quarta-feira, 13 de agosto de 2014

EUDSON CATÃO: NOTA DE LUTO


Consternado com a tragédia do amigo, líder, companheiro solidário, Pernambuco e o Brasil lamentam a perda repentina do grande homem publico que morreu lutando pelos seus ideais, sempre acreditando que enquanto houver vontade de lutar, haverá esperança de vencer e de construir um País mais justo.

Cabe a nós continuarmos a sua luta de vermos Pernambuco continuar avançando e como ele dizia: Temos que ter coragem para mudar o Brasil.


Eudson Catão

ASSISTA O VÍDEO DA HOMENAGEM DA FAMÍLIA PARA EDUARDO CAMPOS NO DIA DOS PAIS


NOTA OFICIAL DO GOVERNO DE PERNAMBUCO


Ainda chocado com a tragédia, em nome do povo de Pernambuco, lamento profundamente a morte do ex-governador do Estado, Eduardo Campos, político que deixa um legado de serviços prestados, principalmente aos mais pobres. Sinto neste momento uma enorme dor, e a vejo compartilhada com todos os que conheceram Eduardo Campos e passaram a admirá-lo, nestes anos de dedicação à vida pública.

Nossos profundos sentimentos à família de Eduardo Campos. Peço a Deus que conforte sua esposa, Renata, e seus filhos Maria Eduarda, João, Pedro, José e Miguel, além do seu irmão, o advogado Antônio Campos, e sua mãe, a ministra Ana Arraes. Sei como este momento está sendo difícil, mas consola saber o exemplo de filho, irmão, esposo, pai e homem público que deixou para sua família. Também minhas condolências aos familiares das demais vítimas do acidente: Carlos Augusto Ramos Leal Filho (Percol), Pedro Almeida Valadares Neto, Alexandre Severo Gomes, Marcelo de Oliveira Lyra, Geraldo da Cunha e Marcos Martins.

Eduardo conseguiu dar dimensão nacional e internacional a Pernambuco com sua forma inovadora de governar, colocando o estado na agenda da política nacional. Como líder do Partido Socialista Brasileiro (PSB) conseguiu unir diversas lideranças em torno de um projeto de mudança para o Brasil.


Herdou do seu avô Miguel Arraes os compromissos históricos de liberdade, igualdade social e democracia, da mais pura tradição das heroicas lutas pernambucanas. Como homem público, ocupante de diversos cargos no Legislativo e no Executivo, tanto em nível estadual como federal, obteve o respeito e a confiança do povo brasileiro.

Na sua gestão como governador de Pernambuco, imprimiu um trabalho sério e inovador. Honrou seus compromissos, empenhando neles todas as suas forças, para dotar o Estado de uma máquina pública eficiente. Seu governo, do qual fiz parte com muita honra, deixou aos pernambucanos um Estado melhor para se viver, através de um modelo de gestão reconhecido nacional e internacionalmente e premiado pelas Nações Unidas.

Com a dor dessa grande perda, consola saber o grande homem público que foi Eduardo Campos, que deixa um exemplo de luta em favor dos mais necessitados. Precisamos dar continuidade a esse trabalho, honrando seus compromissos de um Pernambuco cada vez mais consolidado no seu desenvolvimento econômico com justiça social. Que o legado da vida política de Eduardo permaneça como sinal de esperança para o povo de Pernambuco.

João Lyra Neto
Governador de Pernambuco

NOTA DA UPE/CAMPUS GARANHUNS SOBRE A MORTE DO EX-GOVERNADOR EDUARDO CAMPOS


O ex-governador Eduardo Campos fez o investimento pelo conhecimento no interior do estado, quando decidiu pela interiorização da Universidade de Pernambuco, criando novos campus e levando cursos superiores a regiões importantes do estado. 

Por sua decisão, jovens deixaram de ter que se deslocar a outros centros urbanos em busca de estudos, famílias continuaram unidas e investimentos possibilitaram mudar a realidade local de diversas regiões.

A UPE Garanhuns, que capitaneou muitas dessas ações, sob o comando da Reitoria, entende na figura de Eduardo Campos, o propulsor de um novo estado, a partir da desconcentração do ensino superior e da valorização do interior, em todas as suas microrregiões.

Lamentamos profundamente a morte deste líder de todos os pernambucanos, ao tempo que desejamos o consolo divino para a família, principalmente sua esposa, Renata, e os cinco filhos do casal. 

Pedro Henrique Falcão - Ex-diretor UPE Garanhuns 
Clóvis Gomes Jr. - Diretor 
Fábio Rocha Formiga - Vice-diretor

MORTE DE EDUARDO CAMPOS: NOTA OFICIAL DO SENADOR ARMANDO MONTEIRO


Nesse momento de grande tristeza que se abateu no coração de todos os pernambucanos, o meu sentimento mais profundo se volta para a família de Eduardo Campos. A perda para Renata, sua esposa, e para seus filhos Maria Eduarda, João, Pedro, José e do pequenino Miguel, é inestimável. Guerreira como ele, certamente ela saberá encontrar forças para superar tamanha dor e sofrimento. Dirijo especialmente a eles a minha solidariedade, de Mônica e da minha família nesse momento tão triste.

