segunda-feira, 18 de agosto de 2014

GLOBO NEWS ENTREVISTA CANDIDATOS A PRESIDÊNCIA


A globo News através da Jornalista Renata Lo Prete e do programa “Globo News Eleições” realizou entrevistas aos presidenciáveis bem antes do mês de agosto, logo quando das confirmações de suas respectivas candidaturas através das convenções partidárias. Já no mês de junho os candidatos Aécio Neves (PSDB), o agora ex-candidato Eduardo Campos (PSB) e a atual presidente, candidata a reeleição pelo PT Dilma Rousseff pontuaram sobre temas que questionavam as mais diversas necessidades sociais, além de cronogramas e programas de governo de cada um.


Veja abaixo na íntegra as entrevista que tem duração média de 45 minutos

ENTREVISTA DE AÉCIO NEVES - PSDB A GLOBO NEWS

ENTREVISTA DA PRESIDENTE DILMA - PT A GLOBO NEWS

ENTREVISTA DE EDUARDO CAMPOS - PSB A GLOBO NEWS

DILMA EM ENTREVISTA AO JN DISCUTE COM APRESENTADORES E COMETE LAPSO

                                                                                   Foto: Gabriel Souto/Globo

Ontem (18) no JN ( Jornal Nacional da rede Globo) acompanhamos a entrevista da Presidente da república e candidata a reeleição pelo PT Dilma Rousseff.

A série de entrevista foi iniciada com Aécio Neves (PSDB) dia 11, seguiu com Eduardo Campos (PSB) dia 12 e acabou sendo interrompida pela ocasião do acidente que chocou e comoveu o país com o ex-governador. Ontem (18) essa série de entrevistas foi retomada quando da participação da presidente direto da biblioteca do Palácio da Alvorada. Direto de Brasília os âncoras do jornal televisionado mais assistido no Brasil William Bonner e Patrícia Poeta fizeram os questionamentos a presidente.

Adentro as questões que foram indagadas em perguntas a Dilma Rousseff pelos apresentadores pairou no ar desde o início uma total falta de articulação e traquejo frente a temas polêmicos abordados. Com respostas longas e desconexas, além de pouca clareza, a fala da presidenciável carregava tão somente posicionamentos de defesa.

No caso “mensalão’ que foi tratado por William sem a utilização do pseudo amplamente difundido a presidente de maneira correta e ética não se posicionou, todavia evidenciou que tem pensamento claro e formado sobre o caso transitado e julgado pelo STF (Supremo Tribunal Federal) e que no momento oportuno ela Dilma como cidadã falaria sobre essa questão, no entanto, enquanto Presidente da república era proibida de expor opinião a respeito do caso em função de ordenamento jurídico.

Há de se falar que os temas escolhidos e abordados pelo JN e por assim dizer por Wiliam (que é redator do periódico) e Patrícia, são como o próprio diz “polêmicos”. Com esse quadro a entrevista é sempre responsável por uma postura defensiva dos que vão a bancada JN, pois agregam elementos que por si evidenciam um comportamento contrário do que é dito e o que é feito pelos postulantes ao governo federal. Assim acabamos por formar juízo de valor que todos os postulantes têm eternas dívidas a serem saudadas de forma geral e que ninguém está apto a ocupar o cargo.

LAPSO GRANDE:

Dilma diz que a CGU foi criada no Governo do PT


A Controladoria-Geral da União (CGU) é o órgão do Governo Federal responsável por assistir direta e imediatamente o Presidente da República quanto aos assuntos que, no âmbito do Poder Executivo federal, sejam relativos à defesa do patrimônio público e ao incremento da transparência da gestão, por meio das atividades de controle interno, auditoria pública, correição, prevenção e combate à corrupção e ouvidoria.
A CGU também deve exercer, como órgão central, a supervisão técnica dos órgãos que compõem o Sistema de Controle Interno e o Sistema de Correição e das unidades de ouvidoria do Poder Executivo Federal, prestando a necessária orientação normativa.
A CGU foi criada durante o governo de Fernando Henrique Cardoso por meio da Medida Provisória n° 2.143-31, 2 de abril de 2001, com a denominação inicial de Corregedoria-Geral da União (CGU-PR). Teve, originalmente, como propósito declarado o de combater, no âmbito do Poder Executivo Federal, a fraude e a corrupção e promover a defesa o patrimônio público.

