val de Cachoeira Seca (DEM), Val das Rendeiras (PROS), Evandro Silva (PMDB), Neto (PMN) e Jadiel Nascimento (PROS), a assessoria jurídica da Casa Legislativa precisa avaliar a exigência de convocação dos suplentes das vagas. "Temos sete dias para deliberar com o presidente da Casa, a Mesa Diretora, além da contabilidade, pois é preciso observar duas questões: a Lei de Responsabilidade Fiscal, já que não podemos comprometer mais do que 70% dos gastos da Câmara com folha de pagamento, e o fator de não podermos exonerar nenhum servidor para desafogar as despesas, uma vez que estamos em período eleitoral", justifica Américo.

A defesa já recorreu e aguarda a decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ). O advogado Gilberto Santos acredita que o resultado sairá até a próxima semana.

Fonte / G1
Imagem / G1 / TV Asa Branca