Ao longo da minha vida pública, o meu caminhar em vários momentos se cruzou com o de Eduardo e, em que pese divergências ocasionais, naturais da política, eu sempre tive a compreensão dos seus atributos e qualidades indiscutíveis como homem público. Pernambuco perde um grande líder, de caráter combativo e obstinadamente dedicado ao trabalho. Ele deixa um legado, como político e como administrador, sobretudo pela maneira competente com que governou o nosso Estado por oito anos, inquestionavelmente um marco na nossa história. E foi exatamente esse conjunto de qualidades que o fez se destacar como uma nova e natural liderança no cenário nacional.

Há de se buscar agora, num momento em que todos compartilhamos essa sensação de perda, a inspiração para todos aqueles que continuarão a militar na vida pública. A dimensão humana de Eduardo ia muito além da sua atividade e do seu cotidiano político. O que sempre guardei foi a maneira como ele dedicou-se à família com devoção e amor. Mesmo em meio ao turbilhão de compromissos que a vida pública impõe, ele sempre encontrou tempo para dedicar aos que mais amava.

Pernambuco reverencia a memória de Eduardo Campos, independente de circunstâncias políticas ou partidárias, que nesse momento ficam muito pequenas diante da dimensão dessa grande perda.

Também gostaria de externar o meu profundo sentimento de pesar aos familiares de Carlos Percol, Geraldo da Cunha, Marcos Martins, Alexandre Severo Gomes, Marcelo Lyra e Pedro Valadares Neto, nesse momento tão doloroso e difícil.

Armando Monteiro Neto
Senador

UFRPE/UAG: NOTA OFICIAL PELA MORTE DE EDUARDO CAMPOS


O Diretor Geral e Acadêmico da UAG/UFRPE, prof. Airon Melo, em nome dos professores, técnicos-administrativos e alunos da Unidade Acadêmica, lamenta o falecimento do Sr. Eduardo Henrique Accioly Campos, candidato à presidência da República e ex-governador de Pernambuco, ocorrido nesta quarta-feira (13/08).

“Nos últimos anos, Eduardo Campos se mostrou como uma das principais lideranças políticas de nosso país. Como gestor, conseguiu pulverizar obras estruturantes em Pernambuco, bem como alavancar o desenvolvimento de nossa economia, resgatando a autoestima dos pernambucanos em todas as regiões do Estado. Sentimos muito por essa perda irreparável”, lamenta o diretor.

Prof. Airon Melo
Diretor UAG/UFRPE

PREFEITURA MUNICIPAL LUTO E PESAR PELA MORTE DE EDUARDO CAMPOS


Foi com grande pesar e uma imensa tristeza que recebemos a notícia da trágica morte do ex-governador de Pernambuco e candidato à Presidência da República pelo PSB, Eduardo Campos. Sentimento que tenho certeza é compartilhado por todos os garanhuenses, pernambucanos e brasileiros que conheceram este jovem e promissor político e de personalidade cativante.

Embora atualmente caminhássemos em posições distintas, devido às decisões políticas de cada um, pelo tempo que pudemos conviver, enxergava nele um homem de posições firmes, apaixonado pela política, por Pernambuco e pelo Brasil.

Sem dúvida nenhuma, Eduardo Campos deixa o seu nome registrado na história política do País, e principalmente de Pernambuco, estado que nasceu, viveu e sempre amou.

Os nossos sinceros sentimentos de que Deus possa consolar a toda a sua família e traga força para superar este terrível momento.

Com a prerrogativa de Prefeito do Município de Garanhuns faço que seja decretado luto de três dias por esse trágico acontecimento que abalou todo o nosso País.

Izaías Régis Neto
Prefeito de Garanhuns - PE

EDUARDO CAMPOS: NOTA SR. IVÔ TINÔ DO AMARAL E FAMÍLIA


Com muito pesar e abalado com a notícia da morte de Eduardo Campos, gostaria de me solidarizar com os seus familiares neste dia de profunda tristeza. Sua personalidade altiva, sua coragem, liderança, ousadia e energia própria dos jovens, fez com que ele se projetasse como uma das personalidades mais firmes da política pernambucana e brasileira. Eduardo acreditava em novos rumos para o País e com sua experiência de governador transmitia otimismo e confiança em dias melhores. 

Perdemos um companheiro, um correligionário, um pai, esposo, filho exemplar, que soube reconhecer, com muita habilidade, os valores e o caráter dos seus adversários. A família Amaral se une a todos os pernambucanos e brasileiros nesse momento tão difícil, de luto, pela vida breve, mas, intensa, deste grande homem, reafirmando o sentimento de que não podemos desistir dos nossos sonhos. 

Garanhuns, 13 de agosto de 2014.
Ivo Tinô do Amaral e família
Garanhuns - PE

MORTE DE EDUARDO CAMPOS: CÂMARA DE VEREADORES DECRETA LUTO DE TRÊS DIAS


O Presidente do Poder Legislativo de Garanhuns, vereador Audálio Ramos Machado Filho, no uso das suas atribuições que lhe são conferidas pela Lei Orgânica do Município, e, sobretudo, pelo Regimento Interno da Câmara Municipal, decretou Luto Oficial por 3 (três) dias no âmbito do Poder Legislativo, pelo falecimento do Sr. Eduardo Henrique Aciolly Campos, Ex-Governador do Estado de Pernambuco, ocorrido nesta quarta-feira, 13 de Agosto de 2014.

Até a vigência do decreto, os pavilhões deverão ser hasteados a meio-pau na sede da Câmara Municipal, em respeito à sua memória.

Audálio Ramos Machado Filho
Presidente