Assista a entrevista de Dilma Rousseff na Íntegra no link abaixo:


http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2014/08/dilma-rousseff-e-entrevistada-no-jornal-nacional-.html

COMEÇA A VII SEMANA DO PATRIMÔNIO CULTURAL DE PERNAMBUCO


Com o falecimento do ex-governador Eduardo Campos, as atividades da VII Semana do Patrimônio Cultural de Pernambuco, que aconteceriam a partir de ontem e irão até 22 de agosto – com ações no Recife, Olinda e Caruaru – foram adiadas para o dia de hoje e outras canceladas (confira abaixo a nova programação completa). O eixo central do encontro são as discussões é a integração entre patrimônio material e imaterial dentro dos variados aspectos que permeiam a preservação do patrimônio cultural pernambucano e tem como tema “Patrimônio cultural: limites, caminhos e inovações”. A Semana do Patrimônio é uma promoção do Governo do Estado, através da Secretaria de Cultura e Fundarpe.
As atividades festivas que aconteceriam no domingo (17), incluindo o Jogo do Patrimônio e o Arrastão do Frevo, com desfile de diversas agremiações pela cidade, foram canceladas. As exposições Pernambuco Vivo, de fotografias, e Acessibilidade e Educação Patrimonial nos Patrimônios de Pernambuco, que seriam abertas também no domingo, na Torre Malakoff, foram transferidas para a terça-feira (19), quando a programação de seminários e oficinas ocorre normalmente.
A programação da semana reunirá atividades que contemplam a diversidade de visões, enfoques, práticas e experiências. A sétima edição está sendo dedicada ao poeta, escritor e dramaturgo Ariano Suassuna. De acordo com a programação original do evento, a abertura oficial, na segunda-feira (18), no Teatro Arraial – espaço criado e inaugurado por Ariano em 1997 – seria de palestra e apresentação artística em sua memória. Após o trágico acidente que vitimou o ex-governador Eduardo Campos e seus assessores, este momento foi adiado para uma nova data, que será definida no decorrer da Semana do Patrimônio.
Para o secretário de Cultura Marcelo Canuto, a Semana do Patrimônio, como parte de uma política pública voltada para este segmento da Cultura, tem ainda o objetivo de ampliar a discussão da importância do patrimônio cultural para a sociedade que, mais recentemente, vem levantando diversos questionamentos do que deve, ou não, ser objeto de preservação. “É uma oportunidade ímpar de se inteirar mais e melhor sobre o assunto”, pontua Canuto.
“Não há como pensar qualquer prática da vida cultural, seus saberes e fazeres, sem os seus suportes materiais, assim também, não há como pensar qualquer edificação ou  lugar sem vinculá-lo às práticas e significados que o produziram e o significam”, destaca o presidente da Fundarpe Severino Pessoa. Desta forma, a VII Semana do Patrimônio Cultural de Pernambuco propõe pensar os caminhos percorridos (e a percorrer) na prática da preservação do patrimônio cultural a partir da união entre o tangível e o intangível, os aspectos materiais e imateriais da vida social.
DATA HISTÓRICA – O Dia Nacional do Patrimônio Histórico, que sempre é comemorado em 17 de agosto, marca o nascimento do advogado, jornalista e escritor Rodrigo Melo Franco de Andrade, o primeiro presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), criado no Governo do presidente Getúlio Vargas, em 1937. O evento tem atraído cada vez mais um público variado, não apenas de estudiosos e trabalhadores da área; e se consagrado como um espaço de debates, interdisciplinar e interinstitucional, sobre as mais diversas questões julgadas essenciais para a compreensão das formas de constituição, valorização, reconhecimento e preservação dos patrimônios culturais.

PESQUISA DE PREÇO VAREJISTA EM GARANHUNS REVELA MELHOR LUGAR PARA COMPRAR


Em recente levantamento quanto aos preços de mercado praticados no varejo de alimentos junto aos estabelecimentos comerciais de nossa cidade, feito a título extraoficialmente, observamos um afastamento de cifras quando considerados os itens que “integram” a cesta básica Nacional. Tomamos como ponto de partida duas empresas do ramo alimentício que estão em atividade em Garanhuns e que polarizam esse tipo de venda para constatarmos inicialmente esse quadro.

A primeira é a rede Bonanza de Supermercados que detém 3 lojas situadas em Garanhuns, pertence ao Grupo DFC que conta ainda com a Multi Distribuidora, Aliança Distribuidora, Comprão e Balcão com operações no varejo, atacado e atacarejo. Emprega mais de três mil funcionários e atua nos estados de Pernambuco e da Paraíba. 

A Segunda é a recente inaugurada Loja do Assaí Atacadista localizada as margens da PE 177, Avenida Irga, bairro Severiano Moraes Filho, que conta hoje com mais de 80 lojas espalhadas pelo país. A empresa opera no mercado desde 1974, adquirida em 2007 pelo GPA que é uma das empresas do Grupo Cassino.
ESCLARECENDO:
Cesta básica é o nome dado a um conjunto formado por produtos utilizados por uma família durante um mês. Este conjunto, em geral, possui gêneros alimentícios, produtos de higiene pessoal e limpeza.
Não existe um consenso sobre quais produtos formam a cesta básica sendo que a lista de produtos inclusos pode variar de acordo com a finalidade para a qual é definida, ou de acordo com o distribuidor que a compõe. Há leis em alguns estados brasileiros que proporcionam isenção de impostos sobre produtos da cesta básica definida por cada um deles.
No Brasil, o DIEESE utiliza a Cesta Básica Nacional, ou Ração Essencial Mínima, composta de treze gêneros alimentícios com a finalidade de monitorar a evolução do preço deles através de pesquisas mensais em algumas capitais dos estados brasileiros. A quantidade dos gêneros na cesta varia conforme a região.

OS PRODUTOS DA CESTA BÁSICA SÃO:
( Preço Assaí Atacadista )

Carne Bovina de lagarto quilo: R$ 13,10
Leite  em pó Nutriday 200mg: R$ 2,15
Feijão Carioca Máximo 1kg: R$ 2,79
Arroz  Princesa 1Kg: R$ 1,85
Farinha de mandioca Chico Ramos R$: 2,59
Batata Inglesa 1kg: R$ 1,75
Tomate 1kg: R$ 2,70
Café tradicional 3 fazendas 250mg: R$ 2,69
Açúcar Cristal Coururipe 1kg: R$ 1,69
Óleo Soya: RS 2,89  
Manteiga 500mg Puro Sabor: R$ 2,18
Frutas Laranja: R$ 0,85 Abacaxi R$ 3,25
-----------------------------------------
Valor Total: R$ 40,48   

OS PRODUTOS DA CESTA BÁSICA SÃO:
( Preço Bonanza Supermercados )

Carne Bovina de lagarto quilo: R$ 12,99
Leite em pó Nutriday 200mg: R$ 2,29
Feijão Carioca Turquesa 1kg: R$ 2,89
Arroz Urbano 1Kg: R$ 2,39
Farinha de mandioca Turquesa: R$: 2,99
Batata Inglesa 1kg: R$ 2,09  
Tomate 1kg: R$ 3,79
Café tradicional Cruzeiro do Sul 250mg: R$ 2,95
Açúcar Primavera 1kg: R$ 1,49
Óleo Soya: R$ 2,69
Manteiga 500mg Soya: R$ 3,19
Frutas Laranja: R$ 1,29 Abacaxi: R$ 3,49
-----------------------------------------
Valor Total: R$ 44,53   

No placar geral entre menores preços de mercado ficou assim:

ASSAÍ ATACADISTA: 10
BONANZA SUPERMERCADOS: 3

Dos 13 produtos pesquisados apenas três tem preço mais acessível na rede Bonanza de Supermercados, sendo eles óleo, carne bovina e açúcar. Quanto ao percentual para compra de uma cesta Básica Nacional temos uma taxa de 9% a mais nos produtos comprados no Bananza.

Em breve traremos nova pesquisa com elementos que em primeiro momento não são lembrados na composição da cesta básica nacional.

VIADUTO EM SALVADOR RECEBE NOME DE EDUARDO CAMPOS


O governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), inaugurou, na manhã desta segunda-feira (18), o viaduto Governador Eduardo Campos, em Salvador. A homenagem ao ex-governador pernambucano, morto em acidente aéreo no último dia 13, em Santos (SP), foi feita após o governador baiano obter a aprovação da família de Campos.
Wagner e Campos foram colegas na equipe ministerial do primeiro governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Depois, venceram as eleições para os governos de seus Estados em 2006 e em 2010. Eram interlocutores frequentes até Campos deixar a base aliada da presidente Dilma Rousseff (PT) para articular a própria candidatura à Presidência, pelo PSB, no ano passado.
O viaduto inaugurado integra o Complexo Viário Imbuí-Narandiba, obra orçada em R$ 95 milhões, com previsão de conclusão para setembro, que prevê três viadutos e novas vias de acesso para facilitar a ligação entre os bairros e entre a região do Centro de Convenções, no bairro do Stiep, e o centro da cidade. O viaduto Governador Eduardo Campos, de 380 metros, passa sobre a Avenida Paralela, a mais movimentada de Salvador, e é o segundo do complexo a ser inaugurado.

PARLAMENTARES PRESTAM HOMENAGEM A EDUARDO CAMPOS

                         deputado Guilherme Uchoa

Um dia após o sepultamento de Eduardo Campos, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Guilherme Uchoa, do PDT, apresentou um Voto de Pesar à família do ex-governador de Pernambuco, durante a reunião plenária desta segunda(18 de agosto). O parlamentar também propôs um minuto de silêncio pela morte do ex-candidato do PSB à Presidência da República, e de seus assessores, em um acidente de avião, em Santos, litoral de São Paulo, na última quarta(13).

Na visão de Uchoa, Eduardo era respeitado pelos políticos dos mais variados partidos, e o trabalho que desenvolvia beneficiou o povo pernambucano. O deputado ressaltou que o ex-governador era um exemplo para as novas gerações e que fazia política com o coração, espírito de liderança e inovação, além de ser um amigo de todas as horas. 
Guilherme Uchoa ainda informou que vai sugerir ao governador João Lyra Neto a realização de uma Reunião Solene conjunta, unindo os três Poderes, em homenagem a Eduardo Campos. O evento deve acontecer no Teatro de Santa Isabel. 

deputado Manoel Santos

Ainda nessa segunda, os deputados Manoel Santos e Odacy Amorim, do PT, também lamentaram a morte do ex-governador. Para Manoel Santos, o sentimento de pesar atingiu, além dos políticos, todo o povo pernambucano. O parlamentar salientou que, independente dos projetos políticos divergentes, a perda da vida está acima de qualquer coisa. E salientou que resta aos que ficam, manter o sentimento de solidariedade e respeito à dor dos familiares.

                                        deputado Odacy Amorim

Já Odacy Amorim lembrou que a Assembleia passa por um momento muito triste da sua história. Para o deputado, Eduardo Campos representava uma expectativa de poder e tinha alta aprovação popular. O parlamentar também destacou que a morte zera qualquer disputa e, por isso, líderes de todos os partidos estiveram em Pernambuco para dar adeus a um dos maiores políticos brasileiros.

ASSISTA O VÍDEO DO VELÓRIO DE EDUARDO CAMPOS

JARBAS EM TOM FORTE REAFIRMA CRÍTICA FEITA A DILMA ONTEM NO VELÓRIO DE CAMPOS


Jarbas Vasconcelos reafirmou hoje em evento realizado pela cúpula do PSB na capital Pernambucana o que havia dito ontem no velório do ex-governador Eduardo Campos. Em suas palavras Jarbas foi ainda mais específico.
“Não digo nada pela metade”, observou. “Quando disse aquilo, disse sem nenhuma ofensa pessoal. Todo mundo sabe que ela fala mal de Eduardo, que ela não quer negócio com Eduardo, que passou a tratar Eduardo de forma diferente de quando convivia com ele. Então eu acho que é uma coisa irreal ela sair de lá (de Brasília) e vir para cá se apresentar ali (no velório de Campos)”, justificou. “Eu sou contra o ‘vá tomar naquele lugar’, eu sou contra gritar que ela é  assassina, eu sou contra hostilizar, mas a vaia é uma manifestação espontânea. A vaia só é ruim quando vem acompanhada de adjetivos”, acrescentou o Senador.

PEC APROVADA PELO SENADO TRARÁ AUMENTO DE REPASSE PARA O FPM

                              Ana Amélia com Pedro Taques

As mais de 5,5 mil cidades brasileiras poderão ter uma receita adicional de R$ 2,8 bilhões por ano com a aprovação da proposta de emenda à Constituição que amplia em um ponto percentual o montante da arrecadação do Imposto de Renda (IR) e do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para o Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

De autoria da senadora Ana Amélia (PP-RS), a PEC 39/2013foi aprovada em segundo turno pelo Senado, em 5 de agosto, e seguiu para a Câmara dos Deputados. Se os deputados aprovarem o texto este ano, a proposta produzirá efeitos financeiros em 2015.

No primeiro ano de vigência da emenda constitucional, o aumento será de apenas meio ponto percentual – equivalente a R$ 1,4 bilhão –, completando-se o acréscimo para um ponto percentual no segundo ano. Com isso, o FPM, atualmente formado com 23,5% da arrecadação do IR e do IPI, passaria a contar com 24,5% do total desses dois impostos arrecadados pela União.

Se a PEC de fato se tornar dispositivo constitucional, o valor deverá ser entregue pelo governo federal às prefeituras no mês de julho. Hoje, o correspondente a um ponto percentual do IPI e do IR é transferido aos municípios no primeiro decêndio de dezembro, para facilitar o fechamento das contas no fim do ano. O restante, 22,5%, é creditado nas contas dos municípios no Banco do Brasil, ao longo do ano, nos dias 10, 20 e 30 de cada mês, com base em informações da Receita Federal sobre o comportamento da arrecadação.

Antes de o dinheiro chegar às contas das prefeituras, é feita a dedução de 20% em favor do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

EMPRESAS TELEFÔNICAS TEM PRAZO DETERMINADO PARA DAR LOCALIZAÇÃO DE CELULAR

           Deputado Federal Arnaldo Faria de Sá - PTB-SP
A Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática aprovou na primeira semana de agosto proposta que dá prazo de duas horas para que a prestadora de telefonia móvel informe ao delegado de polícia a localização de aparelho celular no caso de restrição da liberdade ou iminente risco para a vida de alguém; ou de desaparecimento de pessoa.
O prazo será o mesmo no caso de investigação criminal em que a comprovação da materialidade ou autoria de infração penal em andamento dependa do imediato conhecimento da localização do infrator.
O texto aprovado é o substitutivo da deputada Margarida Salomão (PT-MG) ao Projeto de Lei 6726/10, do deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP). O projeto original dá prazo de seis horas para empresas de telefonia informarem à polícia a localização de telefones celulares em casos de extorsão, ameaça à liberdade ou risco para a vida da vítima ou de terceiros.
O projeto original prevê que o pedido de localização do celular seja feito à Justiça pela polícia ou pelo Ministério Público e estipula prazo de quatro horas para o despacho do juiz. Porém, o substitutivo alterou esse ponto.
Pelo texto, o delegado de polícia poderá requisitar, verbalmente ou por mensagem eletrônica, diretamente à prestadora a localização dos aparelhos nos casos citados. No ato de requisição, deverá ser informada a natureza do fato investigado e o número do inquérito policial ou, nos casos de urgência, do registro de ocorrência policial.

ASSISTA O VÍDEO ONDE JARBAS VASCONCELOS FALA SOBRE INDICAÇÃO DE ANA ARRAES PARA O TCU